Ciências Sociais / Ética e Ecologia

Ética e Ecologia

Trabalho Universitário: Ética e Ecologia
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  Jeferson  28 novembro 2011
Tags: 
Palavras: 1795   |   Páginas: 8
Visualizações: 300

...

o com o planeta.

A ética ecológica perpassa pela conscientização da problemática ambiental e pela compreensão humana do real significado de sua relação com a natureza. Sem nenhuma lei que não seja a própria consciência inicialmente, o homem através de ações sensatas, tem a responsabilidade da proteção e preservação ambiental, para antes de qualquer coisa, garantir a vida na Terra.

A ecoética ajudará a formar indivíduos conscientes e compromissados com a vida, dando origem a uma nova postura, e um comportamento calcado num entendimento mais amplo e profundo da relação homem-meio.

O compromisso conservacionista e individual dá início a uma nova ordem mundial, é uma filosofia de vida do ser humano, alicerçada em novos valores extra sociais. Sua base científica é o estudo da relação homem-natureza, englobando todas as raças e todos os seres vivos. Tudo que existe tem sua importância, sendo assim passa a fazer parte da ética ambiental.

Ética Ambiental

Falar de Ética do Ambiente ou das relações entre a ética e a ecologia é antes de tudo refletir sobre as relações entre o comportamento humano e as consequências dessa intervenção sobre o ambiente, que de um modo geral se identifica com o conceito de natureza ou ambiente natural.

Efetivamente a relação do homem com a natureza conheceu uma enorme alteração ao longo dos tempos. Inicialmente os homens estavam de tal modo expostos aos seus ritmos que o único objetivo que ambicionavam era a simples sobrevivência. Posteriormente a evolução da técnica permitiu ao homem não só resistir às suas agressões como também em colocar as energias naturais ao seu serviço e das necessidades de transformação dos recursos naturais. A modernidade trouxe consigo uma nova postura: já não se tratava de utilizar a natureza em seu proveito mas de a dominar e subjugar.

A atividade humana começou assim, a ter um impacto sem precedentes na natureza cujas consequências ainda que não são totalmente previsíveis

, mas já demosntram-se dramáticas. Observa-se a poluição decorrente do consumo energético que tem como matéria prima o petróleo e o carvão com a consequente contaminação do ar, da terra, dos rios, lagos e oceanos. A agricultura intensiva que polui terras e cursos de água, as enormes quantidades de óxido de carbono libertadas para a atmosfera com o consequente efeito estufa, a destruição da camada de ozônio (neste momento, felizmente, em retrocesso) e desflorestação nomeadamente da floresta tropical, com a consequente desertificação e erosão dos solos.

É bastante preocupante a extinção de inúmeras espécies animais e vegetais, cujo desaparecimento é irreversível. É neste contexto e no quadro da ética ambiental que surge uma nova noção tanto a nível filosófico como no âmbito do jurídico: os direitos das gerações vindouras. Começou-se, portanto, a ter uma noção clara de que os malefícios que a ação humana provoca no ambiente têm uma duração que ultrapassa uma ou duas gerações, e qu ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias