Psicologia / Dissertação

Dissertação

Artigos Científicos: Dissertação
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  Carlos  25 outubro 2011
Tags: 
Palavras: 3126   |   Páginas: 13
Visualizações: 61

...

er humano desenvolve-se psicologicamente, envolvendo graduais mudanças na forma de se comportar da pessoa e na aquisição das bases de sua personalidade.

Porém não é objetivo deste estudo destacar o crescimento respectivamente mais concentrar-se especificamente no estudo do desenvolvimento afetivo/social da criança e do adolescente, abarcando seus aspectos de amadurecimento afetivo e social, sem deixar de lado, obviamente, o aspecto cognitivo. É importante fazer uma ressalva que toda criança e adolescente está diversidade cultural, formado não só pela sua família, mas também por todo o grupo social no qual ela cresce, participa e respectivamente se desenvolve. Nesse sentido, a forma como essa diversidade cultural influencia o desenvolvimento de uma criança e do adolescente é significativa.

Para Aurélio (1994), a afetividade é: “Psicol. Conjunto de fenômenos psíquicos que se manifestam sob a forma de emoções, sentimentos e paixões, acompanhados sempre da impressão de dor ou prazer, de satisfação ou insatisfação, de agrado ou desagrado, de alegria ou tristeza.” Neste aspecto, a afetividade tem papel fundamental nas correlações psicossomáticas básicas e influenciar decisivamente na percepção, na memória, no pensamento, na vontade e nas ações, portanto é um componente essencial da harmonia e do equilíbrio do processo de formação ou desenvolvimento da criança e do adolescente.

Segundo ROSSINI (2001), a questão do desenvolvimento social se encontra intimamente relacionado ao desenvolvimento cognitivo, uma vez que e a criança está bem afetivamente ela aprende, ela faz. A questão do afeto diz respeito aos sentimentos, aos interesses, desejos, valores e emoções nas suas variadas dimensões. Sentimentos subjetivos como amor e raiva, aspectos expressivos como sorrisos e lágrima devem ser considerados no desenvolvimento afetivo, pois tem a ver com motivação para o aprender (ninguém dá um passo se não tem motivos). O desenvolvimento afetivo tem profunda influência no des

envolvimento intelectual acelerando, diminuindo, estagnando, direcionando as atividades intelectuais.

Segundo Piaget (1954) não existem estados puramente afetivos sem qualquer elemento cognitivo, bem como não é possível comportamentos somente cognitivos sem elementos afetivos. Porém mesmo que o afeto seja condição necessária, não é suficiente, para a constituição da inteligência, pois pode acelerar ou atrasar a formação das estruturas de inteligência, não sendo dessa formação (Piaget, 1962), esta consideração vem em harmonia com o que considera Damásio (1998) em sua idéia, que a criança não é ora razão, ora emoção.

Relacionando os aspectos afetivo e cognitivo, tem-se que, na assimilação, o afeto é o interesse, a vontade em assimilar o objeto ao eu, enquanto que o aspecto cognitivo é a incorporação do objeto ao eu. Na acomodação, a afetividade está presente no interesse pelo objeto que é novo para ela e, já no aspecto cognitivo, a acomodação consiste na transformação de um esquema ou ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias