Trabalho Completo Aplicações Medicinais Da Camomila

Aplicações Medicinais Da Camomila

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Ciências

Enviado por: Bruna 23 novembro 2011

Palavras: 2019 | Páginas: 9

...

péia, hoje incluída nas Farmacopéias de quase todos os países. Sua ação emenagoga foi descoberta empiricamente por Dioscorides na Grécia antiga e comprovada cientificamente 2.000 anos mais tarde. Industrialmente a camomila é usada para extração da essência, a qual possui largo emprego como aromatizante na composição de sabonetes, perfumes e loções, já o extrato e a essência de camomila são empregados na preparação de uma grande variedade de alimentos e bebidas, sendo considerada a planta medicinal mais cultivada no mundo (HARTMANN & ONOFRE, 2010).

Nos últimos anos, foram realizadas inúmeras pesquisas para esclarecer o papel das propriedades da (Matricaria chamomilla) é uma planta da família Asteraceae. Pode ser utilizada para fins cosméticos, alimentares, medicinais, entre outros, com provável origem na Europa e América do Norte(HARTMANN & ONOFRE, 2010).

2 OBJETIVO

O objetivo deste trabalho foi realizar uma avaliação das propriedades farmacológicas Matricaria chamomilla, evidenciando o caráter bibliográfico das fontes de dados da pesquisa.

3 METODOLOGIA

Para a realização deste trabalho, utilizou-se do método qualitativo, onde a pesquisa bibliográfica tem a finalidade de levantar as contribuições científicas já existentes sobre o assunto, oferecendo meios para análise do objeto de estudo.

A pesquisa qualitativa é indutiva e utiliza dados descritivos enfatizando o processo e a perspectivas técnicas. O levantamento bibliográfico foi realizado através da busca em catálogos de livros, periódicos, revistas técnicas científicas e a consulta a internet. A consistência desse método pode ser checada por meio de exame detalhado da literatura.

Foi realizado um levantamento bibliográfico, utilizando-se as palavras-chave nos indexadores de sites especializados como MEDLINE (Literatura Internacional em Ciências da Saúde), PubMed, LILACS (Literatura Latinoamericana em Ciências da Saúde), SCIELO (Scientific Electronic Library Online) e dissertações e teses.

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO

4.1 Camomila (Matricaria chamomilla L) (Asteraceae)

Pertence à família Asteraceae, são plantas de hábitos muito variados, que incluem ervas subarbustos, trepadeiras ou excepcionalmente árvores. A grande maioria dos gêneros é constituída por plantas de pequeno porte (Joly, 1985).

O gênero Matricaria é freqüentemente usado como fonte de fitofármacos de grande importância (Dragland et al., 2003), e empregado como componente de chás e ingrediente valioso no preparo de tinturas e extratos. Em alguns países como Argentina, Egito e Alemanha as áreas de plantio de Matricaria tem sido aumentadas com freqüência. Devido ao grande conteúdo de ingredientes de seu óleo essencial, as flores de Matricaria são de especial valor, apesar de sua extrema facilidade de deteriorar (Zaiter et al., 2007 ).

As partes mais usadas da planta são flores e as folhas. A Camomila apresenta muitas utilidades: além de ornamental, produz um chá calmante e digestivo, suaviza a pele e embeleza os cabelos. O intenso aroma despertou o interesse pela planta e antigos pesquisadores, atraídos pelo doce perfume, acabaram por descobrir várias das propriedades que tornaram a camomila tão famosa. Os antigos egípcios tratavam uma doença semelhante à malária com o chá de suas flores. (Wikipédia, 2011).

Muitos estudos têm mantido seu papel tradicional como ajuda para digestão. É também reconhecida por sua utilidade na prevenção de úlceras do estômago, e por acelerar seu processo de cicatrização. A bem conhecida propriedade da camomila a faz útil no alívio de cólicas menstruais. Embora pareça estranho, é também empregada para estimular a menstruação. Essa aparente contradição é porque ela também contém uma substância estimulante para contrações uterinas (PAULA & CRUZ-SILVA,2010)

A camomila é também empregada como sedativo para nervosismo porque ela deprime a ação do sistema nervoso central. Alivia estado de ansiedade e tem sido tradicionalmente usada para aliviar dores artríticas. Essa planta também tem propriedades anti-infecciosas. Aplicada como compressa em um ferimento reduz o perigo de infecção. Foi demonstrado que destrói o fungo Candida albicans que causa infecções vaginais, bem como algumas bactérias (Staphylococus) (PAULA & CRUZ-SILVA,2010).

Industrialmente a camomila é usada para extração da essência, a qual possui largo emprego como aromatizante na composição de sabonetes, perfumes e loções, já o extrato e a essência de camomila são empregados na preparação de uma grande variedade de alimentos e bebidas, sendo considerada a planta medicinal mais cultivada no mundo (LORENZI; MATOS, 2002b apud HARTMANN & ONOFRE, 2010).

Pesquisadores britânicos descobriram que a camomila exerce uma ação estimulante nos macrófagos e linfócitos B do sistema imunológico, cujo trabalho é combater microorganismos infecciosos (PAULA & CRUZ-SILVA,2010).

4.2 Descrição botânica

Planta anual, caule glabro, ereto, muito ramificado, de até 50 cm de altura; folhas verdes, bi a triplinatissectas em delicadas lacínias lineares, lisas na página superior; inflorescências em capítulos, com dois tipos de flores agrupadas em corimbos, flores centrais hermafroditas com corola tubulosa amarela e flores marginais femininas de corola ligulada branca agrupadas sobre um receptáculo cônico e oco e fruto do tipo aquênio (BLANCO).

Pode ser usada das mais diversas formas, caseiro, culinário,

3. Ações

Ação terapêutica: Como sedativo, antiespasmódico e emenagogo, também

com ação antiálgica, antiinflamatória, anti-séptica, eupéptica e tônica e, externamente, para inflamações e irritações da pele (BLANCO).

4.4 Constituintes químicos principais

Óleo essencial (derivado azulenico, alpha bisabolol e outros); sesquiterpenos (bisabolol); flavonóides (luteoline, apigenina), cumarinas; ácido salicílico, mucilagem, resinas e potássio.

4.5 Propriedades Farmacológicas:

A atividade terapêutica da camomila é determinada tanto pelos princípios ativos lipofílicos (solúveis em lipídios ou álcoois) quanto pelos hidrofílicos (solúveis em água). A atividade predominate do extrato aquoso é espasmolítica, enquanto o extrato alcoólico apresenta uma atividade antiflogística. ( TESKE, M & TRENTINI, 1994).

O camazuleno possui reconhecida atividade antiinflamatória, que é reforçada pela presença de matricina e alpha bisabolol. Este último (alpha bisabolol) possui propriedade antiflogística, antibacteriana, antimicótica e protetora de úlceras. Outros principios ativos também apresentam propriedade espasmolíticas como os flavonóides e as cumarinas,sendo que a estas últimas se atribui o efeito inibitório do crescimento de certos microorganismos (TESKE; TRENTINI, 1994).

A mucilagem presente retém água, levando a uma ação emoliente e protetora de peles secas e delicadas, pela formação de uma fina película sobre a pele. O princípio ativo responsãvel coloração é a apigenina, flavonóide que se complexa com sais metálicos naturais como Cálcio e o Alumínio. Estes complexos, em condições ideais fixam-se às fibras de queratina dos cabelos, revestindo-as sem no entanto penetrar no núcleo destas. E, com a incidência da luz sobre estes sais metálicos, ocorre um aumento dos reflexos luminosos. Esta propriedade justifica o seu uso para clarear cabelos, no entanto, exclusivamente de cabelos que já possuam tonalidades claras. (MOREIRA, F. 1985).

Nas flores de camomila foram detectados terpenóides e lactonas sesquiterpênicas com atividades biológicas,polissacarídeos imunoestimulantes, ésteres bicíclicos com atividade espasmolítica, flavonóides de ação bacteriostática e tricomonicidas,e a apigenina com propriedades ansiolítica e sedativa, destacando que o flavonóide apigenina é capaz de se ligar aos receptores GABA-A cerebrais de maneira similar aos benzodiazepínicos. Outro flavonóide presente na camomila é a quercetina com propriedades antiinflamatórias, antivirótica, antioxidante e antimicrobiana (HARTMANN & ONOFRE, 2010).

Os constituintes químicos da planta, em especial do óleo essencial, estão localizados principalmente nos canais secretores e glândulas multicelulares individuais situados na flor e no receptáculo. Cerca de 120 constituintes químicos foram identificados na camomila como metabólitos secundários, incluindo 28 terpenóides, 36 flavonóides e 52 compostos adicionais com potencial atividade farmacológica (HARTMANN & ONOFRE, 2010).

A camomila apresentou atividade antibacteriana sobre S.aureus (Romero et al., 2005, Asolini et al., 2006 apud SILVA, 2010) e os compostos fenólicos presentes em extrato etanólico de camomila foram os responsáveis pela propriedade antimicrobiana (Asolini et al., 2006 apud SILVA, 2010).

4. Precauções e contra indicações

Deve ser usada com cautela por gestantes, pois há indícios de que possua ação emenagoga. Alguns autores citam que não se deve usar o infuso, evitando contato com os olhos, talvez pela presença de óleos essenciais. Devem se respeitadas as dose recomendadas. Em caso de superdosagem, a camomila pode causar náuseas, excitação nervosa e insônia. (TESKE; TRENTINI, 1994).

5. Reações adversas

Pode desenvolver dermatite de contato ou fotodermatite em pessoas alérgicas a outras plantas da família Asterasceae, anafilaxia, conjuntivite alergica e êmese. (MOREIRA, F. 1985)

4. CONCLUSÃO

A camomila é uma das plantas mais antigas utilizadas na medicina tradicional. Pode ser utilizada para vários fins entre eles estão: ação digestiva, clareadora, calmante e antimicrobianas. As partes mais utilizadas da planta incluem flores e folhas e a forma de uso mais indicada é o chá.

Nas flores encontra-se terpenóides e lactonas sesquiterpênicas (com atividades biológicas), polissacarídeos (imunoestimulantes), ésteres bicíclicos (atividade espasmolítica), flavonóides como apigenina (propriedades ansiolítica e sedativa) e a quercetina (propriedades antiinflamatórias, antivirótica, antioxidante e antimicrobiana).

Foram encontradas também camazuleno (atividade antiinflamatória), alpha bisabolol (propriedade antiflogística, antibacteriana, antimicótica e protetora de úlceras), mucilagem e cumarinas (efeito inibitório do crescimento de certos microorganismos).

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

SILVA, Nathália Cristina Cirone. Estudo comparativo da ação antimicrobiana de extratos e óleos essenciais de plantas medicinais e sinergismo com drogas antimicrobianas. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Botucatu, 2010.

BLANCO, Maria Claudia Silva Garcia. Camomila. Acesso em 18/05/2011. http://www.cati.sp.gov.br/Cati/_tecnologias/plantas_medicinais_aromaticas/camomila.pdf

HARTMANN, Katia Cristina & ONOFRE, Sideney Becker. ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DE ÓLEOS ESSENCIAIS DA CAMOMILA

(Matricaria chamomilla L.). Revista Saúde e Pesquisa, v. 3, n. 3, p. 279-284, set./dez. 2010 - ISSN 1983-1870

PAULA, Kamylla Barden da Silva de & CRUZ-SILVA, Claudia Tatiana Araujo da. Formas de uso medicinal da babosa e camomila pela população urbana de Cascavel, Estado do Paraná. Acta Scientiarum. Health Sciences Maringá, v. 32, n. 2, p. 169-176, 2010.

TESKE, M & TRENTINI, A.M.M. Compêndio de Fitoterapia, edição única, Julho, 1994. Editado e Publicado por Herbarium Laboratório Botânico LTDA, Curitiba, PR.

-----------------------

1SILVA, Heli Cristina F.,Acadêmica do curso de Farmácia das Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA. 5º período.

2SOUZA, Rogéria F., Acadêmica do curso de Farmácia das Faculdades Integradas Aparício Carvalho – FIMCA. 5º período.