Trabalho Completo Práticas Corporais Alternativas E Esportes não Convencionais

Práticas Corporais Alternativas E Esportes não Convencionais

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Outras

Enviado por: tula 17 maio 2013

Palavras: 1621 | Páginas: 7

CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARETIANO

CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA (EAD)

DISCIPLINA: PRÁTICAS CORPORAIS NÃO CONVENCIONAIS E ALTERNATIVAS

CICLO 2 UNIDADE II PRÁTICAS CORPORAIS ALTERNATIVAS

JOSÉ HOFFMANN MARTINS, 1124858 CURITIBA-PR

TUTOR À DISTÂNCIA: PROF. ANDERSON VASCONCELOS SOARES

CURITIBA/PR

2013

1) Cite cinco precursores das PCAs e resuma o trabalho de um deles.

Émile Jaques-Dalcroze, François Delsarte, Wilhelm Reich, Gerda Alexsander, Elsa Gindler.

Wilhelm Reich: Reich era medico e psicanalista, trabalhava com o método terapêutico/educacional que era utilizado para revelar uma verdadeira e profunda linguagem corporal. Ele defendia que alguns males como, por exemplo, a neurose ( como repressão e falta de prazer) era resultado de questões sociais, cuja o remédio estava na leitura correta da linguagem corporal. A psicanálise deu inicio as sua observações, mais após discordar de seu criador ele enveredou outros caminhos para efetuar uma analise do caráter bastante profunda, foi ai que surgiu o termo couraça muscular que defendia o quanto o movimento, as posturas e atitudes reprimidas poderiam influenciar o comportamento humano. Conhecer suas coraças pessoais, vitais, orgânicas e emocionais nos ajudaria no processo terapêutico.

Reich criou uma técnica chamada VEGETOTERAPIA, diferentemente da psicanálise que só se preocupava em ouvir os pacientes a técnica de Reich, havia preocupação em olhar e tocar os pacientes . O equilíbrio energético era defendido por Reich como fundamento de uma vida saudável emocional e humanamente.

Para ele não haveria saúde mental sem saúde física ou ecológica e vice e versa.

2) Apresente cinco características comuns encontradas nos métodos dos precursores das PCAs.

• Saúde corporal e mental através de exercícios;

• Trabalham educação corporal através do estudo do auto conhecimento físico e mental;

• As correlações entre as varias partes do corpo;

• Equilíbrio interno e externo do individuo;

• O autoconhecimento corporal e mental nos ajuda a conviver com diversas situações.

3) Localize e apresente, nas obras dos inovadores, um assunto que demonstre a autenticidade de sua obra.

José Ângelo Gaiarsa: uma lição do mestre Gaiarsa repousa na defesa que ele faz da motricidade como fundante dos fenômenos psicológicos, contrariamente a muitas pessoas que não acreditam que a ação muscular consciente e intencional possam modificar a personalidade ou confundir-se com ela.

Gaiarsa da um belo exemplo para esse fato, citando o quanto um escorregão pode mexer com as emoções. É o sentido propriamente dito da “queda”, física e mental, e de quanto ela pode desorganizar mesmo uma boa postura, deixando qualquer galante cavalheiro completamente indefeso e louco para que ninguém o tenha observado enquanto perdia o “centro” e caia em si.

Stanley Keleman: na maioria de seus livros sobre educação somática existencial, fala de perda do lado sensível do ser humano, o que o torna virtualmente ou realmente reduzido (apequenado), emparedado(comprimido),rígido(endurecido),denso(compactado), colapsado (encolhido) ou inflado(inchado). Esses sintomas mostram que os fluxos, as pressões, as pulsações, as excitações ou as inibições e as peristalses, estando fora de sintonia, em pedem o ser humano de experimentar contatos harmônicos e de criar respostas afetivas adequadas e suficientes. Esse quadro é uma demonstração da ausência de raízes, de chão, de base de apoio, que negam ao individuo a possibilidade de “firmar seus pés no chão, agarrar-se, aterrar, pendurar-se, organizar-se, desorganizar-se e reorganizar-se, o que o leva a perder seus limites, perspectivas e possibilidades”.

Meier Schneider, Maureen Larkin, Dror Schneider: Estão de pleno acordo no que diz respeito as pessoas deverem, no inicio executar bem os exercícios propostos, para, em seguida, estabelecerem sua própria rotina de experimentações. Não há problema se a pessoa for sedentária, mas é preciso começar os exercícios em algum momento.

ninguém deve conhecer seu corpo, suas dificuldades e suas necessidades melhor do que você, mas uma orientação segura, por um profissional capacitado, no inicio do trabalho, é sempre um bom conselho.

Al Chung-Liang Huang: pode-se intitular o tai chi proposto por Huang de uma meditação em movimento, utilizando-se de técnicas de equilíbrio estável/instável e a transposição de peso para encontrar, afastar e retornar à quietude ou dinâmica do “centro”. A coluna vertebral, muitas vezes, pode representar e determinar o centro físico, psicológico, social, ecológico e transcendental de cada um. Quem não conhece o próprio “centro”pode perde-lo e dificilmente conseguirá resgata-lo.

4) Relate cinco princípios das PCAs e explique como desenvolver um deles na escola.

• Amizade

• Autonomia

• Cidadania

• Comunicação

• Saúde

Amizade: amizade pode ser desenvolvida no ambiente escolar através de brincadeiras, onde as crianças aprendam a refletir os valores e pratica-los, relacionando-se entre si.

Assim verão que a aproximação e a comunicação por meio das brincadeiras ira facilitar o contato e a confiança entre as mesmas possibilitando a amizade.

5) Até hoje, muitas escolas de dança clássica ainda baseiam suas metodologias de ensino na repetição incessante de movimentos, nos treinos árduos de flexibilidade, nas posturas rígidas – das pontas dos pés, passando pelo tronco, até chegar ao pescoço

e ao olhar. Esses treinamentos ou condicionamentos corporais ultrapassam os muros das academias e transparecem nos corpos dos dançarinos. Émile Jaques-Dalcroze, um dos precursores das PCAs, teve o intuito de mudar o método tradicional de formação

de atores e bailarinos e, para isso, apresentou novas metodologias baseadas numa concepção holística e plural. Apresente os principais enfoques da sua metodologia e discuta sua importância para a formação dessas e de outras pessoas que vivenciam práticas corporais.

A metodologia utilizada por Dalcroze foi chamada de eurritmia, seu objetivo era fazer com que atores e ginastas desenvolvessem a sensibilidades corporais, apresentando o método de coordenação musical com movimentos, pois acreditava que qualquer segmento corporal era receptivo ao som: um instrumento primordial para assimilação musical. Segundo ele o corpo somente poderia desenvolver uma atividade estética quando o sentido muscular estivesse suficientemente amadurecido para converter sensações em movimento.

Através dos métodos de Dalcroze, ficou mais pratico e prazeroso trabalhar os movimentos nas escolas de dança e teatro, beneficiando assim varias pessoas que através de seus métodos puderam usufruir dessas praticas tanto em escolas e academias de ginástica.

6)Wilhelm Reich, um dos precursores das PCAs, apesar da sua formação na área médica, especialização na psicanálise e influência de Freud, criou um método que, além de terapêutico, é, também, educacional, para revelar a linguagem corporal. Com seus

estudos, criou o termo "couraça muscular". Explique esse termo e justifique o porquê

dos estudos de Reich serem importantes para a educação física.

Couraça muscular são tensões musculares visíveis através de uma linguagem corporal, que mesmo que o individuo queira esconder ou está em seu subconsciente são transparecidos pelo corpo.

Através de seus estudos nos beneficiamos já que a educação física trabalha tanto a saúde física como mental, e o termo criado por Reich, deixa claro que a linguagem corporal nos ajuda a descobrir problemas psicológicos que podem estar afetando o individuo.

7) Alexander Lowen, criador da bioenergética, foi discípulo de Wilhelm Reich, que, por sua vez, seguiu os primeiros passos de Freud. Nessas trajetórias, podemos verificar diferenças e semelhanças nas formas de intervenção dos autores citados. Escreva sobre as aproximações e distanciamentos entre o enfoque e as abordagens de Reich e de Alexander Lowen.

APROXIMACOES – visava compreender e dissolver tensões crônicas apresentada pela musculatura fruto de forcas irracionais pessoais, sociais e políticas através de um método que chamou de bioenergético assim como reich o contato medico/paciente também fazia parte dos trabalhos de Lowen.

DISTANCIAMENTO- seguiu o conceito de eurritmia (proposto por Émile Jaques-Dalcroze) as noções da relaxação progressiva (proposta por Edmund Jacobson) as lições de ioga com ênfase no trabalho respiratório. Observou que a respiração deficiente devia ser o primeiro aspecto a ser tratado, pois dele dependia os outros fatores.

8) As pressões e estresses profissionais, as obrigações familiares, o trânsito, a violência, a falta de tempo e as condições apropriadas para o lazer e para o autocuidado levam as pessoas a um ritmo de vida e hábitos cotidianos pouco saudáveis. Os problemas posturais, as tensões musculares, os desequilíbrios emocionais, a respiração aprisionada,

a insônia, entre tantos outros, são problemas advindos desse ritmo de vida estressante em que vivemos e influenciam diretamente na qualidade de vida das pessoas. Cite três autores, sejam eles precursores, seguidores ou inovadores, e relate como eles abordam esse tema e como suas metodologias poderiam auxiliar as pessoas na busca por uma melhor qualidade de vida.

Elsa Gindler: Em seu único texto conhecido que é saúde, trabalho social e atividade física o objetivo de Gindler era desenvolver o potencial físico e mental das pessoas, exigindo muita reflexão, responsabilidade e determinação para que desempenhassem bem suas necessidades cotidianas. Gindler é um belo exemplo de como viver em uma sociedade problemática já que viveu em Berlim em plena secunda guerra mundial e na época as exigências pessoais e sociais era enorme e a população precisava de muita energia, paciência, solidariedade, vivacidade e esperança para sobreviver com o mínimo de dignidade.

François Delsarte: Ao visitar hospitais, asilos, necrotérios, prisões, seus olhos não procuravam a perfeição, mas a humanidade com todas as suas irracionalidades, defeitos e possibilidades. Ele acreditava na união corpo/mente/alma/movimento, pois esses fatores faziam parte de uma mesma dimensão, e uma mesma realidade.

Gerda Alexander: A autonomia, a autorregulação e a auto-organização são propostas nas atuais sessões de PCAs, da mesma maneira como GERDA o fazia desde o inicio das suas aulas, pois ela acreditava piamente na sabedoria humana das pessoas em aprenderem a trilhar seus próprios caminhos.

Ela insistia na ideia de uma ação conjunta entre personalidades e meio ambiente, isto é, alem das pessoas aprenderem a desenvolver uma autoimagem real e completa, devia sentir, durante o tempo todo, o meio ambiente na sua plenitude.

Gerda explica como a vida acontece e os caminhos que ela percorre, e também realiza uma explicação sobre a vida e seus caminhos; ambos citam a presença e a magnitude das forcas internas e externas, que tanto podem provocar no organismo um equilíbrio ou um desequilíbrio das suas potencialidades, como perigo ou a vantagem do individuo perder ou conquistar sua própria identidade.

Por meio de suas metodologias estaríamos mais bem preparados para as dificuldades, do dia a dia e nossa qualidade de vida aumentaria significativamente.