Trabalho Completo Projeções Ortogonais

Projeções Ortogonais

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Tecnologia

Enviado por: 787589 28 abril 2013

Palavras: 608 | Páginas: 3

Ângulos Diedros:

A representação de objetos tridimensionais por meio de desenhos bidimensionais, utilizando

projeções ortogonais, foi idealizada por Gaspar Monge no século XVIII. O sistema de

representação criado por Gaspar Monge é denominado Geometria Descritiva.

Considerando o plano vertical e horizontal prolongados além de suas interseções, como

mostra a Figura, dividiremos o espaço em quatro ângulos diedros (que tem duas faces). Os

quatros ângulos são numerados no sentido anti-horário, e denominados 1º, 2º, 3º, e 4º Diedros.

Utilizando os princípios da Geometria Descritiva, pode-se, mediante figuras planas,

representar formas espaciais utilizando os rebatimentos de qualquer um dos quatro diedros.

Entretanto, para viabilizar o desenvolvimento industrial e facilitar o exercício da engenharia, foi

necessário normalizar uma linguagem que, a nível internacional, simplifica o intercâmbio de

informações tecnológicas.

Assim, a partir dos princípios da Geometria Descritiva, as normas de Desenho Técnico

fixaram a utilização das projeções ortogonais somente pelos 1º e 3º diedros, criando pelas

normas internacionais dois sistemas para representação de peças:

· sistema de projeções ortogonais pelo 1º diedro; e

· sistema de projeções ortogonais pelo 3º diedro.

Projeções Ortogonais pelo 1º Diedro:

As projeções feitas em qualquer plano do 1º diedro seguem um princípio básico que

determina que o objeto a ser representado deverá estar entre o observador e o plano de

projeção, conforme mostra a Figura. A partir daí, considerando o objeto imóvel no espaço, o

observador pode vê-lo por seis direções diferentes, obtendo seis vistas da peça.

Ou seja, aplicando o princípio básico em seis planos circundando a peça, obtemos, de

acordo com as normas internacionais, as vistas principais no 1º diedro.

Para serem denominadas vistas principais, as projeções têm de ser obtidas em planos

perpendiculares entre si e paralelos dois a dois, formando uma caixa.

A Figura mostra a peça circundada pelos seis planos principais, que posteriormente são

rebatidos de modo a se transformarem em um único plano. Cada face se movimenta 90º em

relação à outra.

Projeções Ortogonais pelo 3º Diedro:

Assim como no 1° diedro, qualquer projeção do 3º diedro também segue um princípio

básico. Para fazer qualquer projeção no 3º diedro, o plano de projeção deverá estar

posicionado entre o observador e o objeto, conforme mostra a Figura. O plano de projeção

precisa ser transparente (como uma placa de vidro) e o observador, por trás do plano de

projeção, puxa as projetantes do objeto para o plano. Conforme a Figura.

As vistas principais são obtidas em seis planos perpendiculares entre si e paralelos dois a

dois, como se fosse uma caixa de vidro e, posteriormente, rebatidos de modo a formarem um

único plano. A Figura mostra os rebatimentos dos planos que compõem a caixa de vidro, onde

cada plano se movimenta 90º em relação ao outro.

Deacordo com as normas internacionais, na execução de desenhos técnicos, pode-se

utilizar tanto o 1º como o 3° diedros. Para facilitar a interpretação do desenho é recomendado

que se faça a indicação do diedro utilizado na representação. A indicação pode ser feita

escrevendo o nome do diedro utilizado ou utilizando os símbolos a seguir.Para entender, como é feita a projeção, é necessário conhecer os seguintes elementos: O

OBSERVADOR (ou Centro de Projeção), o MODELO (ou Objeto), e o PLANO DE

PROJEÇÃO.

A projeção pode ser:

· Cônica (ou Central) quando o centro de projeção esta a uma distancia finita da superfície;

· Cilíndrica (ou Paralela) quando o centro de observação está a uma distancia infinita.

Ainda, em relação à superfície plana de projeção, é ORTOGONAL quando as projetantes

são perpendiculares; e

· Obliqua, quando inclinadas.

Na ilustração da figura 12, o Modelo (ou Objeto) é ilustrado por um Dado. Observe, que a

Linha projetante é perpendicular ao Plano de Projeção. Unindo perpendicularmente os três

planos junto com o modelo, tem-se a projeção em três planos. Estas projeções são chamadas

VISTAS, conforme a seguir:REBATIMENTO dos três planos de projeção:

Quando se tem a projeção ortogonal do modelo, o modelo não é mais necessário e assim é

possível rebater os planos de projeção.