TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS: ESCORPIÕES E LAGARTAS

Por:   •  28/7/2020  •  Resenha  •  2.182 Palavras (9 Páginas)  •  5 Visualizações

Página 1 de 9

ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS: ESCORPIÕES E LAGARTAS.

INTRODUÇÃO

        Os animais peçonhentos são aqueles que produzem substancia tóxicas chamadas de veneno, e têm condições naturais para injetá-la em presas ou predadores, usados principalmente para defesa ou predação. Essa condição é dada naturalmente por meio de dentes modificados, aguilhão, ferrão, quelíceras, cerdas urticantes, nematocistos entre outros.

É sábio que a ação do veneno pode ter consequências graves para a saúde do homem. Portanto os acidentes por animais peçonhentos foram incluídos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na lista das Doenças Tropicais Negligenciadas que acometem na maioria das vezes, ocorridos com pessoas ocupadas em atividades econômicas relacionadas ao campo e floresta. Além disso, devido ao alto número de notificações, esse agravo (acidentes por animais peçonhentos) foi incluído na Lista de Notificação Compulsória do Brasil, ou seja, todos os casos devem ser notificados ao Governo Federal imediatamente após a confirmação. A medida ajuda a traçar estratégias e ações para prevenir esse tipo de acidentes. Sendo a segunda causa de envenenamento humano, ficando atrás apenas da intoxicação por uso de medicamentos.

OBJETIVO

Abordar medidas de prevenção de acidentes causados por lagartas e escorpiões e ações para minimizar os riscos com os mesmo.

        

DESENVOLVIMENTO

ESCORPIÃO

Os Escorpiões são representantes da classe dos aracnídeos, predominantes nas zonas tropicais e subtropicais do mundo, com maior incidência nos meses em que ocorre aumento de temperatura e umidade. São animais carnívoros, alimentando-se principalmente de insetos, como grilos e baratas. Das 1.600 espécies conhecidas no mundo, apenas cerca de 25 são consideradas de interesse em saúde pública.

Acidente Escorpiônico ou Escorpionismo é o envenenamento provocado quando um escorpião injeta veneno através de ferrão (télson), localizado no ultimo segmento da cauda. Encontram-se em pilhas de madeiras, cercas, sob pedras, tronco, entulho, pilhas de telhas, tijolos e nas residências. Os grupos mais vulneráveis são os trabalhadores da construção civil/rural, crianças e pessoas que permanecem maiores períodos dentro de casa ou nos arredores (como quintais). Ainda nas áreas urbanas, estão sujeitos os trabalhadores de madeiras, transportadoras e distribuidoras de hortifrutigranjeiros, por manusear objetos e alimentos onde os escorpiões podem estar alojados.

No Brasil, onde existem cerca de 160 espécies de escorpiões, sendo os de importância médica pertencem ao gênero Tityus e as principais espécies capazes de causar acidentes graves são:

  • ESCORPIÃO-AMARELO (Tityus. serrulatus)

São os mais graves. Com ampla distribuição em toda as macrorregiões do país, representa a espécie de maior preocupação em função do maior potencial de gravidade do envenenamento e pela expansão em sua distribuição geográfica no país, facilitada por sua reprodução partenogenética, em média, 20 filhotes cada, por ano, chegando a 160 filhotes durante a vida e fácil adaptação ao meio urbano. Com registro de óbitos, principalmente em crianças.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS: Possui as pernas e cauda amarelo-claro, e o tronco escuro.

  • ESPORPIÃO- MARROM OU PRETO (Tityus. bahiensis)

Encontrado na Bahia e regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. É a espécie que mais causa acidentes em São Paulo.

PRINCIPAIS CARACTERISTICAS: Tem o tronco escuro, pernas e palpos com manchas escuras, cauda marrom-avermelhado e possui serrilha na cauda, e o adulto mede cerca de 7cm.

  • ESCORPIÃO- AMARELO-DO-NORDESTE (Tityus. stigmurus)

É a espécie que causa mais acidente no Nordeste, apresentando, presente em Pernambuco, Bahia, Ceará, Piauí, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte e Sergipe.

PRINCIPAIS CARACTERISTICAS: Essa espécie, assemelha-se nos hábitos e na coloração ao escorpião-amarelo, porém apresenta uma faixa escura longitudinal na parte dorsal do seu mesossoma, seguido de uma mancha triangular no prossoma.  

 

  • ESCORPIÃO- PRETO –DA –AMAZÔNIA ( Tityus. paraensis)

        Espécie comum encontrado na Região Norte, principalmente no Pará e Amapá e Mato Grosso.

PRINCIPAIS CARACTERISTICAS: Quando adultos, possuem coloração negra, podendo chegar a 9cm de comprimento, porem quando jovens, sua coloração é castanhos.

        

SINTOMAS:

        A grande maioria dos acidentes é leve e o quadro local tem inicio rápido e duração limitada. Os adultos apresentam no local da picada, surge dor imediata e, muitas vezes, intensa, ardor, queimação ou agulhadas, vermelhidão e inchaço leve por acumulo de líquido, piloereção (pelos em pé) e sudorese (suor). Movimentos súbitos, involuntários de um músculo e contração muscular pequena e local são descritos em alguns acidentes por Escorpião-preto-da-Amazônia. Já crianças abaixo de 7 (sete) anos apresentam maior risco de alterações sistêmicas nas picadas por escorpião-amarelo, pode haver sudorese intensa, vômitos, batimento cardíaco acelerado e choque que podem levar a casos graves e requerem soroterapia específica em tempo adequado.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (16 Kb)   pdf (399.7 Kb)   docx (65.7 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com