TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Sistemas elétricos de potência

Por:   •  9/5/2013  •  Tese  •  6.699 Palavras (27 Páginas)  •  243 Visualizações

Página 1 de 27

1. Quais os níveis de tensão utilizados na transmissão de energia?

A partir da usina a energia é transformada, em subestações elétricas, e elevada a níveis de tensão (69/88/138/240/440 kV) e transportada em corrente alternada (60 Hertz). Já na fase de Distribuição (11,9 / 13,8 / 23 kV), nas proximidades dos centros de consumo, a energia elétrica é tratada nas subestações, com seu nível de tensão rebaixado e sua qualidade controlada, sendo transportada por redes elétricas aéreas ou subterrâneas, constituídas por estruturas (postes, torres, dutos subterrâneos e seus acessórios), cabos elétricos e transformadores para novos rebaixamentos (110 / 127 / 220 / 380 V), e finalmente entregue aos clientes.

2. O que vem a ser SEP?

Sistemas elétricos de potência (SEP) são grandes sistemas de energia que englobam a geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.

3. Diferencie Linha Viva de Linha Morta

Linha viva é rede energizada, e morta seria uma rede desernegizada ou seccionada.

4. Quais as causas determinantes para que ocorra um choque elétrico?

CAUSAS DIRETAS DE ACIDENTES COM ELETRICIDADE

Podemos classificar como causas diretas de acidentes elétricos as propiciadas pelo contato direto por falha de isolamento, podendo estas ainda serem classificadas quanto ao tipo de contato físico:

• Contatos diretos consistem no contato com partes metálicas normalmente sob tensão (partes vivas).

• Contatos indiretos consistem no contato com partes metálicas normalmente não energizadas (massas), mas que podem ficar energizadas devido a uma falha de isolamento. O acidente mais comum a que estão submetidas as pessoas, principalmente aquelas que trabalham em processos industriais ou desempenham tarefas de manutenção e operação de sistemas industriais, é o toque acidental em partes metálicas energizadas, ficando o corpo ligado eletricamente sob tensão entre fase e terra.

CAUSAS INDIRETAS DE ACIDENTES ELÉTRICOS

Podemos classificar como causas indiretas de acidentes elétricos as originadas por descargas atmosféricas, tensões induzidas eletromagnéticas e tensões estáticas.

As declarações pessoais dos treinandos no Curso Básico previsto na NR-10 e ministrado pelo SENAI corroboram que a prevenção, conforme prescrito na norma, é fundamental para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Inúmeros casos estão sendo relatados, e muitos, como os citados a seguir, devem servir de justificativa para as empresas, profissionais e trabalhadores adotarem ações preventivas.

• Queimaduras por arco elétrico decorrentes de curtos-circuitos provocados por queda de ferramentas de trabalho durante serviços com circuitos energizados.

• Quedas, pela ausência do cinto de segurança, depois de choques elétricos.

• Energizações acidentais com trabalhadores que realizam trabalhos nas redes elétricas.

5. Quais as medidas a serem adotadas para controle do risco elétrico?

• Desenergização (seccionamento,impedimento de reenergização, constatação da ausência de tensão);

• Instalação do aterramento funcional temporário com equipotencialização dos condutores do circuito (TN / TT / IT);

• Proteção dos elementos energizados na zona controlada;

• Instalação da sinalização de impedimento de reenergização;

• Seccionamento automático da alimentação;

• Dispositivos a corrente de fuga (dispositivo de proteção operado por corrente);

• Extra-baixa tensão (SELF e PELV);

• Barreiras e invólucros;

• Bloqueios e impedimentos;

• Obstáculos e anteparos;

• Isolamento das partes vivas;

• Isolação dupla ou reforçada;

• Colocação fora de alcance;

• Separação elétrica.

6. Quais os tipos de aterramentos encontrados? Diferencie - os.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (39.6 Kb)  
Continuar por mais 26 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com