TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Relatório: Inspeção dos Vidros Calcossódico e Borossilicato

Por:   •  6/11/2019  •  Trabalho acadêmico  •  567 Palavras (3 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 3

[pic 1][pic 2]

Nicolae Henrique Vedovelli Antunes

Ricardo Moritz Depaz

William Zaratini

Relatório: Inspeção dos vidros calcossódico e borossilicato

[pic 3]

Londrina

2010

Nicolae Henrique Vedovelli Antunes

Ricardo Moritz Depaz

William Zaratini

Relatório: Inspeção dos vidros calcossódico e borossilicato

  Trabalho apresentado à disciplina Química tecnológica geral, prof. Marcela Zanetti Corazza

Londrina

2010

1 Introdução

        Os vidros apesar de apresentarem aspecto visual semelhante, possuem estrutura diferente. Destes vidros pode-se citar o calcossódico e o borossilicato.

        O vidro calcossódico tem em sua composição tetraedros de sílica unidos entre si formando uma rede. Devido a esta formação, quando aplicado um choque térmico ou mecânico, este tende a se estilhaçar, pois as forças do impacto são distribuídas entre cada uma das quatro ligações.

        Já o vidro borossilicato apresenta uma estrutura diferente, onde encontramos um trióxido de boro de estrutura trigonal planar ligado ao tetraedro de silicato, que faz com que as forças de um impacto térmico ou mecânico não se distribua amplamente gerando rachaduras.

        Para determinarmos suas diferenças devemos submetê-los a testes como choque térmico e imersão em solução de mesmo índice de refração.

2 Objetivo

        Identificar diferentes tipos de vidros uma vez que a inspeção visual não é confiável.

3 Materiais e reagentes

        Pedaços de vidro: borossilicato e calcossódico;

        Água destilada;

        Solução Metanol/Tolueno (15:85);

        Proveta de 25ml;

        Bico de Bunsen;

        2 béqueres de 50ml;

        Pinça de madeira e de metal;

        

4 Procedimento

        Inicialmente foi catada uma amostra de vidro com a pinça e levada à chama do bico de bunsen, foi mantida por 90 segundos e ao final deste tempo rapidamente imerso em água destilada. Este vidro não apresentou alguma fissura se mantendo intacto após o choque térmico. Após este procedimento foi catada outra amostra de vidro com a pinça e levada à chama do bico de bunsen, foi mantida por 90 segundos e ao final deste tempo rapidamente imerso em água destilada. Este vidro apresentou fissuras em sua estrutura após o choque térmico. Após estes procedimentos foram colocadas duas amostras de vidro em duas provetas, estas amostras foram levadas à capela química e adicionou-se em cada proveta a solução metanol/tolueno (15:85) até a amostra ficar completamente submersa. Ao submetê-las à luz direta pode-se perceber que em uma proveta a amostra ficou visível e na outra não.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)   pdf (78 Kb)   docx (16.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com