TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Mercado Financeiro: Produtos E Serviços

Artigos Científicos: Mercado Financeiro: Produtos E Serviços. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  7/6/2014  •  1.046 Palavras (5 Páginas)  •  346 Visualizações

Página 1 de 5

MFPS02-16

Mercado Financeiro: Produtos e Serviços

Profº José Carlos Luxo

Abril / 2013

Certificate in Financial Controlling

Juliana Casorla

RA: 201300010

Introdução

Este trabalho tem por objetivo apresentar dois produtos bancários. Sendo um produto na visão do banco passivo, para captação de recursos, que neste caso será a Caderneta de Poupança. E outro produto ativo, de concessão de crédito ou retirada, que neste caso será o Crédito Consignado.

Para cada produto será apresentado às características e premissas fundamentais e público alvo, além do órgão regulador e leis que os norteie. Cada uma das apresentações teóricas será seguida de gráficos e tabelas com evolução do volume de negociação nos últimos anos.

Caderneta de Poupança

I- Principais características, base legal, fundamentos e clientes alvo

Nascida pela levantar fundos de financiamento imobiliário, este produto está acessível a qualquer empresa, entidade ou cidadão com CPF/CNPJ. Para poupar e investir nesta modalidade é necessário abrir uma conta poupança ou conta corrente com poupança vinculada nos bancos que tenham disponível este produto.

A caderneta de poupança é a mais popular e simples forma de investimento, por permitir depósitos de baixos valores, com rentabilidade estável e previsível, além de liberar resgates a qualquer momento. É considerada uma aplicação de baixo risco e taxas pré-fixas, além de ser garantida pelo governo, através do Fundo Garantidor de Crédito, que garante R$ 70 mil por CPF, na hipótese de quebra do banco.

As regras, de funcionamento e remuneração, são determinadas pelo Banco Central do Brasil e devem ser seguidas por todos os bancos. Suas principais características são:

Rendimentos e pagamentos para pessoas físicas e entidades sem fins lucrativos, calculados mensalmente, já para outras entidades o cálculo é trimestral. Os recursos resgatados antes da chamada “data de aniversário” perdem a remuneração do mês em curso.

Sua remuneração é seguindo a lei nº 8.177, de 1 de março de 1991, que estabelece que as cadernetas de poupança sejam remunerada mensalmente a taxa de juros de 0,5% ao mês + Taxa referencial (TR). A última alteração legal se deu na Medida Provisória no 567, de 3 de maio de 2012, convertida para a Lei 12.703, de 07 de agosto de 2012, que estabelece a seguinte regra para os depósitos de 04 de maio de 2012:

Art. 12. Em cada período de rendimento, os depósitos de poupança serão remunerados:

II - como remuneração adicional, por juros de:

a) 0,5% (cinco décimos por cento) ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano, definida pelo Banco Central do Brasil, for superior a 8,5 ou

b) 70% (setenta por cento) da meta da taxa Selic ao ano, definida pelo Banco Central do Brasil, mensalizada, vigente na data de início do período de rendimento, nos demais casos.

Não há incidência de Imposto de Renda (IR), para pessoa física. Também não é cobrado o “Imposto sobre Operações Financeiras” (IOF) sobre os rendimentos.

II- Volume de negociações - em R$

A seguir gráfico apresenta o saldo da Poupança (SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) - Direcionamento dos Recursos de Cadernetas de Poupança + Rural) e a variação da captação líquida (depósitos – retiradas), de Jan/2010 a Jan/2013.

Fonte: Site Banco Central do Brasil

Neste período o saldo da Poupança cresceu 55%, saindo de R$ 323,21 bilhões em Jan/10, para R$ 500,84 bilhões em Jan/2013. Conforme dados apresentados na tabela seguir:

RELATÓRIO - DEPÓSITOS DE POUPANÇA - SBPE + RURAL (R$ Mil)

MÊS DEPÓSITO RETIRADA CAPTAÇÃO LÍQUIDA REND. CRED. SALDO

(A) (B) (A-B)

Janeiro/2010 87.825.051 85.205.731 2.619.320 1.508.848 323.211.192

Julho/2010 101.465.191 94.628.243 6.836.948 1.870.201 349.524.144

Janeiro/2011 97.765.498 97.490.427 275.071 2.167.604 381.241.431

Julho/2011 111.733.689 105.636.267 6.097.422 2.259.725 397.085.056

Janeiro/2012 98.265.567 98.268.405 -2.838 2.392.892 422.399.069

Julho/2012 109.594.473 101.342.064 8.252.409 2.148.877 459.442.027

Janeiro/2013 113.043.125 110.742.759 2.300.366 2.233.174 500.835.996

Fonte: Site Banco Central do Brasil

Crédito Consignado

I- Principais características, base legal, fundamentos e clientes alvo

O Crédito Consignado é simples e bastante dissimilado nos meios de comunicação. É uma linha crédito com recursos livres, voltado às pessoas físicas quando: aposentado ou pensionista do INSS ou funcionário CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) que trabalhe em uma empresa com convênio de consignação com

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.7 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com