TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Evolução Do Pensamento Econômico:Breve Aetrospecto

Por:   •  30/8/2013  •  238 Palavras (1 Páginas)  •  557 Visualizações

Em que consistia a riqueza para os mercantilistas e para os fisiocratas?

o Mercantilismo.

Não representa um conjunto técnico homogêneo, mas tinha algumas preocupações explícitas sobre a acumulação de riquezas de uma nação.

Continha alguns princípios de como fomentar o comércio exterior e entesourar riquezas.

O acúmulo de metais adquire grande importância e aparecem relatos mais elaborados sobre a moeda.

Considerava-se que o governo de um país seria mais forte e poderoso quanto maior fosse seu estoque de metais preciosos.

Com isso, a política mercantilista acabou estimulando guerras, exacerbou o nacionalismo e manteve a poderosa e constante presença do Estado em assuntos econômicos.

Os fisiocratas sustentavam que a terra era a única fonte de riqueza e que havia uma ordem natural que fazia com que o universo fosse regido por leis naturais, absolutas, imutáveis e universais, desejadas pela Providência Divina para a felicidade dos homens.

A Fisiocracia surgiu como reação ao mercantilismo. Sugeria que era desnecessária a regulamentação governamental, pois a lei da natureza era suprema, e tudo o que fosse contra ela seria derrotado.

Encorajava-se a agricultura e exigia-se o menor número de pessoas dedicadas ao comércio e às finanças. A função do soberano era servir de intermediário para que as leis da natureza fossem cumpridas.

Em um mundo constantemente ameaçado pela falta de alimentos, com excesso de regulamentação e intervenção governamental, uma economia dedicada ao comércio e às finanças, não se ajustava às necessidades da expansão econômica. Só a terra tinha capacidade de multiplicar a riqueza.

...

Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com