TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Habitação De Interesse Social

Por:   •  8/9/2014  •  5.491 Palavras (22 Páginas)  •  309 Visualizações

Página 1 de 22

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE PATOS DE MINAS - UNIPAM

Habitação de Interesse Social

Tipologias e sua utilização, técnicas e materiais construtivos, sistemas construtivos e exemplos mais significativos

Projeto Integrador

Curso: Arquitetura e Urbanismo

Turno: diurno - Turma B

Docente: Marcelo

Discente (s):

Fernando, Gabrielle,

Gilvania, Izaura,

Pâmela, Samela, Tathyane.

Patos de Minas; Abril de 2014.

Metodologia e Objetivos

Este estudo se propõe a apresentar as tipologias, técnicas, materiais e sistemas construtivos, além dos exemplos mais significativos referentes à habitação de interesse social. Para tanto, organizamos o trabalho de maneira que os temas sejam apresentados gradativamente: na primeira parte introduzimos o conceito de tipologia e esclarecemos sua ligação quanto à função (em específico da habitação social) do projeto; na segunda parte falamos de sistemas construtivos, uma vez que dentro desse tema é possível desenvolver assuntos relativos aos materiais e às técnicas construtivas utilizadas em diferentes regiões; por fim, na terceira parte, destacamos os principais exemplares de construções de habitação de interesse social existentes. Ainda, é importante esclarecer que no segundo tópico (que diz respeito aos sistemas construtivos) fizemos uma divisão dos sistemas de construção utilizados no mundo e daqueles utilizados no Brasil; tal divisão teve por objetivo dar destaque às tipologias construtivas utilizadas no Brasil que, para habitações de interesse social, são financiadas somente pelo programa Minha Casa Minha Vida (MCMV).

Tipologias e sua utilização

O termo tipologia (tipo, logia/estudo; estudo do tipo) é um termo empregado quando há o estudo/classificação de diferentes objetos que estão inseridos em um mesmo contexto, ou que são norteados pelo mesmo conceito.

Um tipo construtivo é constituído de um grupo de exemplares que possuem características (escolhidas pelo observador) semelhantes - é importante esclarecer que objetos do mesmo tipo não são iguais, mas possuem alguma semelhança dado um referencial do observador (modelos tendem a ser copiados, assim, um grupo formado a partir de um mesmo modelo é igual). Para Pereira (2012):

“(...) o tipo vem a ser constante e vai demonstrar características de necessidades, mas, mesmo determinadas, elas vão diferir de acordo com as técnicas, com as funções, com os estilos, com o caráter coletivo, com a percepção, com as atitudes, com a visão de mundo, com as formações culturais e o momento individual do fato arquitetônico.”

Pereira (2012, Entre o real e o ideal).

No caso da habitação de interesse social, as tipologias podem ser observadas quando adotada a perspectiva de análise da forma, dos materiais utilizados, e dos sistemas construtivos empregados nesse tipo de moradia.

De acordo com Santos (2013), existem diferentes tipos, pois estes estão vinculados a diferentes funções/utilizações. Ainda segundo esse mesmo autor:

“Com os novos modos de viver, novos modismos, destacando até mesmo tendências em escala global, as tipologias construtivas vão ganhando novas formas, novas cores, novas FUNÇÕES, pois na arte da arquitetura, a residência é o que melhor caracteriza os costumes (hábitos/utilidade), os gostos, e os USOS de um povo, sua ordem, assim como sua distribuição, e as modificações vão sendo realizadas no decorrer dos anos.”

Santos (2013, Entre o real e o ideal).

A habitação de interesse social pode, também, ser classificada como um tipo de casa/habitação (visto a função de uma casa - no geral). E dentro desse tipo “construtivo”, que tem por função/utilidade ser a moradia da população de baixa renda, encontramos diversos tipos construtivos, que variam regionalmente devido à sua localização geográfica, topografia, geomorfologia, geologia, clima, momento histórico e classe social dos nativos da área a ser implantada a construção.

Dessa maneira, é possível, em suma, dizer que um tipo é uma classificação que abrange objetos semelhantes - quanto à sua utilização/forma - dada uma ótica/perspectiva de análise. A partir disso, pretendemos desenvolver

...

Baixar como (para membros premium)  txt (36.8 Kb)  
Continuar por mais 21 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com