TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Quadro de Análise de Conteúdo da Entrevistas com Utentes Portadores de Patologia Psiquiátrica

Por:   •  28/1/2019  •  Projeto de pesquisa  •  1.076 Palavras (5 Páginas)  •  9 Visualizações

Página 1 de 5

Quadro de Análise de Conteúdo da Entrevistas com Utentes Portadores de Patologia Psiquiátrica

Temas

Entrevistado 1

Entrevistado 2

Entrevistado 3

Data e local de nascimento

“Nasci em A, em 10 do 9 de 75”

“Foi em L, (ahh) dois mil e (...) dois mil e cinquenta e nove” [mil novecentos e cinquenta e nove]

“Mil novecentos e oitenta e cinco, sete de julho.”

Família e Infância

“Mãe pai e irmão (...)Mais novo, 6 anos” “Foi boa.” ”Por acaso perdi o contacto com eles quando vim para C(...)”

“Eramos bem constituídos, eramos muito unidos.” “Pai, mãe, mas o meu pai faleceu, tinha eu dezoito anos(...)Tenho irmãos e irmãs(...)Quatro rapazes e três raparigas” “Mantenho” [contacto com família]

“A sua família era o seu pai, a sua mãe...” “E o meu irmão”

Habilitações literárias

“(...)7º ano e 9º ano de inglês(...)” “Tenho curso profissional de eletricista, tirado em D”

“Quarta classe.(...)fui logo trabalhar”

“Nono ano”

Percurso profissional

“O meu primeiro emprego foi(...)trabalhava numa fabrica de instrumentos cirúrgicos,(...)”Depois o meu papa aconselhou-me a ir trabalhar com ele(...) era uma empresa de (hmmm) peles de animais(...)Depois foi para a tropa.” “(...)quando vim da tropa, comecei a trabalhar na construção civil(...)” “ Depois trabalhei um ano em cutelarias, facas, garfos, depois(...)trabalhei no pingo doce(...)” “(...)ofereceram trabalhar num hotel, trabalhava a por as mesas, (ahhh), e ajudava na cozinha(...)” “(...)Depois fiquei na rua, perdi quase tudo”

O meu primeiro emprego foi trabalhar numa residencial, a abrir a porta e fechar , atender as visitas, que iam para lá dormir, tive lá(...) quinze anos, tive lá quinze anos a trabalhar, depois sai, porque o meu patrão meteu-se a compra droga e a vender ás pessoas que lá iam á residencial e eu despedi-me” “Não quis estar envolvida, despedi-me, depois arranjei para uma casa de uma senhora, era governanta, mas ela não me pagava o ordenado e batia-me e quando eu ia pedir o ordenado ela virava-se a mim á pancada.” “(...)e então eu perdi a cabeça, estava a arranjar um frango para o almoço e peguei na faca, espetei-lhe, por ela estava a bater-me na cabeça e não me podem tocar na cabeça e então eu enchi-me de raiva, esfaque-ei-a depois telefonei para a judiciaria, para me irem buscar, que eu tinha feito um homicídio.”

“Trabalhava(...) primeiro trabalhei no Jumbo,(...) charcutaria” “fui para Inglaterra, trabalhar no quiche de porta.” “Trabalhei na Escócia, trabalhar com pedra”

Chegada á Premium Care

“(...)assistente social da santa casa da misericórdia , uma assiste social é que me pôs cá” “Foi ela é que intercedeu, eu estava no hospital, e depois essa senhora que é assiste social é que me pôs cá” “(...)faz 2 anos em outubro” “Senti-me bem, bem acolhido.” “Na T.O, apoiei-me muito nela, ela é uma querida” “Ela estava sempre disposta a resolver, dava sempre cigarrinhos, e café e dizia para eu me esforçar e participar, (...)”

Foi lá na prisão.”

Senti-me assustada(...)Não estava habituada. Era muita gente, depois tudo de volta de mim, e eu não me sentia bem”

 Vieram-me cá levar. Eu estive no w internado e depois vieram-me cá levar.”

Atividades/definição/satisfação

“(...)agora na portaria, no inicio foi na lavandaria, depois foi na cozinha, depois passei para a portaria e compensa toda a parte da tarde, depois venho por o lixo cá fora e anteriormente não fazia nada disso, andava, andava, como é que eu...andava obstipado, andava obstipado [desanimado], mas depois comecei a coordenar bem a situação e ouvindo os conselhos que ela me deu consegui reanimar me.” “Na lavandaria tiraram-me de la porque eu não era, como é que eu hei-de dizer, eu não era, não conseguia rendimento, percebe, não conseguia rendimento, tava a tomar medicamentos e andava sempre,dobrava a roupa mas era muito devagar, era necessário ser mais depressa e ter mais habito.” “(...)foi estipulado” (quando interrogado se participou na definição das atividades)

É complementativo e muito bom, porque de manha tenho a portaria, faço a higiene. Tomo o pequeno almoço, venho para baixo, e tenho bica, tenho de fazer a bica e depois tenho a portaria, ou seja complementa o meu dia inteiro, ou seja eu não tenho....e ainda bem, espaços mortos, espaços de tempo mortos, ou seja estou sempre ocupado e satisfaz me muito” ”Vejo me mais completo, a aplicação do esforço, sinto me bem em conseguir algumas tarefas(...)sinto me bem em conseguir algumas tarefas que possa fazer e também dos tempos livres.” “Trazem me complementação do meu dia a dia, e também temos de pensar no dinheiro, trazem complementação e é só.”

“Uma delas é fazer bolo(...)E fisioterapia e jogos com a animadora”

Fiz aqui na portaria. Foi alguém que foi ter comigo e sugeriu.”

”E aceitei logo, porque não tinha trabalho.” “Sentia-me presa, porque eu gostava de estar na portaria, sempre via pessoas e tornavam-se minhas amigas e depois quando parti a perna, quando cai e parti a perna deixei de a portaria” “Trouxe me vida” “Consegui desenvolver a minha maneira de ser”

Estou muito satisfeita(...) Porque me sinto outra, já não me sinto aquela menina calhada”

“Acho que sim, cheguei a participar, alem de participar na Bica, cheguei a ir a saídas ou isso assim.” “Foi a Doutora y que me chamou.“

“Principalmente servir café, também sirvo bolos, também sirvo sumos, chocolates, gelados.”

“Fiz amizades(...)apontamentos, cálculos”

Satisfação com a instituição

“Sinto-me bem.”

“Sinto-me bem, todos gostam de mim” “Eu acho que é ótimo isto aqui.”

“Senti-me bem”

Decisões/Opiniões

“Como por exemplo, na bica um adas tarefas é reparar no chocolate mais servido, qual é o café mais servido, para podermos dizer á Andreia qual é o que ela deve encomendar, dado que a venda torna se maior se tivermos aquilo que o cliente gosta mais, por exemplo, e isso é uma das definições que nos passamos a T.O, nos dizemos á T.O quais os produtos que saem mais.” “Na portaria nós temos que(...)há um paciente que não esta nos conformes para sair e nos podemos ajudar esse paciente. Tss paciente(...)Utente, se pode ou não sair, por exemplo eu posso dizer, esta aqui este senhor que sair mas não esta em condições de vestuário, não se importa de me ajudar? Por exemplo......mais nada, mais nada”

“Acho que sim.”

Formação

“Fotografia, portaria e empregado de mesa(...) Porque tem muita saída, essas 2 profissões tem muita saída, as pessoas fazem um mini curso de servir a mesa e tem logo trabalho, seja na restauração seja na hotelaria, servir á mesa é (...)tem se logo trabalho.”

“Não tenho cabeça”

“Não, mas vou” “Estou ainda há procura”

Futuro

“Gostava de tirar a(...)curso de empregado de mesa e ficar aqui.” “(...)não sei a que instituição me devo dirigir, para tira o curso”

Era estar na minha casa”

“Faculdade(...)Quero trabalhar em robótica, eletrónica, informática.”

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.3 Kb)   pdf (108 Kb)   docx (13.6 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com