TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

INCLUSÃO: UM GRANDE DESAFIO PARA OS EDUCADORES

Por:   •  3/5/2017  •  Projeto de pesquisa  •  2.543 Palavras (11 Páginas)  •  14 Visualizações

Página 1 de 11

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE

PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSO

REGINA APARECIDA ALVES

INCLUSÃO: UM GRANDE DESAFIO PARA OS EDUCADORES

Nova Serrana

2015

REGINA APARECIDA ALVES

INCLUSÃO: UM GRANDE DESAFIO PARA OS EDUCADORES

PROJETO DE PESQUISA apresentado como requisito parcial da disciplina Metodologia Cientifica, como requisito parcial para a obtenção do título de Especialista em: Alfabetização e Letramento: O Ensino e a Intervenção na perspectiva Inclusiva.

Nova Serrana

2015

SUMÁRIO

1. DEFINIÇÃO DO TEMA E DO PROBLEMA        3

2-JUSTIFICATIVA         4

3. OBJETIVOS         5

3.1- Objetivo Geral        5

 3.2- Objetivos Específico         5

4. HIPÓTESES         6

5. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA.         7

6. METODOLOGIA         9

7. CRONOGRAMA        10

8. CONSIDERAÇÕES FINAIS        11

9. REFERÊNCIAS        12


1. INCLUSÃO: OS DESAFIOS E CONFLITOS NA EDUCAÇÃO

1.1-Inclusão: Um grande desafio para os educadores.

1.2- PROBLEMA

        Percebemos que no Brasil, as leis municipais, estaduais e federais foram elaboradas para proteger o direito das pessoas com necessidades especiais, mas nem sempre essas leis são respeitadas. Especialmente no que diz respeito à educação. A maioria dos alunos com necessidades especiais são levados às classes comuns sem o acompanhamento de professores especializados, simplesmente ignoram as necessidades específicas da criança e esperam que os professores de classes regulares as ensinem sem suporte técnico.

                     

 2-JUSTIFICATIVA    

                                       

         O presente artigo discutirá sobre a inclusão escolar, abordando a capacidade de entender e reconhecer o outro tendo o privilégio de conviver e compartilhar com pessoas diferentes, e se os professores estão preparados para receber esses alunos com necessidades especiais.                                                                                                Segundo a Constituição de 1988, a educação é um direito de todos e dever do Estado. Assim a escola, sem dúvida, é a primeira oportunidade que a criança tem para aprender a conviver com outras crianças fora do espaço familiar. Além disso, ocupa um lugar de destaque na vida do jovem; como ponto de encontro, espaço onde receberá conhecimento e também um lugar aonde vai se desenvolver como pessoa.                                                Mas infelizmente, milhares de crianças, adolescentes e jovens brasileiros com necessidades especiais não têm acesso à escola e ficam à margem da sociedade. A escola inclusiva respeita e valoriza todos os alunos, cada um com a sua característica individual, para garantir que os direitos de todos sejam respeitados.                                                Enfim, nesta pesquisa bibliográfica buscamos analisar se a escola é inclusiva, e se os professores estão aptos para receberem alunos com necessidades especiais, proporcionando a estes um ensino igualitário e de qualidade. “A viabilidade de inclusão dos alunos com necessidades especiais no sistema regular de educação requer o provimento de condições básicas como reformulação de programas educacionais e formação permanente dos educadores”. (SAVIANI , 2003).

3. OBJETIVOS  

        3.1. Objetivo Geral

  • Identificar se os professores são capacitados e se a escola tem condições de receber alunos com necessidades especiais, verificando se são respeitadas as características de cada aluno.

         3.2. Objetivos Específicos                          

  • Possibilitar a participação colaborativa entre os sujeitos escolares, particularmente entre coordenação pedagógica e docente.
  • Estimular a construção de um ambiente escolar colaborativo visando à aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais.

4– HIPÓTESES      

                                   

        Percebe-se que a inclusão é uma inovação, cujo sentido tem sido muito distorcido e um movimento muito polemizado pelos mais diferentes segmentos educacionais e sociais. No entanto, inserir alunos com déficits de toda ordem, permanentes ou temporários, mais graves ou menos severos no ensino regular nada mais é do que garantir o direito de todos à educação é o que rege a Constituição Brasileira. Dessa forma, as pessoas preocupadas com o ensino exigem reforma, reestruturação e renovação das escolas. Os alunos, os pais, os professores e os gestores que estão ativamente envolvidos no trabalho cotidiano de incluir alunos com deficiências importantes representam uma força cultural poderosa para a renovação do ambiente escolar.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.5 Kb)  
Continuar por mais 10 páginas »