TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Pressão Absoluta E Relativa

Por:   •  18/9/2013  •  249 Palavras (1 Páginas)  •  562 Visualizações

Escalas de Pressão: Absoluta e Relativa

A atmosfera que rodeia o nosso planeta, porque tem massa e está sujeita à aceleração da gravidade, exerce sobre a superfície da Terra uma força. Esta, dividida por uma unidade de superfície, resulta numa pressão – a Pressão Atmosférica. O valor da Pressão Atmosférica corresponde a 1 bar (unidade já abordada anteriormente).

Pelo facto de tudo na Terra estar sujeito à Pressão Atmosférica, ao referir-se um valor de Pressão, é necessário esclarecer se esse valor está referido à pressão zero (ausência de pressão atmosférica – vácuo) ou se está referido a 1 bar (valor da pressão atmosférica).

Existem, por isso, duas escalas de pressão a considerar:

• PRESSÃO ABSOLUTA, que tem como zero a ausência absoluta de pressão;

• PRESSÃO RELATIVA, que tem como zero o valor da pressão atmosférica: 1 bar.

Resulta ainda no exposto que as pressões inferiores à pressão atmosférica podem ser referidas de duas formas: com sinal “-“, em pressão relativa, e com sinal “+” em pressão absoluta.

Escala de pressão absoluta

Como exemplo, a pressão mínima admissível em linhas de aspiração (entrada da bomba) para bombas hidráulicas de engrenagem deverá ser:

• na escala absoluta p = 0,7 bar (absoluta);

• na escala relativa p = - 0,3 bar (relativa).

As leituras do manómetro normalmente ignoram a pressão atmosférica, isto é, um manómetro comum indica «Zero» à pressão atmosférica. Um manómetro absoluto indica 1 bar ao nível do mar. A pressão absoluta é designada por bar (abs).

...

Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com