TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Eclanpsia

Por:   •  1/6/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.281 Palavras (6 Páginas)  •  194 Visualizações

Página 1 de 6

UNIVERSIDADE ANHANGUERA

 SANTO ANDRE UNIDADE 3

VICTORIA PEREIRA CAVALCANTE RA 30040271

WAGNER OLIVEIRA DA SILVA RA 30037361

ECLAMPSIA EM CÃES E GATOS

SANTO ANDRE

2015

VICTORIA PEREIRA CAVALCANTE

WAGNER OLIVEIRA DA SILVA

ECLAMPSIA EM CÃES E GATOS

REVISÃO DE LITERATURA

                                               

 

                       Trabalho de Revisão de literatura como

Requisito parcial para a Obtenção de nota

Na matéria de Obstetrícia Veterinária

Orientador Professor: Daniel

SANTO ANDRE

2015

Sumário

RESUMO        

INTRODUÇÃO        

FISIOPATOLOGIA        

SINAIS E SINTOMAS        

DIAGNOSTICO        

TRATAMENTO        

PREVENÇÃO        

CONCLUSÃO        

Bibliografia        

RESUMO

INTRODUÇÃO

Eclampsia conhecida também como hipocalcemia puerperal e tetania puerperal acomete cães e gatos é uma condição aguda com risco de morte. (NELSON & COUTO, 2011) É uma das formas mais comuns de hipocalemia em pequenos animais assim como doença renal crônica e insuficiência renal aguda (ETTINGER & FELDMAN, 2010) É definida como uma doença aguda com  risco de vida  causada pela extrema diminuição da concentração do cálcio sérico circulante , pode ser vista mais comumente cadelas de tamanho pequeno a medias, durante o começo da lactação depois do parto e raramente no fim da gestação. (FELDMAN, 2004)

Ocorre em caninas e gatas em lactação em decorrência da transferência de cálcio para o leito e ou consumo de dieta pobre em cálcio. (BIRCHARD & SHERDING, 2008) e (FELDMAN, 2004) Além do estresse da amamentação pode reduzir o apetite em cadelas, assim reduzindo a entrada de cálcio no organismo sem parar a a perda de cálcio pela produção de leite, outras causas são dieta inapropriada e o desenvolvimento do esqueleto fetal. (FELDMAN, 2004)

as vezes pode ocorrer no final da gestação em cadelas e gatas (JACKSON, 2005)

Geralmente ocorre em caninas de raças pequenas com ninhadas grandes (BIRCHARD & SHERDING, 2008)e é rara em cadelas de raças grandes ou gatas grandes. (BIRCHARD & SHERDING, 2008)e (FELDMAN, 2004) E primeira fase da amamentação (MONTENEGRO, 2010)

A hipocalcémia é o resultado da maior perda de cálcio na lactação e na mineralização do esqueleto fetal, comparativamente à absorção gastrointestinal e à reabsorção óssea (MONTENEGRO, 2010)

A fisiopatologia da eclampsia não é bem compreendida.  

SINAIS E SINTOMAS

A hipoglicemia é uma potencial complicação da hipocalcemia e os sinais podem ser similares aos da hipocalcemia, alguns autores sugerem a administração de glicose intravenosa juntamente ao tratamento da hipocalcemia (FELDMAN, 2004) alteração de comportamento, sialorreia, dor, rigidez ao andar, miose, podem morrer por depressão respiratória severa hipertermia ou associada a edema cerebral (FELDMAN, 2004)

Os sinais e sintomas clínicos são respiração ofegante, tremores, fasciculações musculares, fraqueza, ataxia que progridem para tetania com espasmos tônico- clônicos e opistótono. Elevam-se a frequência cardíaca, respiratória e temperatura retal principalmente durante a tetania se não tratada a fêmea pode vir ao óbito. (NELSON & COUTO, 2011)

mas aproximadamente 20% das cadelas podem apresentar sinais atípicos, como incontinência, vómito, diarreia e alterações comportamentais (MONTENEGRO, 2010)

Nas gatas, a apresentação é geralmente diferente, sendo estes Estudo retrospectivo de urgências reprodutivas no Hospital Veterinário Montenegro 23 mais susceptíveis à hipotermia, hipossensibilidade ou paralisia flácida, em vez de espasmos tónico-clónicos (MONTENEGRO, 2010)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.8 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com