TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

1956 - 1963

Por:   •  8/9/2015  •  Pesquisas Acadêmicas  •  570 Palavras (3 Páginas)  •  525 Visualizações

Página 1 de 3

1. ECONOMIA BRASILEIRA 1956 ATÉ 1960

GOVERNO Pres. JUSCELINO KUBITSCHEK - JK

INFLUÊNCIAS POLÍTICAS E ECONÔMICAS

- Período pós-guerra marcada pela era da “guerra fria” entre os regimes capitalista (USA) e comunista (UNIÃO SOVIÉTICA) e o nacionalismo brasileiro da “era Getulio Vargas” e do processo econômico de substituição de importações.

- Governo JK

1. Eleito pelo voto direto e empossado com rumores de golpe de estado

2. Criação do modelo desenvolvimentista com o plano de metas e o slogam (ter o crescimento de 50 anos em 5 anos de governo) e a transferência da capital do país para a região centro-oeste (Brasília 1960)

PLANO DE METAS 1956 / 1960

– Investimento em 5 setores básicos:

- Energia

- Transporte

- Indústria de base

- Alimentação

- Educação

Financiamento de 50% fundos públicos, 35% setor privado e 15% de empréstimos de governos internacionais

Itens principais: distribuição de energia, refino de petróleo, extração de carvão, rodovias, cimento, aço, fundição, usinagem, pecuária, agricultura, produção interna de caminhões, carros e utilitários, peças etc.

Conseqüências sócio-econômicas

- Urbanização crescente

- Crescimento do PIB – em média 9% ao ano

- Aumento da inflação de 21% para 33 %

- Explosão da migração no Brasil

- Aumento do déficit e dívida pública

- Incentivo a instalação de multinacionais

- Aumento da renda interna e do nível de emprego

- Transferência da máquina administrativa e política do RJ para Brasília de forma desordenada e onerosa aos cofres públicos.

ECONOMIA BRASILEIRA 1961 ATÉ 1963

Governo Pres. Jânio Quadros e Vice João Goulart

PERÍODO CONTURBADO DA VIDA ECONÔMICA E POLÍTICA BRASILEIRA

INFLUÊNCIAS

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com