TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

LÍNGUA DE TRABALHO PORTUGUÊS

Por:   •  26/11/2013  •  Tese  •  777 Palavras (4 Páginas)  •  200 Visualizações

Página 1 de 4

.

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

EAD – ESTÁCIO CAMPUS VIRTUAL

TRABALHO DE LINGUA PORTUGUES

GESTÃO DE RH A/ MKT

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

MATRICULA: xxxxxxxxxxxxx

1-Observe a frase a seguir e reescreva-a usando a linguagem formal.

-“Sem camisinha não rola.

- Sem o uso de preservativo, não farei sexo.

2- Leia os textos e responda.

Quais as funções da linguagem usadas para criar o sentido dos textos? Justifique sua resposta, tendo em vista a intencionalidade, o objetivo da mensagem, as expressões lingüísticas usadas pelo autor dos textos e o público alvo?

a- “MANDE BEM NO ENEM”

b-“Queremos que o único duro no seu velório seja você” (empresa de seguro de vida),

c- “Se beber não dirija, se dirigir SINAF” (empresa de seguro de vida).

d-“Troque seu CD pirata por um legal”.

- As funções da linguagem, têm como objetivo levar o leitor a compreender determinado efeito, para determinado objetivo, os recurso ficam a cargo da capacidade criativa do autor ou emissor da mensagem. Com os elementos da comunicação temos a geração e inter relação dos variados diálogos das funções, que são conhecidas como: Função referencial; Função emotiva; Função conativa; Função fática; Função metalingüística; Função poética. Assim podemos dizer que a linguagem não é aparente, ela depende de um conjunto de fatores que permeiam os variados grupos sociais que compomos em nossa vida cotidiana.

3- Leia os textos e responda:

(...) Esquina da Avenida Desembargador Santos Neves com Rua José Teixeira, na Praia do Canto, área nobre de Vitória. A.J., 13 anos, morador de Cariacica, tenta ganhar algum trocado vendendo balas para os motoristas. (...)

“Venho para a rua desde os 12 anos. Não gosto de trabalhar aqui, mas não tem outro jeito. Quero ser mecânico”.

A Gazeta. Vitória (ES), 9 de junho de 2000.

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à saúde, à alimentação, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, crueldade e opressão”.

Art. 227. Constituição da República Federativa do Brasil.

“Entender a infância marginal significa entender porque um menino vai para a rua e não à escola. Essa é, em essência, a diferença entre o garoto que está dentro do carro, de vidros fechados, e aquele que se aproxima do carro par vender chiclete ou pedir esmola. E essa é a diferença entre um país desenvolvido e um país de Terceiro Mundo.” Gilberto Dimenstein. O cidadão de papel. São Paulo. Ática. 2000. 19ª edição. ENEM

1- Pela leitura dos textos e pelo que você conhece através da mídia, as crianças de rua, os menores que vendem balas nos sinais, pode-se afirmar que

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.1 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com