TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O IDOSO NO CONTEXTO SOCIAL NA CIDADE DE CARMO DO RIO VERDE-GO

Ensaios: O IDOSO NO CONTEXTO SOCIAL NA CIDADE DE CARMO DO RIO VERDE-GO. Pesquise 791.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  8/9/2013  •  4.114 Palavras (17 Páginas)  •  866 Visualizações

Página 1 de 17

O IDOSO NO CONTEXTO SOCIAL NA CIDADE DE CARMO DO RIO VERDE- GO

Efigênia Gertrudes da Silva - 144023

Fernanda Aparecida C. Lamounier - 144733

Helen Carla Parreira Ferraz - 144741

Ligia Coelho Luziano de Brito – 138995

Rosemary Luiz da S. Soares – 128244

RESUMO

O presente artigo teve como objetivo conhecer a situação dos idosos da cidade de Carmo do Rio Verde/GO, o qual propôs ações no campo do Serviço Social que pudessem assegurar-lhes melhor qualidade de vida. Através do projeto de intervenção foi possível vivenciar os problemas identificados na vida idosos. Os idosos são pessoas essenciais na vida de todos nós, são pessoas que possuem histórias para contar, carregam sobre si, uma cultura imensa para transmitir a todos nós. Acredita-se que é preciso que o estatuto do idoso seja cumprido para que assim os idosos possam adquirir uma qualidade de vida da qual merecem e tem por direito. E deste modo o papel do assistente social nesta temática é assegurar e garantir direitos e assistência para a população que precise de seu auxílio, principalmente para os idosos e crianças, onde possam lutar contra os problemas existentes de injustiças.

Palavras-chave: Idoso, Família, Qualidade de vida e Contexto Social.

1 INTRODUÇÃO

Sabe-se que a sociedade passa por grandes transformações. A tecnologia se encontra cada vez mais em progresso, os meios de comunicação estão bombardeando com fatos e dados, e assim sendo a está ficando cada vez mais abalada, e o tempo cada vez menor e as condições econômicas são mais difíceis, especialmente ao alcance que as pessoas vivem mais. Vê-se que tudo isso estabelecer uma capacidade de adaptação, que os idosos na maioria das vezes não adquirem, e deste modo às pessoas da terceira idade começam a enfrentar vários problemas sociais.

Envelhecer é um processo natural que caracteriza uma etapa da vida do homem e dá-se por mudanças físicas, psicológicas e sociais que acometem de forma particular cada indivíduo com sobrevida prolongada. É uma fase em que, ponderando sobre a própria existência, o indivíduo idoso conclui que alcançou muitos objetivos, mas também sofreu muitas perdas, das quais a saúde destaca-se como um dos aspectos mais afetados. (MENDES et al, 2005).

Esta pesquisa emergiu a partir de observações, vivências e descobertas da realidade, das necessidades, sofrimentos da maioria dos idosos, em todas as Instituições, quer sejam na família, nas instituições públicas, autárquicas, sempre acontece à descriminação, a exploração, o descaso, a violência física, moral e psíquica.

Justifica-se a escolha deste tema pela necessidade que esta faixa de idade apresenta, de ter uma vida mais dinâmica, criativa, recreativa, onde o idoso possa desfrutar de uma interação social onde convive, tendo inclusão do seu potencial de trabalho, de suas capacidades e talentos, reunidos aos conhecimentos e experiências alcançadas ao longo de sua vida. Partilhando de forma efetiva no meio familiar, na igreja, na comunidade, o idoso terá mais tempo e qualidade de vida, com uma autoestima e autorrealização, que trará benefícios em todos os aspectos de sua vida, e também a sociedade onde ele interage. Propomos com este projeto, dar ao idoso uma nova perspectiva, de olhar, para que este vá além da obsolescência de suas atividades, de uma aposentadoria que o incapacita, da desvalorização de seus vencimentos, de suas vivências e humilhações sofridas.

Esta pesquisa teve como objetivo atender a todos os idosos da zona urbana e zona rural da cidade do Carmo do Rio Verde assegurando-lhes melhor qualidade de vida.

Alguns dos os objetivos específicos foram fazer com que os idosos participem ativamente do projeto; Identificar os fatores de extrema necessidade para melhoria na qualidade de vida; Verificar os fatores de risco para os idosos e oferecer palestras sócio-educativas na perspectiva do Estatuto do Idoso.

A metodologia utilizada para a realização deste estudo foi à pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo.

2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

2.1 População Idosa no Brasil e Qualidade de vida

O acelerado crescimento presumido para a população idosa nos países principalmente no Brasil, nas próximas décadas, adverte a obrigação de estudar a sociologia da terceira idade no mundo atual. Vê-se que o pequeno destaque oferecido a esta área de conhecimento tem a capacidade de ser ilustrada pelo restrito número de verificações referentes às decorrências sociais, econômicas e ambientais ocasionadas por modificação na estrutura etária como as que atravessam a população brasileira.

Segundo o Ministério da Saúde, no final do século XX, o Brasil vivenciou um significativo aumento no número de seus idosos. A faixa etária de 60 anos ou mais é a que mais cresce em termos proporcionais. Segundo as projeções estatísticas da Organização Mundial de Saúde, entre 1950 a 2025, a população de idosos no país crescerá 16 vezes contra cinco vezes da população total, o que nos colocará em termos absolutos com a sexta população de idosos do mundo, isto é, com mais de 32 milhões de pessoas com 60 anos ou mais (BRASIL, 2002).

Percebe-se que os países que são bem menos desenvolvidos como o Brasil, o acréscimo da expectativa de vida tem sido comprovadas pelos avanços tecnológicos referentes a área de saúde nos últimos 60 anos, como as vacinas, uso de antibióticos, quimioterápicos os quais tornaram possível a prevenção ou cura de muitas doenças.

Segundo Miranda et al (2010), com o aumento da expectativa de vida da população entre vários grupos populacionais, tem ocorrido uma modificação no perfil demográfico e de morbidade, o que resulta em envelhecimento da população, e como conseqüência gera um aumento proporcional das doenças crônico-degenerativas.

Contudo percebemos que com o envelhecimento populacional se faz necessário a preparação e adequação dos serviços de saúde, incluindo a formação e capacitação de profissionais para o atendimento desta nova demanda.

Diante das transformações demográficas iniciadas no último século e que nos fazem observar uma população cada

...

Baixar como (para membros premium)  txt (27.6 Kb)  
Continuar por mais 16 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com