TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo Do Trabalho De Controle De Qualidade De Vinhos

Por:   •  7/5/2013  •  600 Palavras (3 Páginas)  •  1.132 Visualizações

Página 1 de 3

Resumo do trabalho de Controle de Qualidade de vinhos

Por que definir um padrão de qualidade?

Em alguns países vinicultores existem leis que denominam a qualidade da produção de um vinho.

Quando falamos de denominação de qualidade, não significa que os vinhos com maior controle serão os melhores vinhos. Existem vinhos que não seguem o controle de qualidade estabelecido pelas legislações de seu País e estão entre os melhores do mundo.

A qualidade do vinho tem muito mais a ver com a uva utilizada, a terra onde é cultivada e a experiência do produtor. Claro que os Vinhos que levam em seu rotulo os mais altos títulos de qualidade levam vantagem sobre aqueles sem controle nenhum.

Qualidade do cultivar-videira

A qualidade enológica de uma cultivar está primeiramente relacionada com as condições climáticas da região de cultivo. Sendo assim, a escolha do local do vinhedo é o principal modo em que podemos intervir nestas condições. Entretanto, entre vinhedos de uma determinada região as diferenças de qualidade enológica estão mais relacionadas com as particularidades de manejo da copa, do solo e do microclima.

De modo geral, a produção e a qualidade enológica da uva são os produtos da tríplice interação planta-clima-solo.

Controle de qualidade de vinhos

Devemos considerar as seguintes fases: escolha da época exata para colheita da fruta __ ocasião em que está bem madura, mas não estragada; compressão da polpa, sem apertar as sementes, evitando que o óleo essencial prejudique o vinho; fermentação (duas fases: a primeira que é tumultuosa rápida durante dois a nove dias) e a segunda que é a fermentação complementar, feita com o vinho mais limpo, lenta, durando três a seis meses; clarificação, filtração e engarrafamento.

Classificação dos vinhos

Vinho de Mesa – Vinho inferior, cuja produção pode ser feita em qualquer região do país, e que não se enquadra nas categorias mencionadas a seguir. Não podem ter no rótulo nenhuma referência a uma região de produção.

Vinho Regional - Vinho de qualidade superior ao vinho de mesa, produzido com, no mínimo, 85% de uvas provenientes da região especificada. Hoje existem muitos vinhos regionais de qualidade igual ou superior à de vinhos DOC, havendo inclusive alguns bons produtores que, por não concordarem com as regras impostas pela comissões reguladoras dessa categoria, passaram a rotular seus vinhos como regionais.

Vinho de Denominação de Origem Controlada (D.O.C.) – Teoricamente é a categoria de mais alto nível de qualidade e identifica o vinho produzido em região delimitada, sujeito a regras mais restritas

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com