TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

SAS: Serial Attached SCSI - SCSI Com Conexão Serial Ou SCSI Anexado Serial: Novo Padrão SCSI Onde A Comunica

Por:   •  9/2/2014  •  649 Palavras (3 Páginas)  •  560 Visualizações

Página 1 de 3

AS: Serial Attached SCSI - SCSI com Conexão Serial ou SCSI anexado serial: Novo padrão SCSI onde a comunicação é feita em série, em vez de em paralela, como no SCSI tradicional. É um protocolo de gerenciamento e armazenamento de dados (por exemplo: discos rígidos de computadores). Foi espelhado no sistema SATA. A tecnologia SAS (Serial Attached SCSI) como nome já diz é uma tecnologia que faz uso dos comandos SCSI, porém de forma serializada. Ela tem compatibilidade com a SATA e pode tornar um projeto mais barato se utilizar SAS com SATA. O padrão SAS permite total compatibilidade com o padrão Serial ATA (SATA). Enquanto o SATA é destinado ao mercado de desktops (usuários finais) o padrão SAS é destinado ao mercado de servidores.

INTRODUÇÃO

A necessidade ou até uma obsessão que os usuários têm de obter maior desempenho em seus computadores faz com que novas tecnologias apareçam entre os dispositivos que o compõe. Os processadores cada vez mais rápidos, memória com maior taxa de transferência de dados e maior capacidade de armazenamento, placas de vídeo mais velozes, são provas da evolução. Nos dispositivos de armazenamento não seria diferente. Surgiram diversos padrões de comunicação (interfaces) sempre com o objetivo de melhorar o atual cenário. Estas interfaces especificam a forma que os dispositivos devem ser conectados fisicamente aos outros dispositivos do computador e qual o protocolo de comunicação a ser utilizado no envio e recebimento dos dados.

O objetivo de sua existência é a de obter maior agilidade na transmissão dos dados, junto com a confiabilidade, escalabilidade, gerenciamento e o alto desempenho em aplicações que exige um certo paralelismo que apenas a tecnologia SCSI proporciona. Ela resolve problemas de entrada/saída e conexão direta que a SCSI tradicional não atende.

O padrão de comunicação SAS possui transmissão serial, full-duplex, taxa de transmissão máxima de 3 Gbps (375 MB/s), freqüência máxima de 3.0 GHz, comprimento de cabo de no máximo 8 metros, suporta hot-plug, permite 4 dispositivos por cabo, cabo de 32 pinos e o consumo de 800mV.

A SAS tem conexão dedicada ou exclusiva para evitar concorrência, porém pode ser compartilhada com o uso de um expansor e ela elimina a perda de sincronismo (clock skew).

Sua grande vantagem em relação ao padrão Serial SCSI existente atualmente (Fibre Channel, FC) é que ele permite o uso de discos de várias taxas de transmissão, usando a taxa máxima do dispositivo. O Fibre Channel nivela por baixo, isto é, se você tem um disco lento misturado com outros rápidos no sistema, o barramento passa a operar na velocidade do dispositivo mais lento, comprometendo o desempenho de todo o sistema. Outras melhorias são:

Melhoria no desempenho e confiabilidade

Capacidade de redundância

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com