TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Tudo A Ver

Ensaios: Tudo A Ver. Pesquise 785.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  6/5/2013  •  455 Palavras (2 Páginas)  •  359 Visualizações

Página 1 de 2

A palavra religião provém da expressão latina “Re-Ligare” que significa religação. Nesse caso, a religião significa qualquer contato, pensamento ou estudo que esteja ligado a algo divino e supremo. As crenças surgiram há milhares de anos nas mais variadas civilizações e estão intimamente ligadas à humanidade. Elas foram determinantes em diversos acontecimentos durante a história mundial, tanto na parte política como social. Além disso, o grande conhecimento adquirido pelos homens não foi suficiente para diminuir a crenças em diversas entidades. Entidades essas que tentam explicar a origem da vida.

Tipos de Religião

São diversas religiões existentes que podem ser classificadas de diversas formas. Podem ser separadas pela sua filosofia, seus fundamentos, seus livros sagrados, dentre outros. A divisão pode ser feita em: panteístas, monoteísta, politeísta, neo-panteísta e ateísta.

Panteísta: São os tipos de religiões mais antigas e que, em sua maioria, não possuem um livro sagrado, pois os ensinamentos foram passados de forma oral. Nesse caso, todas as coisas estão ligadas em um equilíbrio e existe a crença na reencarnação. São utilizados totens ou outros símbolos como ossos e animais. Os rituais costumam realizar procedimentos ligados à natureza.

Exemplos: Xamanismo, algumas religiões indígenas e célticas, etc.

Politeísta: Surgiram em uma etapa posterior ao desenvolvimento da civilização. Nesse caso, começam a surgir registros escritos sobre determinadas religiões. Acreditam na existência de deuses que interferem nas decisões do mundo. São criados ídolos representados em pinturas e gravuras e passam a existir os templos para que os ensinamentos sejam divulgados.

Exemplos: Xintoísmo, religiões maias e astecas (veja mais sobre o assunto no site Incas , Ma ias e Astecas), religiões gregas, etc.

Monoteísta: É um dos tipos mais recentes e muito comum na Idade Média e permanece atualmente. As religiões pertencentes a esse grupo possuem livros sagrados que estabelecem as condições e as diretrizes de seus seguidores. Acreditam que um ser supremo foi o responsável pela criação de tudo que existe no Universo e que são enviados Messias com a responsabilidade de divulgar e repassar os ideais religiosos. Deus não possui um símbolo específico, mas seus enviados por muitas vezes são representados em pinturas e gravuras.

Exemplos: Judaísmo, Cristianismo, Islamismo, etc.

Ateísta: São crenças religiosas que acreditam que não existe um ser supremo; porém, alguns chegam a aceitar a existência de entidades ou espíritos e podem se basear em textos filosóficos. Algumas vertentes creem na reencarnação e afirmam que o Universosurgiu de um vazio. Buscam representações em seres da natureza e baseiam seus rituais em técnicas de autocontrole.

Exemplos: Taoismo, Budismo, etc.

Neo-panteísta: Religiões que surgiram a partir do século XVIII e que não possuem dogmas impostos e sim textos mais ligados à filosofia (saiba mais sobre a origem da filosofia). Não há uma definição específica de um Ser Supremo e alguns símbolos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com