TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Condutividade Ionica

Por:   •  16/4/2014  •  979 Palavras (4 Páginas)  •  265 Visualizações

Página 1 de 4

INTRODUCAO

Este relatório se trata da análise de um experimento realizado para e identificar os níveis de condutividade elétrica em diferentes soluções aquosas.

Condutividade elétrica de uma substância é definida como a capacidade dessas em conduzir corrente elétrica, ou seja, é a passagem através de um meio, de partículas carregadas eletricamente, como os íons O princípio no qual a maioria dos equipamentos de medida da condutividade elétrica é baseada, consiste na medida de tensão quando uma corrente alternada é aplicada em dois eletrodos de uma célula de condutividade elétrica imersos em uma solução.

Para se analisar essa condutividade realizou-se experimentos com diferentes soluções que recebiam uma corrente elétrica e analisou-se a capacidade das soluções de conduzi-la. Desde as primeiras experiências com eletricidade, verifica-se que as soluções de algumas substâncias conduzem eletricidade. Os solutos que provocam este efeito em solução são chamados de eletrólitos (classificam-se em fortes ou fracos, podem ser iônicos ou moleculares).

A dissociação é o processo de separação dos íons de um eletrólito enquanto que a ionização é a formação de um íon a partir de um átomo ou molécula pela perda de um elétron. Uma solução de um eletrólito conduz melhor a eletricidade do que o solvente puro. Uma substância que não é um eletrólito não fornece íons à solução ao dissociar-se, pois suas partículas não apresentam cargas. O principal solvente utilizado é a água

A condutividade elétrica é dependente da temperatura de tal forma que, se essa aumenta, a resistência da solução à passagem de corrente diminui, resultando em acréscimo na condutividade. Para fins de padronização, ao fazer referência sobre a condutividade elétrica de uma solução, deve-se sempre reportar à temperatura de 25 ºC.

OBJETIVO

Verificar e analisar o comportamento de diferentes soluções aquosas, identificando se há condutividade elétrica.

PROCEDIMENTOS

Materiais

• 4 Béqueres de 100 mL;

• 1 Béquer de 250 mL;

• Aparelho de condutividade;

• Lâmpadas de 100 V e 220 V;

• Proveta de 50 mL;

• Placa de Petri.

Reagentes

• Ácido Acético 0,5 mol/L;

• Ácido Clorídrico 0,5 mol/L;

• Hidróxido de Amônio 0,5 mol/L;

• Hidróxido de Sódio 0,5 mol/L.

Procedimento

• Primeiramente numerou-se os béqueres de 1 a 5;

• Colocou-se 50 mL de cada solução em um béquer de 100 mL já identificado;

• Colocou-se uma quantidade indeterminada da primeira solução a ser analisado em uma Placa de Petri;

• Ligou-se o aparelho de condutividade na tomada referente à lâmpada que iria ser utilizada;

• Introduziram-se os pólos do aparelho na solução a ser testado;

• Testou-se o solvente primeiramente com lâmpada 110 V;

• Após o primeiro teste, analisou-se a mesma solução com lâmpada 220 V, para que houvesse a comparação da condutividade do mesmo;

• Anotou-se as observações experimentais de cada solução analisada;

• Realizou-se o mesmo procedimento acima com cada solução a ser analisada;

• Colocou-se no Béquer de 250 mL uma quantidade indeterminada de água;

• Após cada leitura das soluções lavou-se os pólos do aparelho de condutividade no béquer contendo água;

• Posteriormente analisou-se uma mistura de soluções;

• Mediu-se 20 mL de Ácido Acético juntamente com 20 mL de Hidróxido de Amônio;

• introduziu-se os pólos do aparelho na mistura a ser analisada;

• Testou-se a mistura primeiramente com

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.1 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com