TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho Infantil

Dissertações: Trabalho Infantil. Pesquise 785.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  30/11/2012  •  6.845 Palavras (28 Páginas)  •  965 Visualizações

Página 1 de 28

Trabalho de Campo

Instituição: Lar da infância de Nice

Endereço: Rua João Vieira Prioste, 74 - Vila Carrão São Paulo, 03429-000.

Entrevistada: Psicóloga Iara.

O Lar de Nice foi adotado pela equipe da Filial São Paulo, formada pelos colaboradores Everaldo, Luiz Henrique, Osvaldo e Marcelo.

“A instituição é fundamental para a sobrevivência e segurança das crianças que moram no local, assim como para os pais que utilizam a creche para deixar os filhos enquanto trabalham. O Lar possui uma grande atuação dentro de sua comunidade interna e no entorno”.

O Lar de Nice fica no Carrão, foi planejado e assinado um acordo com o Governo do Estado de São Paulo para receber a guarda daquelas crianças que, judicialmente, são consideradas órfãs de pai e mãe, em razão da sentença judicial de abandono, maus tratos, exploração, ou porque os pais estão presos. Desde então, o Lar possui um abrigo (orfanato) e uma creche para atender à população da zona leste do Estado.

E hoje estamos montando um CCA para melhor atender crianças com faixa etária de 06 a 14 anos e 11 meses, em dois períodos; das 7:00 as 11:00 e das 11 as 15:00 hs. Nesses dois períodos o C.C.A oferecera atividades de: acompanhamento escolar, musica, dança, capoeira, meio ambiente, teatro, lazer, cultura e alimentação (café da manha, almoço e almoço e café da tarde). Todas as atividades desenvolvidas são feitas através de projetos com um amplo planejamento e acompanhamento pedagógico. O C.C.A tem como objetivo, estimular o desenvolvimento físico e emocional da criança, dando a ela a oportunidade de desenvolver-se plenamente em todo o seu potencial com perspectiva de uma vida digna, humana, integrada e produtiva na sociedade.

Hoje o Lar da Infância de Nice é uma entidade não governamental, formada e dirigida por advogados, contadores, médicos, dentistas, operários, engenheiros, donas de casa, estudantes e etc., todos voluntários preocupados e trabalhando em prol das crianças carentes e visando o futuro delas no nosso Brasil.

Trabalha em parceria com a Fundação ABRINQ em defesa dos direitos da criança e do adolescente. TEEFONICA e a FUNDAÇÃO BRADESCO entre outros. Abrigam em média de 25 crianças em regime de abrigo e 50 crianças em regime de semi-internato (creche). E temos a intenção de receber 80 crianças no CCA. Proporciona a essas crianças noções de higiene, de cidadania, de moral, de ética, de amor à Pátria e aos seus semelhantes. Dá além dos valores como afeto e respeito, bens materiais que possam garantir sobrevivência de cada um, como:

Alimentação

São fornecidas cinco refeições diárias, conforme cardápio elaborado e supervisionado por Nutricionista voluntária.

Acomodação

A entidade dispõe de dormitórios adaptados a cada faixa etária, banheiros, salas recreação e TV, cozinha, refeitório, lavanderia, salas de aula, biblioteca, pátio, Playground, quadra poli - esportivo salão de brinquedos, sendo todas as dependências amplas e arejadas.

Saúde

As crianças são acompanhadas por Pediatra, Psicóloga, Dentista, Atendente de Enfermagem e Assistência Social, sendo também assistidas por Hospitais e Postos de Saúde.

Educação

Professores devidamente capacitados desenvolvem o trabalho de creche/pré - escola junto às crianças internas e semi-internas de 2 a 6 anos de idade. As crianças com mais de 7 anos são encaminhadas à rede pública de ensino e acompanhadas internamente no reforço escolar. Atingindo a idade legal continuam com seus estudos sendo também encaminhados para o mercado de trabalho de acordo com as leis trabalhistas. Todos recebem ainda, orientação religiosa, e participam de atividades esportivas, artesanais e iniciação à informática. São ainda proporcionados passeios e festas comemorativas.

Família e integração.

A casa desenvolve trabalhos de atendimento junto ás famílias, procurando auxiliá-las em suas necessidades a fim de reestruturá-las e assim reintegrar as crianças ao convívio familiar.

Arrecadação

São realizados no decorrer do ano, vários eventos com a finalidade de arrecadar fundos para a manutenção da casa, bem como jantares, bazares, chás - beneficentes festas juninas, noite da pizza, e um grande Show no final do ano, completando com rifas e bingos.

l- Trabalho Infantil no Brasil.

A literatura aponta para o fato de que o trabalho infantil tem origens históricas e socioculturais que o naturalizam. Algumas culturas percebem o trabalho como fator positivo, acreditando que é por meio de uma ocupação que as crianças e os adolescentes são protegidos e escapam de situações de exclusão e que, com a obtenção de uma renda, não ingressam na criminalidade. Dessa forma, acreditam que o trabalho forma os valores morais dessas crianças e adolescentes.

O trabalho infantil fez parte da história e da cultura do Brasil. Contudo, a percepção de naturalização do trabalho de crianças e adolescentes foi fortemente questionada no país, especialmente a partir da década de 1980 com a ampla mobilização social de organizações governamentais e não governamentais, que ganhou força durante o Congresso Constituinte (1986-1988) e desembocou na promulgação da nova Constituição Federal em 1988. Portanto, o combate ao trabalho infantil no Brasil tem sido uma conquista social.

A partir da década de 1990, o tema passou a ocupar lugar de destaque na agenda nacional. Os avanços na área se deram tanto no reordenamento jurídico como nos resultados obtidos e reconhecidos em âmbito nacional e internacional.

No que diz respeito à Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o trabalho infantil no Brasil está em queda, ano após ano.

Em 2004, havia 5,3 milhões de trabalhadores de 5 a 17 anos de idade; em 2008, eram 4,5 milhões; e em 2009, 4,3 milhões.

Ressalta-se que, em 2008, havia cerca de 123 mil trabalhadores na faixa

etária de 5 a 9 anos de idade, 785 mil de 10 a 13 e 3,3 milhões de 14 a 17. A região Nordeste apresentava a maior proporção de

...

Baixar como (para membros premium)  txt (45.7 Kb)  
Continuar por mais 27 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com