TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Geocentrismo

Por:   •  13/8/2017  •  Trabalho acadêmico  •  660 Palavras (3 Páginas)  •  101 Visualizações

Página 1 de 3

GEOCENTRISMO

São João Batista

2016


Sumário

1. Geocentrismo        3

2. As teorias de Ptolomeu        3

3. Geocentrismo e a Igreja Católica        4

4. Referências        5


1. Geocentrismo

Geocentrismo é a teoria astronômica que determina ser a Terra o centro do Universo. Por este modelo cosmológico, formulado por Aristóteles por volta de 350 anos a.C., e aperfeiçoado por Cláudio Ptolomeu (90-168 d.C.), a Terra permanecia fixa no centro do universo e todos os outros corpos celestes a orbitavam. O termo “geocentrismo” vem do grego (geo=terra). O geocentrismo influenciou por 14 séculos e foi derrubada pela teoria do heliocentrismo, elaborada por Nicolau Copérnicoem 1543, da qual o Sol era considerado o centro do universo. A teoria do geocentrismo foi apresentada por volta do ano 150, quando Ptolomeu afirmou publicou “A Grande Síntese”. A obra apresentava o modelo cosmológico que explicava o movimento dos corpos celestes em torno da Terra e apontou seis órbitas circulares que “segurariam” os planetas para que não caíssem.                                                                 (01)[pic 1]

2. As teorias de Ptolomeu            

                                                   

Além da sua teoria geocêntrica, onde o Universo girava em torno da Terra, Ptolomeu afirmava que cada planeta girava ao longo de um círculo pequeno que era chamado de epiciclo. Desta forma, cada planeta teria o seu próprio epiciclo. O centro do epiciclo de cada planeta deveria se mover em um círculo maior, ao qual deu o nome de deferente, mas a Terra ficaria posicionada um pouco distante do centro do deferente. Segundo a teoria de Ptolomeu, a Terra não estava no centro do deferente, este seria um círculo excêntrico em relação à Terra. Ptolomeu procurou explicar o fato dos planetas não se movimentarem de forma uniforme. Ele ainda observou o movimento lunar e elaborou tabelas sobre isso, essas tabelas foram utilizadas séculos depois por Nicolau Copérnico. Ptolomeu deixou um tratado de 13 volumes chamado Almagesto, onde detalha o geocentrismo e outras teorias.

3. Geocentrismo e a Igreja Católica

O modelo do geocentrismo era aceito pela Igreja Católica porque coincidia com os textos bíblicos que colocavam o homem como objetivo da criação divina. Estando o homem na Terra, permanecia na posição de imagem e semelhança de Deus, portanto, no centro do universo. A teoria ruiu a partir dos estudos de Nicolau Copérnico, que apontavam ser, na verdade, o Sol o centro do universo. A obra de Copérnico, contudo, foi condenada pela Santa Inquisição. A Igreja condenava à morte os opositores a suas doutrinas. Foi o que ocorreu com Giordano Bruno, morto na fogueira ao apoiar o modelo do heliocentrismo e apresentar observações astronômicas que apontavam a expansão constante do universo. Um dos mais importantes estudiosos da astronomia, Galileu Galilei também comprovou o heliocentrismo com base nas pesquisas de Copérnico, mas foi obrigado a retratar-se perante a Igreja para não morrer. Em observações mais precisas, o físico alemão Johannes Kepler conclui em 1609 que somente a Física pode explicar a organização do cosmos. Os dados foram usados por pelo inglês Isaac Newton (1643 – 1727), que elaborou a Teoria da Gravitação Universal. Diante dos estudos irrefutáveis, em 1835, o Papa Gregório 16 reconheceu o modelo do heliocentrismo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.8 Kb)   pdf (141.5 Kb)   docx (29.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com