TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Chat

Por:   •  27/5/2013  •  377 Palavras (2 Páginas)  •  414 Visualizações

Página 1 de 2

Questão:

Ter como objeto de análise o objeto do serviço social é sempre um desafio. O serviço social é

uma profissão legitimada socialmente, isso significa que ele tem uma função social. As profissões são criadas para responderem às necessidades dos homens. O desenvolvimento das forças produtivas colocam as necessidades de novas profissões, assim como considera outras

desnecessárias. Mas, mesmo respondendo a uma necessidade social, o que pode ser corroborado pelo número de assistentes sociais inseridos no mercado de trabalho; pelo fato de que eles, efetivamente, trabalham desenvolvendo ações que tem um produto, produto social com dimensões econômicas e políticas; ainda assim, o serviço social mantém, historicamente, o dilema da especificidade profissional. Especificidade, esta é dada pelo objeto profissional. Em termos bastante simples, a questão é: o que trabalha o serviço social? A resposta a esta questão responde também com qual objetivo trabalha o serviço social.

Resposta:

Questão social

O objeto do Serviço Social, nesta definição, está, fortemente, vinculado a uma visão de homem e mundo; baseado numa perspectiva teórica que, no modo capitalista de produção, implica em uma opção política, este Movimento de Reconceituação, no Serviço Social tem construído uma ação voltada para melhoria da população.

Os assistentes sociais trabalham com a questão social nas suas mais variadas expressões quotidianas, tais como os indivíduos as experimentam no trabalho, na família, na área habitacional, na saúde, na assistência social pública, etc.

Questão social que sendo desigualdade é também rebeldia, por envolver sujeitos que vivenciam as desigualdades e a ela resistem, se opõem. É nesta tensão entre produção da desigualdade e produção da rebeldia e da resistência, que trabalham os assistentes sociais, situados nesse terreno movido por interesses sociais distintos, aos quais não é possível abstrair ou deles fugir porque tecem a vida em sociedade.

A questão social não é senão as expressões do processo de formação e desenvolvimento da classe operária e de seu ingresso no cenário político da sociedade, exigindo seu reconhecimento como classe por parte do empresariado e do Estado. É a manifestação, no cotidiano da vida social, da contradição entre o proletariado e a burguesia, a qual passa a exigir outros tipos de intervenção mais além da caridade e repressão”.

Portanto, a questão social é uma categoria que expressa a contradição fundamental do modo capitalista de produção.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com