TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Musculação

Por:   •  11/4/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.403 Palavras (6 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 6

[pic 1]

MUSCULAÇÃO E TREINAMENTO DE FORÇA

Portfólio 1 – Ciclo de aprendizagem 2

Trabalho      apresentado  ao    Centro Universitário      Claretiano        para a disciplina: Musculação e treinamento de força, ministrado pelo professor Evandro Marianetti Fioco.

MARAISA APARECIDA FERREIRA

RA: 8052688

Uberlândia-MG

2018

1) Como o músculo é formado funcionalmente?

 O músculo se forma funcionalmente pela fibra muscular, sendo inervada pelo motoneurônio alfa, e através disso constituindo a unidade motora que se ativa através do esforço voluntário. No funcionamento do músculo também há a junção neuromuscular que é quando o axônio alfa se junta fibra muscular, localizada no ventre muscular e este lugar podemos chamar de ponto motor.

2) De acordo com o tipo, como podemos classificar os músculos e quais são as suas características?

         Quanto ao tipo, os músculos são classificados em três tipos sendo:

  • Músculo estriado esquelético – Possui estriações transversais, sua contração é voluntária, ou seja, é feita através da influência própria do indivíduo e também pode realizar contrações involuntárias a atos reflexos. De acordo com Paula (2017) este tipo de músculo contém células cilíndricas consideravelmente compridas que são polinucleadas, ainda de acordo com ela este músculo pode conter centenas de núcleos.
  • Músculo estriado cardíaco – Este tipo de musculo também possui estriações e apresenta contração independente da vontade do indivíduo (contração involuntária), este tipo de musculo é encontrado somente no coração formando o miocárdio. De acordo com Paula (2017) suas células são longas, possui ramificações e são mononucleadas. Ainda de acordo com ela a contração é feita através de um impulso elétrico e este impulso é conduzido em grande velocidade de uma célula para a outra.
  • Músculo liso – este tipo de músculo não possui estriações. São músculos que atuam de forma involuntária e trabalham independente da vontade do indivíduo. Compõe órgãos como o estômago, intestino, útero, bexiga, entre outros. De Acordo com Paula (2017) as células deste tipo de musculo são mononucleadas.

3) As classificações dos tipos de fibras dependem de suas características, funcionais, estruturais, enzimáticas, energéticas e neurais. Basicamente, as fibras musculares são divididas em tipo I e tipo II, mas possuem várias subclassificações. Descreva as principais diferenças entre esses tipos de fibras.

As fibras musculares se classificam em tipo I e II a partir de algumas características como funcionais, estruturais, entre outras.

De acordo com Fioco (2016) as fibras tipo I tem como características a contração lenta e oxidativas, pois possui uma maior atividade mitocondrial, e através disso possui uma maior capacidade de adquirir ATP, possui uma colocarão avermelhada. E esse tipo de fibra apresenta as subdivisões I e IC, as quais não são muito encontradas nos indivíduos e as quais possuem grande poder de adaptar-se ao treinamento. As fibras tipo I também segundo Junqueira (2012) utilizam o sistema de energia aeróbico; possuem uma resistência considerável a fadiga, entre outros.

As fibras do tipo II de acordo com Fioco (2016) tem por característica serem de cor branca, possui contração rápida. A enzima ATPase ganha bastante destaque por bem usada, e através desta enzima a fibra adquire uma capacidade de força e velocidade maior. Podem ser subdivididas em IIA, IIAB, IIB, IIAC e IIC. As fibras tipo II também segundo Junqueira (2012) utilizam o sistema de energia anaeróbico; possuem capacidade glicolítica; apresentam pouca resistência a fadiga, entre outros.

4) Classifique os músculos de acordo com sua funcionalidade.

De acordo com a funcionalidade, os músculos podem ser considerados:

  • Agonista – É o músculo principal, onde através de sua contração ele se torna o responsável pelo movimento.
  • Antagonista – É o musculo que opõe se a ação do agonista. “Quando o agonista contrai-se, o antagonista relaxa progressivamente produzindo um movimento suave”. Oliveira (2014).
  • Sinergista - É o musculo que participa auxiliando o movimento do agonista, onde ele se contrai ao mesmo tempo ajudando assim no movimento principal. Os Músculos podem ainda ser classificados como sinergista verdadeiro, sinergista auxiliar, motor auxiliar, neutralizador, fixador e estabilizador.

5) A descrição cinemática dos movimentos articulares e segmentares, possuem suas referências por meio dos planos de secção com seus respectivos eixos. Quais são esses planos, seus eixos e os movimentos respectivos em cada um?

A descrição cinemática dos movimentos articulares e segmentares possui os seguintes planos com seus respectivos eixos.

  • Plano sagital, eixo medial: tem por característica os movimentos de flexão, adução e hiperextensão.
  • Plano medial, eixo sagital: tem por característica os movimentos de adução e abdução.
  • Plano transverso, eixo longitudinal: tem por característica os movimentos de rotação.

6) O que você entende sobre princípio da adaptação?

O principio da adaptação faz parte dos tipos de princípios da fisiologia do esforço. Estes princípios se aplicam de forma que maximizam a performance para uma atividade física.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.9 Kb)   pdf (166.6 Kb)   docx (82.2 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com