TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Bronquiectasia

Por:   •  9/10/2016  •  Resenha  •  567 Palavras (3 Páginas)  •  103 Visualizações

Página 1 de 3

Bronquiectesias

Fisiopatologia: são dilatações brônquicas permanentes. A patogênese da doença envolve a interação entre problemas pulmonares frequentes e desordem nos mecanismo de defesa, que resultam em infecções recorrentes. Com a obliteração sustentada das pequenas vias aéreas laterais, a pressão inspiratória distribui, atuando principalmente sobre as paredes das vias brônquicas axiais maiores não ocluídas, que se dilatam. A bronquiectesias é uma doença que não tem cura causada por uma infecção bacteriana ou obstrução dos brônquios e esta associada a outras doenças como a bronquite, asma-brônquica, pneumonia e outras.

Sinais Clínicos: É a presença de sintomas respiratórios como a tosse e expectoração purulenta de longa duração onde costuma se iniciar na infância ou juventude. A ocorrência de hemoptesis não é incomum, refletindo a exuberante circulação bronquicanas paredes das vias aéreas dilatadas e inflamadas.

Hipocrotismo digital é observado em cerca de um quarto a um terço dos casos.

Hemoptisis recorrentes são comuns em pacientes com bronquiectasias, principalmente na vigência de surto infeccioso. Quando as dilatações predominam em metades superiores pode haver sangramento sem evidências de supuração.

 Achados Radiológicos: A radiologia tem o papel predominante no diagnósticos das bronquiectesias e na demonstração da presença das mesma como na determinação de sua extensão e no estabelecimento do procedimento terapêutico. A radiografia de tórax pode evidenciar áreas com brônquios dilatados e paredes espessadas, perda de volume pulmonar, hiperinsuflação compensatórias impactação mucoide e formações císticas .

Cilíndricas: Dilatações brônquicas grosseiramente uniformes terminando abruptamente junto a superfície pleural. A broneografia , não se vê a via lateral dos brônquios maiores dotados de bainha conjuntivo-cartilaginosa os quais mantêm sua forma cilíndrica com o diâmetro transverso aumentado .

Císticas-Saculares: As dilatações aumentam progressivamente em direção a periferia  do pulmão ou tendem a forma esférica. Envolvem três ou quatro gerações brônquicas mais terminais, distribuídas de bainha conjuntivo-cartilaginosa. Essas pequenas vias tendo ocluídas suas vias laterais menores dilatam-se assumindo a forma esférica ou sacula junto a superfície pleural.

Varicosas: Os brônquios dilatados apresentam tamanho e forma irregulares, com construções em vários locais, caracteristicamente apresentam dilatação terminal .

Possíveis Gasometrias: A gasometria mostra a presença de uma acidose respiratória crônica , aparentemente compensada. A acidose respiratória se deve a diminuição da ventilação pulmonar, com menor eliminação de CO2, levando ao seu aumento de sangue.

 Tratamento Clinico: O tratamento das bronquiectesias fundamenta-se no controle dos sintomas , na prevenção de complicações e em proporcionar melhor qualidade de vida para os pacientes.

Em virtude da continua produção de secreções frequentemente infectadas, torna-se essencial o uso de antimicrobianos e manobras fisioterapêuticas em especial drenagem postural.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com