TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A comercialização de leite sem passar por qualquer tratamento térmico ainda é comum no Brasil

Por:   •  20/5/2016  •  Trabalho acadêmico  •  3.492 Palavras (14 Páginas)  •  82 Visualizações

Página 1 de 14

UNIVERSIDADE PAULISTA[pic 2]

CAMILA MONTEIRO SOUZA

ELIANA SANTOS LUZ

ELIVÂNIA PAULINO DE OLIVEIRA

GESICA GOMES PINHEIRO

INGRID GONÇALVES VIANA

MARIA GEOVANIA BEZERRA COSTA

PALLOMA COLON DE GOUVEIA

SOLANGE ALVES DE AGUIAR

CONTROLE DE QUALIDADE DO LEITE CRU

SANTOS-SP

2015

CAMILA MONTEIRO SOUZA

ELIANA SANTOS LUZ

ELIVÂNIA PAULINO DE OLIVEIRA

GESICA GOMES PINHEIRO

INGRID GONÇALVES VIANA

MARIA GEOVANIA BEZERRA COSTA

PALLOMA COLON DE GOUVEIA

SOLANGE ALVES DE AGUIAR

                

CONTROLE DE QUALIDADE DO LEITE CRU

[pic 3]

                                                                                                             [pic 4]

CAMILA MONTEIRO SOUZA

ELIANA SANTOS LUZ

ELIVÂNIA PAULINO DE OLIVEIRA

GESICA GOMES PINHEIRO

INGRID GONÇALVES VIANA

MARIA GEOVANIA BEZERRA COSTA

PALLOMA COLON DE GOUVEIA

SOLANGE ALVES DE AGUIAR

                

CONTROLE DE QUALIDADE DO LEITE CRU

[pic 5]

Aprovado em: ___/___/___

______________________________

Profa. Ana Paula Billar

Universidade Paulista – UNIP

RESUMO

        A comercialização de leite sem passar por qualquer tratamento térmico ainda é comum no Brasil, principalmente nas cidades do interior, devido aos hábitos alimentares, resultando em problemas econômicos e de saúde pública. Além disso, o leite é a base de toda a cadeia láctea, ou seja, a má qualidade da matéria-prima pode afetar toda a fabricação dos seus derivados. Dessa maneira, é muito importante que haja um controle de qualidade sobre estes produtos, para assegurar tanto a saúde dos consumidores, quanto a qualidade dos derivados desse produto. Para tal finalidade vigorou em 2002 a Instrução Normativa Nº 51, a qual impõe padrões de qualidade para o leite cru refrigerado. Tendo como base esta legislação o presente trabalho comparou os resultados de análises físico-químicas de 5 artigos diferentes com os requisitos estabelecidos pela IN e concluiu que as amostras analisadas não estavam em conformidade com o padrão imposto, estando, portanto, inaptas para o consumo imediato.

PALAVRAS-CHAVE: Leite cru, análises físico-químicas, Instrução Normativa Nº 51.

SUMÁRIO

1.        INTRODUÇÃO        

2.        DESENVOLVIMENTO        

2.1.        Artigo 1: Análise físico-química do leite cru refrigerado proveniente das propriedades leiteiras da região Sul Fluminense        

2.2.        Artigo 2: Avaliação da qualidade do leite cru comercializado informalmente em feiras livres no município de Santa Maria-RS        

2.3.        Artigo 3: Avaliação da qualidade físico-química e microbiológica do leite cru e do leite pasteurizado comercializados no oeste de Santa Catarina        

2.4.        Artigo 4: Leite cru comercializado na cidade de Solânea, PB: Caracterização físico-química e microbiológica        

2.5.        Artigo 5: Avaliação físico-química de leite cru e pasteurizado consumido no Recôncavo da Bahia        

3.        RESULTADOS        

4.        DISCUSSÃO        

5.        REFERÊNCIAS        

  1. INTRODUÇÃO

Segundo a Instrução Normativa (IN) Nº 51/2002, entende-se por leite, sem outra especificação, o produto oriundo da ordenha completa, ininterrupta, em condições de higiene, de vacas sadias, bem alimentadas e descansadas. Com a entrada em vigor da IN determinou-se níveis aceitáveis de qualidade e normalidade do leite cru, introduziu-se, portanto, padrões mais rígidos para assegurar a qualidade do leite.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (24.1 Kb)   pdf (309.4 Kb)   docx (234.6 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com