TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ESTRUTURA METÁLICA PARA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL COM BASE NA BOA QUALIDADE ARQUITETÔNICA E FUNCIONAL SOB O OLHAR DO USUÁRIO

Por:   •  17/11/2014  •  1.805 Palavras (8 Páginas)  •  462 Visualizações

Página 1 de 8

REVISÃO BIBLIOGRAFICA

O déficit habitacional brasileiro foi estimado em 7,903 milhões de novas moradias em 2005, com incidência notadamente urbana (81,2%). A região Sudeste lidera a demanda nacional, com necessidades estimadas em 2,899 milhões de unidades, vindo a seguir o Nordeste, com 2,743 milhões de unidades. As duas regiões representam 71,4% do déficit habitacional brasileiro. (Fundação João Pinheiro, 2007).

Kuchenbecker (1999) Afirma que as habitações que interesse social, são geralmente mal planejadas, acarretando sérios problemas de habitualidade, em especial quanto as condições de conforto ambiental. Assim, faz-se a necessidade de soluções técnicas de qualidade que permitam a satisfação do usuário.

Peralta (2002) No desenvolvimento de um projeto deve-se analisar aspectos como eficiência, otimização e a economia. Dessa forma, a seguir, com base em dados coletados será feita uma analise das edificaçes estruturadas em aço para conjunto habitacional.

San Martin (1999) na seleção de tecnologia para habitações de interesse

social deve-se procurar nela características de maior simplificação dos acabamentos, maior grau de padronização de elementos construtivos e do projeto e uma escala de produção relativamente maior do que a técnica tradicional. Sendo assim, a opção por um sistema construtivo diferenciado busca a redução dos custos de produção, baixa intensidade de capital, a possibilidade de implantação da autoconstrução e a aceitação do cliente.

Sabbatini (1989) define o sistema construtivo como sendo um processo de construção caracterizada por possuir elevados níveis de industrialização e organização, sendo que constitui-se de um conjunto de elementos e componentes que se interrelacionam integrados no processo. Por outro lado, San Martin (1999) reforça que o sistema construtivo é um conjunto de elementos e de intervenientes que interage na função produção, que se relacionam e se integram entre si de forma a construir uma edificação.

Segundo Viotto e Mattos (2001), com o aperfeiçoamento dos processos e o aumento da demanda, esses projetos podem alcançar um custo em torno 8% menor, em relação a um projeto convencional, sendo que no passado esse custo era 30% superior.

3.METODOLOGIA

3.1 Metodologia de abordagem

A pesquisa limita-se na investigação da estrutura metálica em habitações de interesse social. O desenvolvimento do trabalho consiste na reunião de todos os dados levantados e, consequentemente, de uma análise crítica sobre estrutura metálica na habitação de baixo custo. Será feito um diagnóstico das informações obtidas, com o intuito de ressaltar a real viabilidade do uso do aço na habitação social.

3.2 Métodos de procedimento

Coletar informações para analise do sistema construtivo estruturada em aço e avaliar o desempenho do mesmo em habitações de interesse social.

4.EMBASAMENTO TEÓRICO

4.1 Teoria de base

O uso da estrutura metálica como tecnologia construtiva surgiu em meados do século XVIII, e no Brasil, sua utilização iniciou-se na segunda metade do século XIX. A utilização de uma tecnologia industrializada proporciona menor tempo de execução, sendo assim, uma alternativa viável para a construção de conjuntos habitacionais.

O uso do aço estrutural começou tardiamente no Brasil, se comparado com países como a Inglaterra e os Estados Unidos. Na metade do século XX, algumas empresas siderúrgicas foram criadas no país, facilitando a obtenção do produto, mas seu consumo ainda é pequeno. Segundo o Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), em 2005, o consumo per capita de aço bruto no Brasil chegou a 101 quilos/habitante, o mesmo índice registrado no início da década de 80. Em outros países, como a China, o consumo foi ampliado de 30 quilos na década de 80 para 230 quilos/habitante em 2005. (Agência Estado, 2006).

“O vestígio mais remoto deste metal é um conjunto de quatro esferas de ferro, datadas de 4000 a.C., encontradas em El-Gezivat, no Egito”.(BRAGA, 1998).

Duarte (1982) caracteriza a construção industrializada pela fabricação de componentes em grandes quantidades, antes produzida artesanalmente e de maneira individual, agora, através de um novo procedimento que abrange quatro visões: a sistematização dos produtos, especialização

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.9 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com