TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Evolution and Future of Computer

Projeto de pesquisa: Evolution and Future of Computer. Pesquise 794.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  25/9/2013  •  Projeto de pesquisa  •  1.926 Palavras (8 Páginas)  •  242 Visualizações

Página 1 de 8

EVOLUÇÃO E FUTURO DOS COMPUTADORES

Evolution and Future of Computer

RESUMO

Este trabalho abordará vários aspectos da computação, desde seu início com maquinas rudimentares em que homem demostrou a sua necessidade de efetuar cálculos, até mesmo algumas das tecnologias mais complexas que existem hoje com seus equipamentos cada vez mais leves e com mais capacidade de processamento. Destacando sempre os pontos mais importantes, visamos deixar mais claro essa grande evolução, mostrando também quais são as tendências e novas tecnologias para os dias atuais. Diante dessa cena tecnológica, nosso objetivo também é mostrar as tecnologias mais promissoras que estão por vir, levando em conta a mobilidade, praticidade e economia cada vez requisitadas no mundo tecnológico e nas mudanças para o futuro.

Palavras-Chave: tecnologia; evolução; futuro; tendências.

ABSTRACT

This paper will address various aspects of computing from its beginning with rudimentary machines that man demonstrated his need to perform calculations, even some of the more complex technologies that exist today with their equipment increasingly lighter and more powerful processing capability. Highlighting the most important points, we aim to make it clearer that great evolution, showing also, what are the trends and new technologies to the present day. On the technological scene, our goal also is to show the most promising technologies that are to come, taking into account the mobility, practicality and economy increasingly required in the technological world and changes for the future.

Keywords: technology; evolution; future; trends.

1. INTRODUÇÃO

“No tema de Hoje iremos abrangi a respeito do DotNet, suas funcionalidade, quais sistemas que utiliza esta Plataforma, as características e Vantagens.

Falaremos um pouco de Framework, Linguagem C#, Assemblies e Namespaces.”

2. DOTNET

Uma nova plataforma de desenvolvimento que trabalha de forma integrada entre varias linguagens (VB.NET, ASP.NET, ADO.NET e C#).

Pode-se se dizer que existe uma camada de consolidação que é o Framework que faz com que as varias aplicações desenvolvidas possam conversar entre si. Essa conversa é possível porque são gerados arquivos chamados assemblies que são lidos por essa camada inferior.

Quando você tem o framework instalado em seu equipamento você pode rodar as suas aplicações sem precisar de instalador. Caso não possua você precisa dos arquivos fundamentais para que a sua aplicação possa rodar.

3. FRAMEWORK DOTNET E A LINGUAGEM C#

DotNet foi projetado para fornecer um novo ambiente com o qual você pode desenvolver qualquer aplicação para Windows, enquanto que a C# é uma nova linguagem de programação que foi projetada especificamente para trabalhar com o DotNet. Ao utilizar C# você pode, por exemplo, escrever páginas web dinâmicas, um serviço web baseado em XML, um componente de aplicação distribuída, um componente de acesso a banco de dados, ou uma aplicação clássica desktop para Windows.

De fato a parte "NET" no nome do framework serve para enfatizar a crença da Microsoft de que aplicações distribuídas, nas quais o processamento é distribuído entre clientes e servidores, é o futuro. Mas C# não é apenas uma linguagem para escrever aplicações de Internet ou de rede. Ela fornece um meio para que você possa codificar qualquer tipo de software ou componente que seja necessário para a plataforma Windows. DotNet e C# foram criados para revolucionar a forma com a qual você cria programas, e para fazer a programação para Windows muito mais fácil do que já foi.

Para entender a relevância do DotNet, é útil lembrarmos da natureza de várias tecnologias Windows que surgiram nos últimos 10 anos. Embora eles possam parecer diferentes superficialmente, todos os sistemas operacionais Windows, desde o Windows 3.1 (apresentado em 1992) até o Windows Server 2003, possuem a mesma familiar API Windows em seu core. Conforme as versões do Windows foram progredindo, um grande número de novas funções foram adicionadas à API, mas isso foi um processo de evolução e extensão da API ao invés de um processo de substituição.

O mesmo pode ser dito para muitas das tecnologias e frameworks que foram utilizados para desenvolver software para Windows. Por exemplo, COM (Component Object Model) originário do OLE (Object Linking and Embedding). Na época, ele era, em grande alcance, simplesmente um meio através do qual diferente tipo de documentos do Office poderia ser ligado, então, por exemplo, você poderia colocar uma pequena planilha do Excel dentro do seu documento Word. A partir disso, ele evoluiu para o COM, DCOM (Distributed COM), e finalmente para o COM+ - uma tecnologia sofisticada que formou a base da maneira com que quase todos os componentes se comunicavam, assim como implementou transações, serviços de mensagens, e pooling de objetos.

A Microsoft escolheu essa abordagem evolutiva para os softwares por razões óbvias relacionadas com a compatibilidade com versões anteriores. Com o passar dos anos uma grande base de software de terceiros foi criada para o Windows, e o Windows não poderia aproveitar do sucesso que fez se a cada apresentação de uma nova tecnologia ela rompesse com a base tecnológica já existente.

Ainda que a compatibilidade com versões anteriores fosse uma característica fundamental das tecnologias para Windows e um dos pontos fortes da plataforma Windows, ela possuía uma grande desvantagem. Toda vez que alguma tecnologia evoluía e adicionava novas características, ela terminava por ficar mais complicada do que era antes.

Ficou claro que algo havia de ser feito. A Microsoft não poderia continuar para sempre estendendo as mesmas ferramentas de desenvolvimento e linguagem, sempre fazendo- as mais e mais complexas no sentido de satisfazer as demandas conflitantes de mantê-las atualizadas e ao mesmo tempo manter a compatibilidade com versões anteriores, algumas datadas do início da década de 1990. Chega um ponto em que você tem que começar com uma plataforma limpa se você quer um conjunto simples e ao mesmo tempo sofisticado de linguagens, ambientes, e ferramentas de desenvolvimento, os quais farão a tarefa de criação de software "estado –da -arte" para os desenvolvedores mais fáceis.

Esse ponto se deu com a chegada do DotNet e da linguagem C#.

4. CARACTERÍSTICAS

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.1 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com