TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Experiência para determinar o teor de ácido acético em uma amostra de vinagre total

Seminário: Experiência para determinar o teor de ácido acético em uma amostra de vinagre total. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  29/10/2014  •  Seminário  •  772 Palavras (4 Páginas)  •  264 Visualizações

Página 1 de 4

Objetivo

O experimento tem como objetivo determinar o teor de ácido acético em uma amostra de vinagre comum, afim de comprovar se o teor informado na embalagem está correto ou não, sem mencionar o objetivo de adquirir conhecimentos específicos.

Além de verificar a concentração do ácido acético, alguns objetivos seculares e implícitos devem ser levados em consideração. Um exemplo é a determinação da quantidade necessária de hidróxido de sódio (NaOH) para que a solução fique neutra, e descobrir a função da fenolftaleína na neutralização da solução.

Introdução

O vinagre nada mais é do que ácido acético bem diluído. Vinagres comumente encontrados em supermercados para uso culinário têm cerca de 4 a 6% de ácido acético em sua composição. Para obter um valor mais correto e com pouca margem de erro, é necessário fazer a titulação.

A titulometria é um processo utilizado para determinar o valor exato da concentração das soluções, no nosso caso, o vinagre, usando duas soluções para servirem de reagentes, causando uma mudança da cor que nos diz o exato ponto de equivalência.

Materiais e Reagentes

Os equipamentos utilizados foram:

1. Pipeta volumétrica

2. Bureta graduada

3. Suporte Universal com garra para bureta

4. Proveta de vidro

5. Erlenmeyer

6. Béquer de vidro

7. Funil de vidro

E as soluções e reagentes usados foram:

1. Amostra do vinagre

2. Hidróxido de sódio

3. Solução de NaOH

4. Água destilada

5. Fenolftaleína

Foto tirada em laboratório de alguns dos equipamentos necessários para a realização do procedimento experimental

Procedimento Experimental

A solução de NaOH foi colocada na bureta até a marca de 0 ml, completando seu volume total indicada na mesma, verificando, obviamente, se não havia algum vazamento na torneira da bureta, ou até mesmo alguma rachadura na própria, o que iria deturpar os resultados do experimento.

Com os devidos esclarecimentos do professor sobre o correto uso da pipeta, foi pipetado 5 ml da amostra de vinagre e depositado no erlenmeyer. Em seguida, fizemos a medida de 50 ml de água destilada na proveta para ser removido ao erlenmeyer, misturando-o com a amostra de vinagre. Feito isso, foram adicionadas na mistura, 6 gotas de fenolftaleína.

Finalmente, foi aberta, delicadamente, a torneira da bureta, fazendo com que o hidróxido de sódio caísse no erlenmeyer em gotas, ao mesmo tempo, chacoalhando recipiente com a mistura em movimentos circulares. A cada gota que caia, era notável a mudança de cor que cada uma causava na mistura, entretanto, era necessário continuar lentamente para fosse possível a exata identificação do momento em que todo o liquido contido no erlenmeyer mudasse totalmente de cor. E quando, finalmente, ocorreu a mudança persistente da cor, a torneira da bureta foi fechada imediatamente, encerrando assim, a titulação.

Os dados foram anotados no final do

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com