TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Patagonia

Por:   •  21/1/2020  •  Dissertação  •  576 Palavras (3 Páginas)  •  14 Visualizações

Página 1 de 3

Patagónia

Bom dia, o meu nome é maria e vou apresentar o livro que escolhi para leitura, que tem por nome patagónia.

  1. Autor

Bruce chatwin nasceu no dia 13 de maio de 1940, em Sheffield, Inglaterra. Os seus pais tinham profissões com rendimentos generosos em que fizeram a sua infância feliz. Mais tarde mudou se para londres para ser porteiro de uma aclamada leiloeira, graças a sua acuidade visual, Chatwin tornou se um dos peritos em obras impressionistas (o que é importante referir visto que a obra Patagónia está cheia de peripécias históricas, que Bruce aprendeu no seu trabalho a avaliar obras históricas). Foi vitima do HIV , em que não há uma teoria certa como contraiu. A mais aceitada pela comunidade histórico-literária é que em que numa das suas viagens foi mordido por um morcego que lhe contraiu o vírus. Morreu aos 48 anos em Nice, França.

  As suas obras mais conhecidas são: a patagonia e o vice rei de Ajudá.

  1. Capa

A capa apresenta o nome do autor, o título do livro e o nome da editora. Tem uma imagem a preto e branco que, na realidade, fez me levar para uma obra mais enfadonha, revelando se o contrario, visto que é um livro que tem bastante humor.

A contracapa possui a sinopse do livro e alguns comentários do mesmo

As bandas do livro apresentam uma breve biografia do autor e as suas obras publicadas na editora do livro (Quetzal)

  1. Temas principais do livro.

Chatwin encontra se numa visita de seis meses pela patagónia. Ao longo da história o autor vai citando as pessoas que conheceu pelo caminho. Há o mais variado género de pessoas, desde fugitivos, contadores de histórias e exilados ingleses.

O começo da jornada começa na infância do autor. Nesta ele começou a ter uma grande paixão pelas terras distantes visitadas por um primo-avo, chamado Charley Milward, que encontrou um pedaço de pele de supostamente, um brontossauro que tinha vivido na patagonia.

E assim, de forma bem-humorada, Chatwin começa a busca de algum sinal daquele animal pré-histórico que marcou a sua infância, que saberemos posteriormente que pode não ser um brontossauro, mas um milodonte, ou uma preguiça gigante.

Como já disse, o autor conhece muitas pessoas, mas nunca relata como chegou a elas. Outro facto interessante da obra é que nunca relata como se desloca de um local para o outro nem como consegue falar com a população local, visto que Chatwin não dominava o espanhol (língua falada nos países em que a patagonia se localiza, sendo eles a argentina e o chile)

Mas, na minha opinião, a história não se trata da viagem em si, mas das historias das pessoas que ele vai conhecendo.

4)Forma da obra

O estilo da obra, um pouco humorado, que ele utiliza para caraterizar as pessoas

A forma de que aos poucos, o autor vai enchendo o livro de detalhes históricos, principalmente relativo a navegantes que um dia já passaram na patagonia

O facto de a narrativa ser direta e os capítulos serem curtos.

        5)Conclusão

Na minha opinião, o que diferencia estas obras de outras que já li foi a forma que o autor arranjou para misturar a realidade com a ficção, e sentir se livre para interpretar a vivacidade da maneira que ele quer. Recomendo a todos este livro, porque o achei bastante interessante, repleto de humor e cheio de curiosidades históricas, que achei caricatas.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)   pdf (24.3 Kb)   docx (8.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com