TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Título do Capítulo: Esquema Básico da Contabilidade de Custos (II) Departamentalização

Por:   •  24/4/2016  •  Trabalho acadêmico  •  420 Palavras (2 Páginas)  •  315 Visualizações

Página 1 de 2

Aluna:

Capitulo: 6

Livro: Martins, Eliseu. 10. Ed. – São Paulo: Atlas, 2010

Título do Capítulo: Esquema Básico da Contabilidade de Custos (II) Departamentalização

Objetivo do Capítulo: 

           Vamos aprofundar-nos um pouco mais no problema relativo à apropriação dos Custos Indiretos, verificando o que é e por que se faz a Departamentalização.  

            A Departamentalização é obrigatória em custos para uma racional distribuição dos Custos Indiretos. Cada departamento pode ser dividido em mais de um Centro de Custos. Dividem-se os Departamentos em Produção e Serviços. Para a apropriação dos Custos Indiretos aos produtos, é necessário que todos estes custos estejam, na penúltima fase, nos Departamentos de Produção. Para isso, é necessário que todos os Custos dos Departamentos de Serviços sejam rateados de tal forma que recaiam, depois da sequência de distribuições, sobre os de Produção. (Paragrafo 2, pág.: 76)

Resposta ao Objetivo do Capítulo: Estudamos á apropriação dos custos indiretos, verificamos a departamentalização. Vimos também onde se se dividem os Departamentos em Produção e Serviços.

Fichamento: Referencia do livro: Contabilidade de custos/ Martins, Eliseu. 10. Ed. – São Paulo: Atlas, 2010.

       

 “Departamento é a unidade mínima administrativa para a Contabilidade de Custos, representada por pessoas e máquinas (na maioria dos casos), em que se desenvolvem atividades homogêneas. Diz-se unidade mínima administrativa porque sempre há um responsável para cada Departamento ou, pelo menos, deveria haver.” (Paragrafo 5, pg: 65)

“Na maioria das vezes um Departamento é um Centro de Custos, ou seja, nele são acumulados os Custos  Indiretos para posterior alocação aos produtos (Departamentos de Produção) ou a outros Departamentos (Departamentos de Serviços). (Paragrafo 5, pág. 66)

“Centro de Custos, (...)  é a unidade mínima de acumulação de Custos Indiretos. Mas não é necessariamente uma unidade administrativa, só ocorrendo quando coincide com o próprio departamento” (Paragrafo 5, pág. 67)

“Os custos originados no próprio departamento são os custos primários dele; e os recebidos por rateio de outros departamentos são chamados secundários.” (Paragrafo 3, pág.: 69)

 “O processo só terminaria quando o custo a ser rateado assumisse um valor pequeno e a empresa resolvesse então parar o sistema e alocar esta última importância a qualquer outro Departamento que não aqueles dos quais a receberia de volta. ” ( Paragrafo , pg:70)

“A Departamentalização é obrigatória em custos para uma racional distribuição dos Custos Indiretos. Cada departamento pode ser dividido em mais de um Centro de Custos.” (Paragrafo 2, pg:76)

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.8 Kb)   pdf (83.6 Kb)   docx (9.8 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com