TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ACONSELHAMENTO E ORIENTAÇÃO FAMILIAR

Trabalho Universitário: ACONSELHAMENTO E ORIENTAÇÃO FAMILIAR. Pesquise 794.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  21/11/2013  •  1.586 Palavras (7 Páginas)  •  4.786 Visualizações

Página 1 de 7

ACONSELHAMENTO E ORIENTAÇÃO FAMILIAR

PARA DIZER SIM

RESUMO

CAPITULO 1

Tratamos a respeito dos da que influenciam a escolha para que um casal decida pelo matrimônio, através do namoro, do noivado e dos primeiros passos na vida de casados.

Existe uma diferença bastante clara entre o sentimento de amor e paixão. È necessário pautar o relacionamento no amor, que possui um elemento divino de sacrifício e autonegação, enquanto paixão é um sentimento que busca o interesse próprio e egoísta. A paixão é a fagulha que incendeia aos corações abrindo as portas para o amor que pé mais excelente.

Os perigos do namoro nos moldes seculares, em sua grande maioria é que trazem apenas frustações e feridas na alma que são difíceis de curar. Isso acontece porque Deus criou o homem para se relacionar apenas com mulheres que o senhor separou para ele. O namoro é um tempo de descoberta e deve ser encarado como o inicio de um compromisso que leve ao casamento. O padrão que devemos seguir é o do Senhor, não o do mundo.

O noivado cristão é um tempo onde o compromisso é estabelecido e tudo deve ser preparado para o grande dia do casamento. Os problemas individuais devem ser resolvidos e os princípios para o casamento devem ser aprendidos, através de aconselhamento ou curso pré-nupcial.

È o casal que deve planejar e conversar sobre quais os princípios e objetivos que ambos desejam atingir em seu casamento. Os maiores responsáveis pela destruição do matrimônio não são externos, mas internos. Existem fases ou estações em todo o casamento. E devem ser entendidas para que juntos o casal possa sair das fases ruins e estabilizar nas melhores.

A teoria de Chapman aponta para a dinâmica do casamento. Mudamos todo o tempo. Podemos passar rapidamente de uma estação para outra, mas podemos passar muito tempo em determinada estação e isso anular o desejo de continuar crescendo no relacionamento. Nós escolhemos também o tempo que vamos passar no inverno ou no outono.

ACONSELHAMENTO E ORIENTAÇÃO FAMILIAR

A ESTRUTURA DA FAMÍLIA CRISTÃ

RESUMO

CAPITULO 2

O assunto será a continuação do casamento, em especial dos papéis que marido e mulher precisam assumir para que o casamento seja bem-sucedido em todos os aspectos em referência a estrutura de uma família cristã.

As quatros bases:

1ª Base – O deixar – “Por isso deixa o Homem Pai e Mãe”

a) É um deixar geográfico – Não morar junto e não tão perto.

b) É um deixar emocional – Cortar o cordão umbilical e assumir a vida.

c) É um deixar financeiro – Não depender financeiramente dos pais e dos parentes.

d) É um deixar para o noivo e a noiva. – Estabeleça a nova escala de prioridades.(Deus, cônjuge, Filhos, Trabalho, Pais, Igreja)

e) É um ato público – tudo o que acontece no mundo físico repercute no mundo espiritual. Case na igreja recebendo a benção sobre a “aliança"

f) Produz um contexto para o crescimento – O casamento exige amadurecimento e crescimento em todas as áreas de nossa vida.

g) Implica que a dependência entre pais e filhos é temporária – A dependência e a obediência aos pais cessam após a cerimonia de casamento, continuam a “honra” e o “amor” aos pais. Os pais não devem interferir ou controlar a vida de seus filhos.

2ª BASE – O COMPROMISSO – “SE UNE A SUA MULHER”

a) É um relacionamento permanente – Contrato Cessa “aliança” não

b) É um relacionamento monogâmico - O amor não suporta rivais

c) É um relacionamento exclusivo – Temos a segurança de ser e pertencer ao outro exclusivamente.

3ª Base – A UNIDADE – “TORNANDO–SE, OS DOIS UMA SÓ CARNE”

a) Para haver uma unidade, são necessárias duas pessoas;

b) Não significa que cada um perca sua identidade;

c) Não significa que o mais fraco seja dominado pelo mais forte;

d) cada um continua sendo o que é, e muito mais, por ser complementado pelo outro;

e) Durante o período de namoro e noivado a unidade espiritual deve ser desenvolvida;

f) É uma expressão física.

4ª BASE – A INTIMIDADE – “ORA, UM E OUTRO, O HOMEM E SUA MULHER, ESTAVAM NUS E NÃO SE ENVERGONHAVAM”

a) A intimidade Espiritual - Vida devocional do casal.

b) A intimidade Intelectual – podem opinar apresentar juízos, declarar sentimentos, sem receio.

c) A intimidade emocional – nutrem e manifestam amor e bondade.

d) A intimidade Física – Não tem vergonha do sexo; desenvolvem comunicação e prazer sexual.

ACONSELHAMENTO E ORIENTAÇÃO FAMILIAR

ACONSELHAMENTO FINANCEIRO

RESUMO

CAPITULO 3

Vamos falar de um dos problemas que mais afetam os casamentos e as família nos dias de hoje; dinheiro. Um bom resumo para este capítulo poderia ser ”mostra-me como lidar com o dinheiro, e eu ti direi quem és... ”

A prosperidade Bíblica não está relacionada a dinheiro e sim a uma vida feliz e virtuosa, que não depende da quantidade do dinheiro que você tem, mas sim como administra este dinheiro, fomos chamados por Deus para sermos mordomos fiéis dos recursos financeiros que ele nos conceder, tudo o que temos pertence ao Senhor, apenas cuidamos do dinheiro dele.

As dívidas são condenadas pela palavra de Deus e é associada à escravidão, pois quando devemos nos tornamos escravos de nossos devedores.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.6 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com