TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Estudos Disciplinares

Por:   •  24/5/2012  •  1.043 Palavras (5 Páginas)  •  3.138 Visualizações

Página 1 de 5

ANALISE DO TEXTO: O MENINO E A CAIXA COM RELAÇÃO AO PAPEL DA EDUCAÇÃO E A POSTURA DO EDUCADOR

Ao analisar o texto de Ramal, O menino e a caixa, nota-se que alguns educadores chegam em suas salas de aula com conteúdos programáticos que não visam o desenvolvimento do educando, não busca aprimorar os conhecimentos e nem valorizam o que eles querer saber. Mas somente os vê como caixas vazias que necessitam ser preenchidas com conteúdos que o educador acha que é necessário. O professor não pode aplicar sempre as antigas metodologias de ensino, devendo sempre se reciclar para inovar o modo como ensina pois tais métodos arcaicos não vão auxiliar na aquisição do conhecimento por parte do educando. Sendo assim, percebe-se que é necessário ter uma educação que valorize o educando, deixando de lado a relação meramente formal, sendo o educando considerado inferior comparado ao educador.

A educação hoje está de forma intrínseca ligada na formação de cada individuo, sendo a grande ponte na reconstrução de conhecimento, pois, a sociedade no geral vem banalizando o saber de forma desastrosa, deixando de lado os valores que regem em nossas vidas daí a importância da educação. Fazer com que todos acreditem que podemos mudar o mundo a nossa volta. Respeitando as diferenças e admitindo alguns erros para a partir disso sabermos enfrentar as dificuldades seja no âmbito educacional, social e pessoal.

De acordo com o Referencial Curricular Nacional de 1998 a instituição de ensino em como objetivo principal contribuir para implementação de práticas educativas de qualidade que promovam o suporte necessário para a conquista da cidadania. Segundo esse documento, a integração entre os cuidados e educação é relevante no desenvolvimento do trabalho do professor uma vez que:

Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens orientadas de forma integrada e que possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades intantis de relação interpessoal, de ser e estar com os outros, em uma atitude de aceitação, respeito e confiança, e o acesso pelas crianças aos conhecimentos mais amplos da realidade social e cultural. (BRASIL, 1998, p.23)

Nota-se que o papel da educação é desenvolver um trabalho baseado na pedagogia do relacionamento, do diálogo e na ética do encontro. Sendo assim a criança é valorizada como alguém que constrói conhecimento e não alguém que será ensinado por outro que é portador do conhecimento. Assim, não só a construção do conhecimento, mas também a construção de significados é realizada na interação e no relacionamento com os pares.

A educação não tem apenas o papel de ensinar e sim englobar pessoas e sim a interagir, conscientizar e transmitir. É de conhecimento geral que a educação é um processo fundamental na vida das pessoas, pois é através da educação que podemos ter oportunidades de almejar nossos objetivos. Em outros quesitos, o papel da educação é de instruir o ser humano a viver e a enfrentar as dificuldades do mundo no qual podemos transformar e a ajudar a tornar um lugar melhor. É apenas com o conhecimento que podemos construir algo melhor para a sociedade e nos tornar cidadãos éticos e civilizados.

A educação deve possibilitar que o individuo possa desenvolver sua capacidade de raciocínio, reflexão que o levará entender que só a aquisição de conhecimentos contribuirá para o seu desenvolvimento sócio, cultural e econômico. Sem a educação, sem uma formação de capacidades não teremos como nos garantir uma vida estável e cidadã.

O papel da Educação é dar oportunidade simultaneamente tanto no aprender, quanto no ensinar, a parceria entre educando e educador é que torna gratificante o trabalho educativo, norteados pelos quatro pilares da educação, que nos ensina o aprender e não o saber como: Aprender a conhecer, fazer, ser e conviver. Assim seremos cidadãos éticos autônomos, felizes e participante de uma vida social com a inclusão de valores morais éticos e sociais.

Os profissionais da educação devem buscar a interação entre o cuidados e a educação do educando, tais funções realizadas simultaneamente pelos mesmos profissionais. Isso significa que o educador deve estar atento às necessidades

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.8 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com