TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Contabilidade Intermediaria

Por:   •  22/4/2013  •  1.648 Palavras (7 Páginas)  •  325 Visualizações

Página 1 de 7

Passo 1

1) Valor atual da TAXA SELIC – MENSAL E ANUAL

Ano 2013

Mês MENSAL ANUAL (*)

Março 0,55% 7,40%

Obs: Taxa utilizada no dia.

Passo 2

1 - Técnicas de analises de investimentos

Existem diversas técnicas de análise de investimentos, das mais simples às mais sofisticadas, mas destacam-se apenas três, as quais são as mais utilizadas e disseminadas:

1) Payback - período de retorno: é a avaliação do tempo que o projeto demorará em retomar o total do investimento inicial. Quanto mais rápido o retorno, menor o payback e melhor o projeto.

Portanto, o payback sempre deve ser mensurado em tempo (dias, semanas, meses, anos) quanto, menor o tempo de retorno, mais interessante será o investimento. Ele é bastante reconhecido popularmente como “o tempo para recupera o investimento”.

2) VPL – Valor Presente Líquido (NPV – Net Present Value): O VPL é um método alternativo ao do Payback, que visa corrigir os principais erros apresentados por este. Para utilizá-lo é necessário construir um fluxo de caixa do projeto, tendo os principais componentes: Investimento Inicial e investimentos adicionais; Fluxos de caixa positivos ou negativos de retorno; valor residual do investimento se houver.

Este método utiliza os princípios da matemática financeira, calculando o valor presente do fluxo de caixa do investimento. O VPL é chamado de líquido, pois considera o fluxo total com as saídas (investimento) e entradas (retornos) descontadas uma taxa de atratividade.

3) TIR – Taxa Interna de Retorno (IRR – Internal Rate of Return): este método é bastante similar ao VPL, pois utiliza a mesma lógica de cálculo, todavia, apresenta os resultados em porcentagem e não em valores monetários. Para utilizá-lo é necessário construir o fluxo de caixa do projeto, sendo os seus principais componentes: Investimento inicial e investimentos adicionais; Fluxos de caixa positivos ou negativos de retorno; valor residual do investimento se houver.

Após a montagem do fluxo de caixa tanto do método do VPL como da TIR, adota-se uma taxa mínima de atratividade para avaliar se o resultado é compatível com as expectativas do investidor, portanto se o projeto é interessante. Essa taxa denomina-se:

TMA - Taxa Mínima de Atratividade: representa o retorno mínimo exigido, em porcentagem, para o investidor concordar em realizar o projeto. Em geral, essa taxa representa o custo do dinheiro no tempo para esse investidor. Há algumas possibilidades de TMA que são bastante úteis:

1) Taxa de retorno da aplicação financeira: supõe que o custo de oportunidade seja o de deixar os recursos aplicados em investimentos de baixo risco (renda fixa);

2) Taxa de captação de empréstimos: supõe que a empresa não possua o capital para investir, portanto se á obrigada a captar um empréstimo. Considera o custo de oportunidade de forma mais conservador que a taxa de aplicação.

Assim sendo, esses são alguns métodos para se observar e elaborar um fluxo de caixa relevante, portanto o que decide são as necessidades do investidor.

Como decidir entre os métodos?

Aplicando-se qualquer uma destas três regras, pode-se aceitar ou rejeitar um investimento, qualquer que seja. Porém, como escolher o melhor entre eles? Para escolher a melhor opção, deve-se utilizar somente o VPL. Ou seja, o investimento com maior VPL será o escolhido.

Voltando mais uma vez ao exemplo das franquias, os três investimentos são viáveis porque apresentam VPL > VP. A loja de roupas, apesar de ter uma TIR e um payback maiores do que os demais investimentos, tem um VPL menor do que o posto de gasolina.

b) Analise de Investimentos (Carlos Martins) Regras para aceitar ou rejeitar um investimento

Para poder analisar a aceitação ou rejeição do investimento, é possível

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.1 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com