TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

INDÍCE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA FRENTE À NOVA REALIDADE DAS ESCOLAS BRASILEIRAS

Por:   •  26/3/2014  •  1.123 Palavras (5 Páginas)  •  252 Visualizações

Página 1 de 5

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

3 CONCLUSÃO 5

ANEXOS 6

REFERÊNCIAS 8

1 INTRODUÇÃO

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi instituído em 2007 para aferir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O indicador é calculado com base no desempenho do estudante em avaliações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) e em taxas de aprovação. Assim, para que o IDEB de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e freqüente a sala de aula

Será realizada uma abordagem muito importante para os profissionais da educação e para os acadêmicos do curso de pedagogia, o assunto é o IDEB (INDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇAO BÁSICA). As escolas nas quais foram realizadas as entrevistas foram às seguintes: Marizete Mendes de Oliveira e Paulo Freire. Duas instituições de ensino em Vilhena - Rondônia onde a educação básica é levada muito a sério e comprometida com o futuro das crianças, adolescente e jovens.

2 DESENVOLVIMENTO

Na instituição de ensino Paulo Freire o resultado do IDEB atual da escola é 5,5, um resultado ótimo, de acordo com o professor (diretor da referida instituição de ensino) a qual realizei esta entrevista, segundo ele a escola está entre as melhores do estado de Rondônia, o que é um orgulho muito grande para os educadores que vêem através deste resultado, que todo empenho valeu a pena.

Ainda pelo relato do professor da escola todos os profissionais da educação trabalharam para um bom desempenho dos alunos, pois já estava no PPP da escola esta meta, isso mostra que estão à cima da meta projetada, e visando melhorar a qualidade do ensino aprendizagem e conseqüentemente alcançar uma boa nota no IDEB. Outro ponto importante nesta escola é que todos estão trabalhando para além da meta projetada para 2013. Um trabalho realizado em equipe, envolvendo todos, a comunidade escolar e os pais, que são importantes nesse processo.

Realizada a outra entrevista, sendo na escola Marizete Mendes de Oliveira, a meta alcançada foi de 5,8, pelos dados dos anos anteriores a escola sempre superou a meta estipulada e pelo bom desempenho dos alunos e o comprometimento dos profissionais deste estabelecimento de ensino com a qualidade do ensino e aprendizagem. A escola sempre teve comprometida com a qualidade do ensino sempre trabalhando de forma consciente para desenvolver o melhor em prol dos alunos. E ainda segundo a diretora o resultado foi satisfatório. Porém na opinião da professora muitas vezes o resultado do IDEB não condiz com a realidade. Isto porque não é avaliada somente a questão do conhecimento do educando é levado em conta também a evasão, distorção, serie, idade e outros fatores para se chegar a uma média. Portanto baseado nisso muitas vezes aquela escola que teve o melhor rendimento no aproveitamento não é a que tem melhor nota.

3 CONCLUSÃO

Podemos concluir que a educação vilhenense avançou nos últimos anos. Pois é o que aponta o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 2011. Vilhena de acordo com os dados alcançou as metas estabelecidas dos anos iniciais e dos anos finais do ensino fundamental.

Nos anos iniciais do ensino fundamental, o IDEB municipal alcançou a nota 5.0. Ultrapassou não só a meta para 2011 (de 4.6), como também a proposta para 2013, que era de 4.9. Nos anos finais atingiu 4.6 sendo que a meta era de 4.4. Para os diretores das escolas pesquisadas, os resultados foram surpreendentes.

Frente à realidade encontrada nas escolas Paulo Freire e Marizete Mendes, ambas estão basicamente na média que o governo estipulou através do IDEB para o ano de 2022, esta média que é de 6,0, sendo que a escola Paulo Freire alcançou 5,5 e a escola Marizete Mendes 5,8, podemos então perceber que as instituições de ensino pesquisadas estão quase alcançando o objetivo, qual seja, uma média de 6,0 no IDEB até o ano de 2022. Se as escolas continuarem com o devido empenho que estão empreendendo até o momento, temos a certeza que em 2022 a média não será apenas alcançada, mas também superada, o que é de fato uma grande vitória, não só para os educadores e estudantes, sendo também uma grande conquista de todos os profissionais ligados a educação e principalmente da sociedade.

ANEXOS

Escola:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.4 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com