TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Jogos E Brincadeiras Na Educação Infantil

Trabalho Universitário: Jogos E Brincadeiras Na Educação Infantil. Pesquise 792.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  31/7/2013  •  718 Palavras (3 Páginas)  •  816 Visualizações

Página 1 de 3

Utilização de jogos no desenvolvimento infantil

Verifica-se que cada dia as crianças chegam mais cedo á escola que deve zelar pelas oportunidades que são oferecidas a elas, pois a qualidade das mesmas terá influência direta no desenvolvimento das suas potencialidades.

A infância é a idade do lazer por excelência. O tempo totalmente liberado faz com que a criança desenvolva a especialidade de brincar, com exceção, por exemplo, do período escolar ou dos trabalhos rurais.

A criança terá mais possibilidades de encontrar seu jeito de ser, sua vocação, sua afetividade, autoconfiança, livre expressão e iniciativa, se for oferecida a ela mais atividades concretas que não sejam totalmente conduzidas, trabalhando assim a questão do êxito e do fracasso. Portanto, faz-se necessário lembrar e valorizar junto á criança, uma auto- imagem positiva, pelo trabalho de aceitação e convivência com inúmeras diferenças existentes, entre os mais variados grupos de suas relações sociais.

Jogando, a criança desenvolve seu senso de companheirismo, pois brincando com companheiros, aprende a conviver, ganhando ou perdendo, procurando entender regras e conseguir uma participação satisfatória.

Esperar sua vez, aceitar o resultado dos dados ou outro fator de sorte são excelentes exercícios para lidar com frustrações e, ao mesmo tempo, elevar o nível de motivação, confrontando suas hipóteses e interando-se socialmente.

Talvez não se tenha atentado para o fato de que jogos como amarelinha, pegador, cantigas de roda, têm exercido ao longo da história importante papel no desenvolvimento das crianças e que as habilidades motoras, desenvolvidas num contexto de jogos, de brinquedos, no universo da cultura infantil, de acordo com o desenvolvimento que a criança já possui pode se desenvolver sem a monotonia dos exercícios elaborados e dirigidos.

No jogo as crianças aprendem quem é, quais são os papéis das pessoas que interagem com ela e tornam-se familiarizadas e os costumes da sociedade em que está inserida. O jogo desenvolve o papel de interdisciplinaridade quando leva a criança quando leva a criança a raciocinar, a desenvolver o pensamento lógico, a ampliar o seu vocabulário e a descobrir conceitos matemáticos e acontecimentos científicos.

A ludicidade é muito importante para a saúde mental do ser humano e deve ser mais considerada, pois é o espaço para a expressão mais genuína do ser, é o espaço de exercício de relação afetiva com o mundo,com as pessoas e com os objetos.

Critérios para escolha de jogos

O jogo faz parte da vida do ser humano. O ato de jogar é tão antigo quanto à própria história do homem.

O jogo é uma atividade livre, fundamentalmente lúdica, contendo regras não convencionais, de caráter competitivo, que possui como característica principal a espontaneidade e possibilita a expressão de vivências culturais de forma intensa e total.

Na infância o jogo é essencial. Brincando e jogando, a criança reproduz suas vivências, transformando a realidade com seus interesses, de forma dinâmica e criativa.

As tentativas de proporcionar uma oferta variada e rica em possibilidades de jogos, não devem deixar de observar a atender às características e necessidades da criança, levando

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.8 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com