TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Microeconomia E Macroeconomia; Metados Quantitativos Aplicados A Gestao Empresarial;etica, Politiuca E Sociedade

Trabalho Escolar: Microeconomia E Macroeconomia; Metados Quantitativos Aplicados A Gestao Empresarial;etica, Politiuca E Sociedade. Pesquise 794.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  16/9/2013  •  3.126 Palavras (13 Páginas)  •  980 Visualizações

Página 1 de 13

INTRODUÇÃO

Nas últimas décadas, as organizações têm se adaptado à novas demandas de mercado e a

um relacionamento cada vez mais exigente por parte dos públicos com os quais interage. O

acirramento da competição exige que as empresas encontrem modelos estratégicos e

práticas gerenciais que tornem seu negócio cada vez mais sustentável em longo prazo. Para

isso, as técnicas de gestão têm evoluído para atender às necessidades emergentes de

acionistas, executivos, funcionários e da comunidade. Os sistemas de gestão da performance organizacional baseavam-se, primordialmente, em

indicadores financeiros e contábeis, já que os paradigmas existentes concentravam-se em

valores econômicos, ou seja, associados a aspectos tangíveis, como máquinas,

equipamentos e números.

Tal referencial vêm mudando nas últimas décadas, desde que valores não só econômicos,

mas também os ambientais e sociais, começaram a vigorar no mercado. Desde então, as

organizações passaram a pensar em seus ativos intangíveis, como a capacidade de inovar, o

valor da marca e o capital intelectual, aptidões para implementar novas estratégias e

mudanças organizacionais, dentre outros.

DESENVOLVIMENTO

É notória e cada vez mais presente a pressão e a influência do ambiente externo na vida das

organizações. Um mercado cada vez mais exigente e competitivo faz com que as empresas

dêem atenção às exigências sociais e trabalhistas, fatores que influenciam diretamente em

sua força de trabalho. as empresas já incorporam em sua filosofia empresarial os

princípios, valores, as políticas e estratégias adequadas para atuarem em um ambiente em constante mutação. Para isso, certamente elas devem ser inovadoras e flexíveis, estando

abertas às mudanças qualitativas e quantitativas da sociedade, da economia, do mercado e

de seu público interno. É necessário ter cada vez mais uma visão de futuro e não um olhar

em resultados e medidas passadas. Por isso, cada vez mais tem se deixado de lado paradigmas tradicionais de mensuração de

desempenho e modelos de gestão focados apenas em resultados financeiros. Um novo

modelo vêm sendo cada vez mais praticado pelas organizações, no qual ativos intangíveis,

valores e questões mais qualitativas são valorizados e levados em conta na estratégia

empresarial.

Ética nas organizações

A ética, dentro de uma reflexão científica e filosófica, estuda os costumes e normas do

comportamento. O que se pretende ilustrar nesse trabalho é a ética no contexto corporativo,

assim como as razões que promoveram a mesma. Dentre elas, destacam-se os altos gastos

com escândalos nas empresas, multas elevadas, desmotivação dos empregados e a perda de

credibilidade no mercado. Além disso, estudos apontam que a ética é um fator importante

na garantia da competitividade das empresas. “Ter padrões éticos significa ter bons

negócios em longo prazo.” A ética vem mobilizando um número cada vez maior de organizações, fato que deve servir

de reflexão para o sucesso e sustentabilidade empresarial, além da construção de uma

sociedade mais próspera e justa. A resposta para essa questão está na análise do cenário

atual das empresas: A empresa é compreendida como tendo um papel importante na renovação social, e todas

as organizações, e os que nela trabalham, devem buscar apreender a ética em suas ações e

processos, para que possam sobreviver, desenvolver-se, superar-se, evitando os erros

anteriores e propondo constantemente novos caminhos para o alcance de suas metas.

O papel de RH nas organizações

Os principais desafios para a gestão de pessoas são,

- Ambientais: as grandes revoluções tecnológicas e de comunicação, globalização,

ampliação do setor de serviços, diversificação da força de trabalho e a ampliação do

nível de exigência do mercado;

- Organizacionais: competitividade, integração dos empregados à cadeia de valor,

descentralização, terceirização, cultura organizacional, entre outros e;

- Individuais: identificação do funcionário com a empresa, conduta ética,

produtividade, segurança no emprego, qualidade de vida e manutenção dos talentos. Assim, os diferentes modelos de gestão de recursos humanos são resultado da discussão e

decisão dos líderes da organização, definindo quais são os melhores modelos e práticas que

atenderão às necessidades da empresa e do seu negócio. De forma geral, pode-se resumir os

principais modelos de gestão de RH no quadro abaixo, que evidencia cada uma de suas

principais características:

ADMINISTRAÇÃO DE

PESSOAL

ADMINISTRAÇÃO DE

RECURSOS HUMANOS

ADM. ESTRATÉGICA DE

RECURSOS HUMANOS

Valorização do controle

...

Baixar como (para membros premium)  txt (24.1 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com