TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Nicolau Maquiavel

Ensaios: Nicolau Maquiavel. Pesquise 812.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  4/4/2013  •  2.103 Palavras (9 Páginas)  •  1.040 Visualizações

Página 1 de 9

1. INTRODUÇÃO

O livro o príncipe de Nicolau Maquiavel conta a historia de estados que tem como governantes os príncipes relatando sobre suas eficiências e suas formas de governo, sendo que cada um tem sua forma de governa, o livro e dividido em 26 capítulos cada um enfatizando de forma sucinta.

Os príncipes daquela época eram considerados donos daquele estado, pois através deles eram estabelecidas as ordens por isso que para serem eleitos tinham que ter responsabilidade e considera as leis e as normas do principado antigo para que não houvesse confusão nem desordem no estado através da sociedade. Maquiavel relata também sobre as monarquias hereditárias que eram transmitidas aos descendentes por herança vinda a cometer escolhas eradas para o governo, pois escolhiam pessoas sem mera capacidade de ocupar um cargo tão importante no estado.

Quando são conquistadas províncias de línguas e costumes diferentes a certa dificuldade, pois tem que ali reside e ter bastante habilidade e fortuna, pois se entra em declínio pode reerguesse através do seu poder financeiro ele tem que ser a favor dos mais fracos e enfraquecer os poderosos da própria província. Falaremos também sobre o governo de Alexandre Magno que morreu logo em seguida da conquista dos Estados, antes dos estados terem principados eram governados por leis próprias em total liberdade criando um governo de poucos que se mantinham amigos.

Com o decorrer dos tempos foram criados principados novos que são conquistados pelas armas e pela nobreza segundo Maquiavel (1532 pág.07) “um homem prudente deve escolher trilhos já percorridos pelos grandes homens e imita-los,” ou seja, devemos se espelha no que e certo e sermos como os grandes vitoriosos desejarmos e além do que pensamos e evoluir da maneira mais prudente possível.

Temos também aquele que chega ao governo através de crimes que são atribuídos a estes cargos através dos seus contemporâneos, o civil que leva em consideração o povo e suas necessidades, as tropas auxiliares mistas e nativas que são mais que armas são aquelas que os poderosos mandam em teu auxilio.

Os príncipes tem que ter dever com suas próprias tropas manuseando-as a pratica de guerra ensinando seus regulamentos e disciplinas quem levar essa arma com sigo é vitória na certa, cada um deles esta sujeita a ser amado ou temido pelo seu povo cabe a cada um determina seu próprio destino, cada um tem que manter a fé e viver de maneira integra sem enganar, contudo não necessita possuir todas as qualidades acima mencionadas, sendo suficiente que aparente possuí-las, para um príncipe ser estimado por todos basta se torna estimado e dar vários exemplos e amar as virtudes das pessoas que as rodeiam.

Deve-se dar grande ênfase aos aduladores que faz com que acredite no fracasso. Uma das maneiras mais prudentes seriam os homens lhe falar sobre o que e certo e fazer com que eles compreendam que não e nenhuma ofensa lhes fala a verdade.

Falaremos também da desigualdade predominante nos governos de antigamente que se evoluíram ate os tempos de hoje, quando elegemos uma pessoa a assumir um cargo importante na sociedade queremos ver ótimos resultados, mas não e o que acontece vivemos em um país onde a politica de todas as formas e suja e desumana que leva cada vez mais a pobreza e a falta de emprego para todos. Não relato isso só nos tempos de hoje isso já vem lá da antiguidade que os países eram governados por principados que queriam chegar ao poder e a fama através dos maus atos na sociedade, porem não eram todos os príncipes que faziam mal uso do poder.

2. DESENVOLVIMENTO

O livro o príncipe do escritor Nicolau Maquiavel vem a relatar sobre a luta dos príncipes para manter o governo de uma forma eficiente, corajosa combatendo as dificuldades e tendo que se adaptar aos costumes adotados por outro principado antigo, levando em consideração as leis e impostos tendo também de ter habilidade com línguas diferentes. A dois tipos de governos: governo hereditário que pertencem a uma mesma família por um longo período e o adquirido que seria um novo estado mudando todo um costume. O príncipe tem que leva em consideração acultura local não querendo mudar totalmente os costumes porque podem levar a uma desordem total do povo, quando vivemos com nossos próprios costumes e somos respeitados pelos monarcas tudo se organiza de tal forma que não leva a rivalidade entre o povo e o estado.

O governo e mudado com muita facilidade e para ele e sempre para pior, quando o príncipe conquista um território e que ele esta ciente de suas obrigações, tendo que usar a linhagem dos antigos governantes não deixando de discorda de outros meios, mantendo sempre suas próprias leis e os impostos lançados pelo governo.

Um príncipe deve liderar defender os que não têm muitos meios de sobrevivência e tenta aniquilar os poderosos que podem leva-lo ao fracasso total. Por isso que os estados que são governados por um príncipe têm eles como sua maior autoridade e reconhece-o como seu chefe. Tendo como exemplo o turco que e dirigido por um senhor mudando seus administradores de acordo com sua própria vontade e o rei da França esta cercado por pessoas que lê considera é e amado por todos aqueles que o rodeia.

O processo mais eficiente que ele pode ter e o de se organizar em colônias fazendo uma só corrente que prendera a província em vez de manter as forças armadas pois com isso levara o povo a revolta, Às atitudes certas de um príncipe trás tranquilidade a todo os povos daquela província, ele não deve trabalha encima apenas de realizações presentes mas também no futuro com muita perseverança e competência de modo que não consiga se abalar com os problemas que poderá acontecer.

Estamos sujeitos a constantes mudanças onde o bem e o mal andam juntos, enquanto estamos pensando que tudo esta dando certo por um momento de fraqueza ou distração podemos esta colocando tudo a perde deve se entender que para maiores conquistas deve-se esta ciente das coisas que querem colocar em pratica sem medo de dar erado.

Quando obedecemos as leis próprias daquele determinado lugar as pessoas começam anos apreciar foi assim que aconteceu com o príncipe de Siracusa Hierão, aparte da opressão elegeram-no parra ser capitão assim podendo chegar ao principado por ter suas boas causas, deixando tudo que não era proveniente para trás fazendo assim novas amizades, organizou novas milícias e assim suprindo um novo ambiente onde era venerado e apoiado por todos.

Muitos príncipes chegavam ao comando através de crimes cometidos para chegarem ao principado, por caminhos contrários as leis que eram estabelecidas tornando

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.6 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com