TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Aguarelas e suas técnicas

Por:   •  20/5/2018  •  Trabalho acadêmico  •  3.349 Palavras (14 Páginas)  •  156 Visualizações

Página 1 de 14

A Aguarela e suas técnicas

[pic 1]

Nome: Márcia Raquel Carneiro Barata dos Santos

Número: 05

Turma: 12º/ E

Índice

        

Índice        2

Introdução        3

Aguarela        4

Sobre o seu modo de fabrico        5

Categoria da aguarela        5

Pigmentos        6

Séries        7

Propriedades da aguarela        7

Materiais ideais para a aguarela        9

Técnicas da aguarela        16

Técnicas Básicas        18

Conclusão        21

Bibliogafia        22

Introdução

Neste trabalho irei apresentar tudo que mais me fascina na aguarela, desde a sua história até as melhores técnicas.

A aguarela é uma Técnica muito antiga cujo aparecimento se supõe estar relacionado com a invenção do papel e dos pincei de pelo de coelho, ambos surgidos na China a mais de 2000 anos.

No ocidente, há vários exemplos do emprego desta técnica desde a “idade Média”, como Tadeo Gaddi, discípulo de Giotto. Ele viveu até 1366, e teria produzido uma série de desenhos com aguarela, feitos sobre papel tipo pergaminho. O método foi utilizado por artistas Flamengos, e amplamente empregado em Florença e Veneza. Foi com Albert Durer que a aguarela pôde resistir ao tempo, visto que ele deixou pelo menos 120 obras suas.

Somente no século XVIII, a técnica de aquarela foi classificada como independente e começou a ser espalhada para diversos outros países da Europa, entre os quais a Inglaterra e França. Ali, a aquarela era utilizada para pintura de gravuras em madeira.

A aquarela é um método escolar e infantil muito difundido nas escolas, diretamente praticadas durante as aulas de artes.

[pic 2]

Aguarela

O significado da palavra aguarela pode ser considerado como “uma pintura com tintas que se diluem em água”, ou seja, é uma técnica de pintura que faz com que os pigmentos fiquem dissolvidas ou suspensas na água.

Na aquarela, é possível notar com muita frequência temas como natureza selvagem e vários cenários bucólicos. Embora tenha tido momentos de rejeição e preconceito, a aquarela consegue passar influência para algumas áreas, como as artes plásticas.

Apesar de ser uma técnica muito antiga é um método bem menos ortodoxo de pintura - se for comparada com acrílica e óleo - e muito impressionante. Por incrível que pareça, a aquarela é tida como um método escolar e infantil; é uma das primeiras técnicas de pintura que se aprende.

Mas mesmo assim, a aguarela consegue ser muito mais complicada do que o Acrílico e o Óleo. Isto porque, quem já pintou com aguarela sabe da dificuldade de se criar perspetiva, sombra, de não deixar a água a escorrer, etc. são diversos os pequenos problemas que a instabilidade da água tem.

Em suma a aguarela funciona como um misto de água e pigmento que se vai adicionando ou retirando a cor ou a água. Mas a verdadeira beleza da aguarela é justamente as suas cores e os seus defeitos: aquele excesso de tinta, aquele borrão, etc.

Porém, não é só de imperfeição que se faz a aguarela: Albert Durer utilizava a aguarela com perfeita exatidão. O desenho botânico, em que se representa frutos, folhas e tantos outros elementos da botânica com precisão milimétrica (literalmente), também se faz com aguarela.

[pic 3]

Sobre o seu modo de fabrico

A aguarela é basicamente formada por goma arábica (que funciona como aglutinante, fixando a cor sobre o papel), pigmentos, glicerina, agente umectante (mel ou xarope de milho) e outros aditivos. A composição se modifica de acordo com o fabricante.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.9 Kb)   pdf (993.8 Kb)   docx (835.4 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com