TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Submundo do Paraíso

Por:   •  28/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  628 Palavras (3 Páginas)  •  17 Visualizações

Página 1 de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

CURSO DE SEGURANÇA PÚBLICA E SOCIAL

ARTES E REPRESENTAÇÕES DA VIOLÊNCIA E DA CRIMINALIDADE

NITERÓI

2018


UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
ARTES E REPRESENTAÇÕES DA VIOLÊNCIA E DA CRIMINALIDADE

PROFESSORAS: LUCIANE PATRÍCIO E JACQUELINE MUNIZ

GRUPO: PAULO ROBERTO LEITE JUNIOR;

AMANDA CARLA SIDACO MAGALHÃES;

NATÁLIA GOMES DA COSTA;

DANIEL AGUIAR CRUZ;

MARIANA CAMPOS;

GABRIELLY

NITERÓI

2018



O SUBMUNDO DO PARAÍSO


[pic 1]

 


Foto de Mariana Cavalcante; em Praça Tiradentes; 2018.

Espanto, esse é meu nome. Eu estou congelada em um lugar que chamam de Paraíso e fui desenhada para despertar o incômodo naqueles que me veem.

Não carrego em mim um único recado, mas de mim emanam muitos comunicados. Minha natureza é SER MENSAGENS.

[pic 2]

Amanda Magalhães; Centro Psiquiátrico Henrique Roxo; 2018.

Submundo do Paraíso é a cidade onde eu e meus amigos vivemos. Ela está em toda parte, mas nem toda parte está nela. Qualquer pessoa pode conhecê-la, mas não é qualquer pessoa que pode reconhecê-la. Sua forma é flutuante e seus habitantes são livres, mas há muros e portões trancados do lado de fora.

[pic 3]

Foto de Paulo Junior; Niterói, Valonguinho, UFF; 2018.

Pureza, o sonho da sociedade atual (BAUMAN, 1997) e oposto de contaminação, é a colocação das coisas que deveriam estar em outros lugares. Tem haver com uma lógica de ordem em que se “criam e anulam estranhos”.  

No Paraíso há coisas e pessoas que não têm o seu lugar. Esse não pertencimento é a chave para entrarem e permanecerem no submundo do Paraíso.

[pic 4]

Foto de Gabrielly; 2018;

Aqui onde estou fixada, assisto carros velozes e pessoas sozinhas correndo a todo instante. Seus olhares estão sempre voltados para as telas dos celulares ou aos ponteiros dos relógios. Para elas o tempo parece estar sempre acabando, pois há vários lugares para irem e muita coisa para fazerem.

Essa é uma sociedade que vive com pressa.

[pic 5]

 

Foto de Natália Gomes; Comunidade da Mangueira; 2018;

Na contramão, as pessoas do meu povo caminham devagar, pois não têm para onde correrem. Seus olhares enxergam coisas, lugares e gentes invisíveis. Para elas o tempo parece não ter fim e é como se não houvesse mais nada que possam fazer. Não há muitas opções, a não ser sobreviverem.

Essa é a sociedade que têm pressa.

[pic 6]

Amanda Magalhães; Centro Psiquiátrico Henrique Roxo; 2018.

Tem no Paraíso instituições reparatórias criadas tão somente para a prisão de indesejáveis. Nesses destinos há um falso sentido de pertencimento àqueles que não pertencem a fim de se promover um suposto bem estar social. Assim, na busca de se combater a violência e de se conter a loucura, mais violenta e louca é esta sociedade.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.7 Kb)   pdf (491.2 Kb)   docx (407.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com