TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Desigualdade No Brasil: Ricos X Pobres Desde O Descobrimento

Por:   •  30/6/2013  •  324 Palavras (2 Páginas)  •  630 Visualizações

Página 1 de 2

DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL

Estudar a desigualdade no Brasil é muito importante porque é algo que vem se arrastando desde o seu descobrimento. Pode-se afirmar sem medo de errar que desde a vinda da família real essa desigualdade ficou muito mais eminente. Escravos, índios, trabalhadores da agricultura, mineração e criação de animais eram mal remunerados, viviam em pobreza extrema e ainda deviam altos impostos e favores aos reis que aqui governavam. Isso não vai sofrer grandes modificações com o passar dos anos. Embora tenham sido libertados os escravos, ainda hoje muita gente - negros e brancos, índios e amarelos - são escravizados pelo sistema capitalista selvagem e pela corrupção de governantes e empresários que a cada dia ficam mais ricos em detrimento da maioria que fica cada dia mais pobre.

O surgimento da desigualdade social no Brasil

A desigualdade social no Brasil existe desde os tempos de colônia, onde Portugal detinha os recursos provenientes do próprio Brasil, como a exploração do pau-brasil, da cana-de-açúcar, do ouro, e posteriormente da produção agrícola do café, administrados por pessoas designadas pela coroa, cuja relação de desigualdade dava-se entre os senhores e os escravos. Os portugueses exploraram o Brasil com o menor esforço possível, sem investir em infraestrutura, educação ou melhoria de qualquer espécie, ou seja, sem nenhum compromisso com o futuro. Eles demonstraram que vieram aqui para apenas buscar riqueza, mas a riqueza que custa ousadia, não riqueza que custa trabalho.

Com a chegada das primeiras indústrias, na década de 1930, o Brasil passou a administrar um sistema de capitalismo com mais clareza, acumulando maior capital com a ajuda dos empresários oriundos principalmente de empresas estrangeiras, que instalavam suas indústrias no Brasil, devido ao menor custo de mão de obra, fazendo então, a economia crescer, e na mesma proporção da economia, a desigualdade social, cujos trabalhadores, por baixíssimos salários e quase sem nenhum direito trabalhista, forneciam a mão de obra às indústrias, fazendo-as lucrar cada vez mais.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com