TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Analisando brevemente racismo no Brasil segundo Durkheim e Tarde

Por:   •  19/9/2016  •  Dissertação  •  306 Palavras (2 Páginas)  •  3.815 Visualizações

Página 1 de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

FFCH – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas – Campus São Lázaro

Vanessa Sousa Coelho

Sociologia I

Análise do Racismo no Brasil baseada nas teorias sociológicas de Durkheim e Tarde

Resultado de 300 anos de escravidão do povo negro, o Brasil é historicamente marcado pelo racismo institucionalizado no qual seleciona tais pessoas pela pigmentação da pele e traços faciais para subjugá-las e defini-las como inferiores. Essa minoria social, que na realidade constitui a maioria da população brasileira, sofre a opressão das classes dominantes e consequentemente de valores hegemônicos desencadeando a desigualdade social.

A partir desse pressuposto, percebe-se que a discriminação racial é um fato social arraigado em nossa sociedade, segundo Durkheim, são conceitos impostos e exteriores ao indivíduo que independem do mesmo.  Nas três características que validam esse fato social (coercitivo, exterior e geral), apresentam-se na medida em que representa a vontade coletiva ou o consenso de um grupo sobre determinada questão e assim impõe aos indivíduos práticas que são naturalizadas, como padrões de beleza eurocêntricos, a mídia reduzindo os atores e atrizes negras á personagens vinculados a cargos domésticos e servis, a vinculação da criminalidade, as abordagens policiais violentas e excessivas, a falta de representatividade na política, a hipersexualização das mulheres pretas, dentre outras.  Pode-se dizer que são construções sociais racistas que moldam o sujeito fazendo- o expressar posicionamentos sociais, ou seja, a ideia do indivíduo racional e autônomo é inexistente.

Já para Gabriel Tarde, o fator origem é totalmente desprezado para que se possa entender o evento da discriminação racial é preciso observá-lo pelas articulações que são feitas e vão adquirindo forma durante as relações entre ou nos indivíduos.  A mônada é a realidade aberta propagada na imitação que é marcada pelo fluxo de crenças (forças plásticas), pela repetição de ideias e comportamentos racistas nas associações, na qual há uma inovação em cada repetição.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.1 Kb)   pdf (58.2 Kb)   docx (9 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com