TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Desenvolvimento de um texto sobre questões bioéticas

Por:   •  20/2/2015  •  Artigo  •  538 Palavras (3 Páginas)  •  195 Visualizações

Página 1 de 3

Enunciado: Com base na leitura da Unidade IV do fascículo de Bioética, no que diz respeito ao tratamento da questão do especismo nas ciências experimentais, desenvolva um texto dissertativo apresentando dois argumentos favoráveis à utilização de animais - não humanos em experimentos científicos, e dois argumentos contrários à essa utilização.

Desenvolvimento:

O uso de animais na ciência sempre foi controverso. Muitas pessoas se opõem ao uso de qualquer animal em experimentos, argumentando que isso é cruel e antiético. Pesquisas de opinião públicas, na última década, mostram um grande apoio a esse tipo de pesquisa – com a garantia de certas condições: sem sofrimento desnecessário, por propósitos médicos sérios (salvar vidas) e quando não há alternativa. Existem pessoas que afirmam que a experimentação animal é ilegal, imoral e ineficaz e, por isso, deveria ser banida em 100% dos casos. Outros cientistas afirmam que o uso de animais para testar novas drogas e produtos é, em muitos casos, imprescindível para o avanço da ciência. Além de produzirem vacinas.

O biólogo Sérgio Greif diz que “Os métodos alternativos de pesquisa que excluem animais são mais baratos a médio e longo prazo, mais refinados, mais confiáveis, mais rápidos e facilmente reproduzíveis”. Ele argumenta que os laboratórios insistem na vivissecção porque se acomodaram à essa técnica. “Temos toda uma tradição e estrutura que favorecem a perpetuação deste tipo de metodologia. Alguns apontam que as novas abordagens e metodologias de pesquisa que não se baseiam em modelos animais são mais caras, colocando um obstáculo para tal implementação, mas esquecem-se do custo elevado para manutenção de animais em biotérios

Desta forma, em nosso meio social, existem alguns argumentos contra o uso de animais nas pesquisas científicas, como:

A medicina humana não pode ser baseada em medicina veterinária, já que os animais são diferentes histológica, anatômica, genética, imunológica e fisiologicamente.

Animais e humanos reagem diferentemente a substâncias. Por exemplo, algumas drogas são cancerígenas em homens mas não em animais e o arsênico pode ser aplicado em enormes doses em cabritos e não causariam nenhum mal a estes, no entanto, no homem apenas uma gota o levaria à morte.

Doenças que ocorrem naturalmente e doenças artificialmente induzidas diferem com freqüência e substancialmente.

Noventa por cento dos canceres no ser humano são devidos a medicamentos, pesticidas, aditivos alimentares, todos "testados com êxito" em animais.

Mas em outros casos, vêe-se que o uso de animais em experimentos não é opcional. Existem situações em que eles simplesmente não podem ser substituídos. Observe alguns desses argumentos a favor do uso de animais

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.6 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com