TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Valores Civicos E Morais Em Angola

Por:   •  5/6/2013  •  941 Palavras (4 Páginas)  •  2.328 Visualizações

Página 1 de 4

INTRODUÇÃO

Os valores cívicos e morais em Angola. O tema precisa ser discutido no sentido de que se fomentém debates a esse respeito e se encontre caminhos pelos quais se consiga atrair as crianças e os adolescentes, em fim, o alunado, e ver resgatados seus valores em alguns casos, e em outros ensinando novos valores.

Diante da sociedade atual, faz-se necessário uma metodologia de ensino que haja de maneira preventiva, na educação de valores éticos e morais, na formação consciente do indivíduo que reflete ética e moralmente diante de situações conflitantes, que exijam dele uma gama de princípios e valores que norteiem suas decisões.

É sabido que todo indivíduo, todo aluno, recebe inicialmente uma educação informal, e muitas vezes, esta é completada e continuada pela escola que assume o papel da educação formal, com conceitos e saberes técnicos, científicos, históricos, matemáticos. Diante desta informação faz-se de total importância perceber-se a necessidade desta educação em ter a preocupação de inserir no seu currículo a educação de valores éticos e morais, de maneira interdisciplinar. Sempre suscitando discussões e reflexões, que de maneira livre e aberta levará o aluno a refletir o seu papel na sociedade e as contribuições que lhe serão exigidas como futuro executor ativo de sua cidadania.

OS VALORES MORAIS E CÍVICOS EM ANGOLA

De um tempo a esta parte temos ouvido falar no resgate dos valores civicos e morais. Com efeitos este povo, num passado recente, se assim se pode considerar os 30 anos passados, tinha uma educação fora do normal. Todos que aqui aportavam ficavam vislumbrados pela sua educação, respeito, humildade e amor ao próximo. Não era normal ver pessoas gritando, o espirito de entre ajuda estava patente nas acções das pessoas. Era um orgulho para um senhorio se batessemos a sua porta solicitando a utilização dos seus lavabulos. A hospitalidade era tanta que não só saíamos daí satisfeitissimos pela atenção mas como, muitas vezes, também com a barriga cheia, etc. Os que tinham meios de transporte faziam do acto de dar boleias uma norma.

Assim era o povo angolano, pacato, humilde, atencioso, respeitoso. Os valores civicos e morais eram muito altos, e o respeito aos mais velhos em particular e ao próximo em geral era a tónica principal. Essa atitude reflectia-se no dia a dia e até nos negocios. Não estou dizendo que não se faziam sentir as burlas, os roubos, etc, mas eram feitos numa percentagem tão infima que era ignorada. Nas escolas a disciplina de “educação moral e religião” era obrigatória e ajudava os estudantes a criar a atitude de amor ao próximo, ensinava-os como portar-se na sociedade e incentivava o amor a Deus, ao próximo, a familia e a patria.

Infelizmente, a partir de 1975 a sociedade angolana começou a viver uma serie de convulsões que viriam a transformar por completo a tonica comportamental da sociedade. Com a entrada dos 3 movimentos de libertação nacional o país começou a viver um caos autentico, veio a guerra civil e o imperio de violência, a lei das armas. A sociedade comecou a viver o deficite em termos de amor ao proximo, morria-se nas ruas como se fossem cães, o valor pela vida havia se transformado em banalidades.

Como não podia deixar de ser os valores civícos e morais transformaram-se em história de conto de fadas, onde as expressões “sabes com quem estás a falar?”, “sabes quem sou eu?”, “se falares dou-te um tiro”. As pessoas so prestavam atenção ao outro mediante uma atitude de submissão, sendo a palavra principal a de “chefe”.

Hoje é normal vermos jovens fazendo necessidades maiores e menores em plenas ruas, (sem o minimo de pudor) ou nas paredes dos edificios, em plena luz do dia, sem sequer protegerem-se de quem quer que seja. Eu abro aqui um parentesis para dizer que quem de

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.1 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com