TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Inquisição - Judaísmo

Por:   •  26/11/2013  •  1.402 Palavras (6 Páginas)  •  145 Visualizações

Página 1 de 6

Judaísmo

10.1 Época de maior esplendor judaico na Península Ibérica:

1147 » D. Afonso Henrique, na tomada de Santarém dos Mouros, encontrara ali proeminente colônia judaica, com autonomia em Portugal, numerosos durante toda a Idade Média.

10.2. Tribunais do Santo Ofício da Inquisição, na Espanha:

1383 » Representantes da Aristocracia Burguesa, os chamados “homens bons”, apresentam reivindicações à Rainha de Portugal, dentre elas uma que exigia a retirada dos judeus dos oficiais públicos. O “Mestre de Avis” (futuro D. João I) defende os judeus da “Gente Miúda” (um grupo do povo com motivos revolucionários). Em meados do século XIV desencadeia na Espanha, perseguições aos judeus pelo baixo clero.

1391 » Um Clérigo fanático declara um “progrome” em Sevilha, milhares de judeus morrem e são forçados a se converterem ao catolicismo na Espanha.

10.3. Século XV:

1449 » É posto em vigor a primeira lei de “limpeza de sangue”, os judeus são proibidos de ter acesso a inúmeros cargos públicos, honras e profissões na Espanha.

1449 » O corregedor de Lisboa manda açoitar publicamente certos cristãos, que tinham insultado judeus na rua.

1478 » Para combater o “marranismo” os Reis Católicos obtêm do Papa, uma bula instituindo a “Inquisição em Castela”, na Espanha.

1487 » O primeiro livro impresso em Portugal foi a Torah (Pentateuco) em caracteres hebraicos.

1480-1492 » Período de grande perseguição, nestes anos cresceu um estado de miséria por toda comunidade judaica na Espanha.

1491-1492 » Os Reis Católicos ordenam a expulsão dos judeus da Espanha; muitos vão para Portugal e para o Norte da África.

1492 » Desaparecimento dos judeus mosaicos e judeus marranos na Espanha.

1495-1496 » D. Manuel por casar com a filha dos “Reis Católicos” (Rainha Isabel) comprometeu-se em expulsar os judeus que viviam em seu reino.

1495 » Os judeus recém-chegados a Portugal pela expulsão espanhola se tornavam escravos, mas D. Manuel deu-lhes liberdade quando subiu ao trono.

1496 » O Rei D. Manuel declara a expulsão dos judeus que não aceitassem ser batizados; nada muito ofensivo, era apenas uma estratégia política (cumprimento de seu compromisso com os reis católicos).

1496-1497 » Crianças judias menores de 14 anos foram obrigadas a se batizarem e foram adotadas por famílias cristãs (católicas).

1497 » (04 de Maio). Saiu uma lei que proibia que se fizessem indagações sobre crenças dos novos convertidos.

1499 » (21 e 22 de Abril). Proibição da imigração de cristãos-novos de Portugal por D. Manuel.

1500 » O Brasil é descoberto pela Esquadra de Pedro Álvares Cabral, abrindo-se, assim, um “Mar Vermelho” para os judeus portugueses que corriam risco de vida.

10.4. Século XVI:

1503 » O judeu Fernando de Noronha lidera um grupo de judeus portugueses e apresenta a D. Manuel a primeira proposta de colonização do território brasileiro.

1506 » Milhares de judeus foram assassinados e queimados barbaramente pelo Progon de Lisboa.

1507 » (01 de Março). Lei que abolia qualquer discriminação aos cristãos-novos, permitindo-lhes os mesmos direitos dos cristãos-velhos.

1515 » (26 de Agosto). D. Manuel pede ao Papa uma inquisição segundo o modelo de castelhana.

1516 » D. Manuel distribui ferramentas aos que mudassem para o Brasil. Ele queria implantar engenhos de cana nesta terra “recém-descoberta”. Milhares de judeus aproveitam esta oportunidade.

1524 » D. João III confirma as leis de D. Manuel contra a discriminação.

1524 » (Junho). Assassínio de Firme Fé. (12 de dezembro). Lei em confirmação da de Março de 1507, sobre os direitos iguais dos conversos.

1525 » Instrução a D. Martinho de Portugal, para pedir ao Papa a Inquisição.

1531 » Dita para Braz Neto, com o mesmo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.4 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com