TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A psicanálise como método de tratamento das neuroses e psicoses

Por:   •  8/11/2013  •  Artigo  •  356 Palavras (2 Páginas)  •  352 Visualizações

Página 1 de 2

INTRODUÇÃO

A psicanálise é um método de tratamento de neuroses e psicoses, desenvolvido inicialmente por Sigmund Freud, que investiga os aspectos psicológicos dos processos mentais, seu tratamento é dizer tudo que vem a mente para uma melhor compreensão. Sabe-se que a psicanálise teve seu marco na publicação da obra A Interpretação de Sonhos no ano de 1900, mas Freud já havia começado sua pesquisa um pouco antes quando se formava vem medicina.

Freud Aprende com Charcot a hipnose para aplicar em paciente com histeria, mas Freud quer se aperfeiçoar e se aproxima de Breuer com quem descobri como estudar e tratar a histeria. Por intermédio desses estudos que uma lógica opera no ser humano, uma lógica que interiorizada pelo ser humano, algo que não parece ser revelado, a consciência nos é presente e o que Freud nos mostra é o inconsciente. A uma ordem mental que a psicanálise mostrava o consciente e inconsciente. O inconsciente é ambivalente, pois o tempo não é linear e contrários coexistem, como o não e o sim. Dessa maneira, o sujeito pode amar e odiar ou querer e não querer ao mesmo tempo, seguindo uma linha dialética.

Pensei em escrever algo,

Não consegui,

Pensei em ser alguém melhor,

Não tive sucesso,

Pensei em dizer não pra tudo que é errado,

E fiz,

Pensei em amar mais,

Não amei,

Pensei em agir,

Não tive força,

Pensei em desistir de tudo,

Não tive êxito,

Pensei quem sou nesse imenso mundo,

Onde há bem e mal,

Onde há sim e não

Aonde sim e não andam juntos

Sem saber para que servem e como serem usados,

Pensei dizer sim,

Consegui um não,

Pensei dizer não,

E tudo esvaeceu... (ANTOLOGIA POÉTICA 2008, pg.24)

A varias formas de linguagem, elas revelam o que esta em oculto no inconsciente, sendo possível observá-lo de fora do aparelho psíquico, de certa forma o paciente sabe e não sabe que sabe o inconsciente não segue uma lógica linear, mas é atemporal a dialética e é onde os contrários coexistem. O inconsciente humano é pura energia psíquica. Freud separa o aparelho psíquico em Consciente, Pré-Consciente e Inconsciente tendo o fluxo entre eles. O

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com