TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

AVERSÃO AO RISCO E INCENTIVOS: UMA ANÁLISE EXPERIMENTAL.

Dissertações: AVERSÃO AO RISCO E INCENTIVOS: UMA ANÁLISE EXPERIMENTAL.. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  10/4/2014  •  8.460 Palavras (34 Páginas)  •  226 Visualizações

Página 1 de 34

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO SÓCIO-ECONÔMICO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONOMICAS

VITOR DIAS DA CUNHA

AVERSÃO AO RISCO E INCENTIVOS: UMA ANÁLISE EXPERIMENTAL.

FLORIANÓPOLIS, 2012

VITOR DIAS DA CUNHA

AVERSÃO AO RISCO E INCENTIVOS: UMA ANÁLISE EXPERIMENTAL

Monografia apresentada ao Curso de

Ciências Econômicas da Universidade

Federal de Santa Catarina como

requisito parcial à obtenção do grau

de Bacharel em Ciências Econômicas.

Orientador: Newton Carneiro Affonso da Costa

Jr, Prof. Dr.

FLORIANÓPOLIS 2012

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS

A Banca Examinadora resolveu atribuir a nota 8,50 ao aluno Vitor Dias da Cunha na

disciplina CNM 5420 - Monografia, pela apresentação deste trabalho.

Florianópolis, julho de 2012

Banca Examinadora:

Prof. Dr. Newton Carneiro A. da Costa Júnior

Orientador

Universidade Federal de Santa Catarina

Prof. André Alves Portela Santos

Universidade Federal de Santa Catarina

Prof. Guilherme Valle Moura

Universidade Federal de Santa Catarina

Dedicatória

Dedico este trabalho à minha esposa Thayse, meus pais

Leônidas e Claudia e meus irmãos Ricardo, André e

Rivian.

AGRADECIMENTOS

Agradeço a meu orientador Prof. Newton C. A. da Costa Jr, meu condutor na

elaboração dos trabalhos, e, sobretudo, por continuar com disposição para orientar-me mesmo

perante as desistências minhas por motivos extracurriculares.

Gostaria de agradecer a meus pais Leônidas e Claudia que sempre foram meu alicerce

de vida, caminhando juntos, apoiando e conduzindo minhas decisões, dando condições para

tornar-me um economista. Minha irmã Rivian pelo apoio dedicado na realização da pesquisa

do trabalho.

Agradeço a todos os professores que concomitante ao conhecimento repassado,

modificaram meu modo de pensar acadêmica e pessoalmente, tornando-me assim um

economista.

Por fim agradeço em especial minha esposa Thayse, que se mostrou implacável em

apoiar-me de forma incondicional na elaboração deste estudo, sendo tolhida muitas vezes do

tempo de lazer em conjunto para proporcionar minha conquista acadêmica.

A capacidade de administrar o risco, e com ele

a vontade de correr riscos e de fa zer opções

ousadas, são elementos-chave da energia que

impulsiona o sistema econômico.

(Peter L. Bernstein)

RESUMO

Este trabalho busca evidenciar a existência de diferentes níveis de aversão ao risco quando

indivíduos são submetidos a incentivos de retornos monetários hipotéticos e retornos

monetários reais. Para este fim foram realizados experimentos através de questionários

envolvendo diferentes escolhas, com decisões de risco mais elevados ou menos elevados se

comparados ao valor esperado. A aplicação dos testes dividiu-se a fim de formar dois grupos:

um com retornos hipotéticos e outro com retornos reais (pagamento do prêmio em dinheiro).

Os grupos foram subdivididos para melhor avaliar o quanto diferentes níveis de renda podem

influenciar no comportamento de níveis de aversão ao risco entre os indivíduos. O teste

estruturou-se em forma de loteria, onde são apresentadas dez decisões a serem tomadas pelo

participante sendo que para cada uma a escolha deve ser Opção A (segura) ou Opção B

(arriscada). A metodologia utilizada foi analiticamente próxima ao do artigo Aversion and

Incentive Effects de Holt e Laury (2002), onde se mensuram as aversões ao risco baseando-se

no número de escolhas por Opções A em oposto a Opções B. No desmembramento da

economia experimental é necessário identificar até que ponto as pesquisas laboratoriais

representam situações que possam ser idênticas as enfrentadas no “mundo real”, ou se apenas

assemelham-se a testes hipotéticos, que confirmam uma teoria com escassa aplicabilidade a

situações reais de escolha. Assim o presente estudo buscou na economia experimental as

bases para análise da aversão ao risco. Os resultados apresentados não corresponderam às

expectativas, tendo em vista que os testes com indivíduos de retornos hipotéticos

apresentaram maior aversão ao risco do que testes com indivíduos recebendo retornos reais.

Assim, através dos testes estatísticos de confiança é possível afirmar a existência da diferença

...

Baixar como (para membros premium)  txt (64 Kb)  
Continuar por mais 33 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com