TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Reino Plantae

Por:   •  6/11/2012  •  444 Palavras (2 Páginas)  •  1.563 Visualizações

Página 1 de 2

1.0 Introdução

O Reino Vegetal, conhecido cientificamente como Plantae, é formado por aproximadamente 300.000 espécies conhecidas, sendo que, entre elas, encontram-se muitos tipos de ervas, árvores, arbustos, plantas microscópicas, etc.

Origem e Classificação das plantas

As plantas são organismos eucariontes fotossintetizantes, multicelulares, com diferenciação de tecidos.

Acredita-se que as plantas tenham surgido a partir de um grupo ancestral de algas verdes, pois existem várias características que as aproximam, como a parede celular composta principalmente de celulose e a presença de clorofila a e b em seus cloroplastos.

Na passagem evolutiva das algas verdes para as plantas, surgiram algumas características que se mantiveram por seleção natural, pois se revelaram muito adaptativas á vida no ambiente terrestre, possibilitando a expansão das plantas nesse ambiente. Duas dessas características, de grande importância, são:

• Camada de células estéreis envolvendo e protegendo os gametângios (estruturas formadoras de gametas); tal camada não ocorre nos gametângios das algas.

• Retenção do zigoto e dos estágios iniciais de desenvolvimento embrionário dentro do gametângio feminino, conferindo grande proteção ao embrião.

Tradicionalmente, as plantas têm sido divididas em dois grandes grupos:

• Criptógamas (cripto= encondido; gamae= gametas): plantas que possuem as estruturas produtoras de gametas pouco evidentes. Exemplos: musgos e samambaias;

• Fanerógamas (fânero= visível): plantas que possuem estruturas produtoras de gametas bem visíveis. Todas desenvolvem sementes e por isso são também denominadas espermatófitas (sperma= semente). Exemplos: pinheiros, mangueiras, roseiras e coqueiros.

As criptógamas dividem-se em dois grupos:

• brigófitas: criptógamas que não possuem vasos especializados para o transporte de seiva; são plantas de pequeno porte. Exemplos: musgos e hepáticas;

• pteridófitas: criptógamas que possuem vasos condutores de seiva. Exemplos: samambaias e avencas.

Por possuírem vasos, as pteridófitas e todas as fenerógamas são chamadas plantas vasculares ou traqueófitas e são plantas de maior porte que as vasculares.

O corpo das plantas vasculares é constituído basicamente por raiz, caule e folhas, enquanto nas briófitas fala-se em rizoide, cauloide e filoide, estruturas extremamente semelhantes respectivamente a raiz, caule e folha, mas sem

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com